Casos da Vida – Chamada Por Engano (Comentários)

 

Ajude-me! Ele vai-me matar!

Confesso que quando li a sinopse eu pensei que nem valia a pena assistir ao episódio devido à falta de originalidade (outra vez a violência doméstica), mas acabei por dar a quarta oportunidade a essa série. Não me arrependo, mas espero que se de facto houver uma segunda temporada, mudem qualquer coisa, principalmente a banda sonora, que está horrivelmente desprezível.

O episódio dessa semana começou de uma maneira péssima, pois se alguém reparou tal como eu reparei deve se ter dado pelo facto das imagens de Lisboa (ou outra cidade qualquer onde viajavam as duas amigas) estarem com uma qualidade que não se admite numa televisão generalista.  Além de estarem tremidas, a banda sonora que acompanhava é, e volto a dizer, má até dizer chega.

Quanto à história em si, considero mais esse caso como um policial e condeno plenamente a TVI de ter mostrado no trailer que Paulo era o mau da fita. Não sei se concordam, mas na minha opinião, fica logo a surpresa estragada.

As interpretações foram, como sempre (ou quase sempre), de uma qualidade indiscutível, principalmente a volta de Marques d’Arede à televisão no papel do pai da vítima.

A história desenvolveu-se a um ritmo lento e achei que os noventa minutos passaram muito devagar (o que não é bom sinal 😀 ). Quantos às melhores partes do episódio, destaco a parte em que as duas irmãs, Laura e Beatriz, estavam a ser atacadas pelos respectivos amados (?!) e também a parte do final do episódio onde José cumpre a sua promessa de matar quem assassinou a filha, mesmo sendo uma pessoa que ele tanto apoiava. Outra coisa que eu gostei foi o facto de Beatriz intitular o seu livro de “Violência Doméstica”.

E foi isso que achei do episódio, e se estão curiosos de saber a classificação que eu dei ao episódio…

Clique aqui para ver a pontuação que eu dei.

Anúncios

5 Responses to Casos da Vida – Chamada Por Engano (Comentários)

  1. vitoscano diz:

    Esteve melhor, grandes interpretações não gosteimuito só da interpretação da irmã da Fernada Serrano no filme mas continua o problema do arrastamento da historia para caber em 90m e já agora foi a melhor paret final de tele-filme até agora mas precisava de disfarçar melhor que trazia uam escuta para o ir apanhar.

  2. missfacas diz:

    sinceramente nao gostei. A violência doméstica já chateia, sei que ainda está muito presente na nossa sociedade mas a nossa sociedade tem vários problemas não só esse. A xenofobia é um deles e o desemprego. Falta de originalidade. Parece que não conseguem “iventar” mais histórias. Não foi cativante, como está acima referido os 90minutos demoraram muito a passar. Só mostra que a Tvi tem meios para fazer séries mas opta sempre pelo popular. Pelo fácil em vez do complexo e cativante. A continuar assim não sei se vejo a segunda temporada, não tenho esperanças que melhore.

  3. […] como quase todos os outros, mas melhor que o da semana passada (Chamada por Engano, comentários aqui). A série continua a não me cativar como me cativou nos dois primeiros episódios, está a ficar […]

  4. tuka diz:

    este para mim foi um dos melhores episodios: este e «o pedido»
    alguem consegue ter a gravaçao de chamada por engano?

  5. Since we are on the topic of pinging, this is yet another reason given by WordPress
    users of why they prefer this blogging platform. re going to take a step-by-step look at how you can find and automatically install plugins directly from within Word – Press.
    Remember you can use WordPress as a regular website.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: