Para minimizar os efeitos da greve, os guiões são feitos à pressa

Fevereiro 19, 2008

As produtoras norte-americanas de formatos televisivos tentam a todo o custo minimizar os efeitos da greve dos argumentistas, que durou 101 dias. E estão a obrigar os guionistas a acelerar o ritmo de trabalho, o que, segundo alguns autores, pode pôr em risco a qualidade dos argumentos.

Leia o resto deste artigo »