Casos da Vida – Anjos de Serviço (Comentários)

 

Aqui nós salvamos vidas!

Foi uma episódio razoável, visto que já não espero muito desta série. Arrastando-se, como quase todos os outros, mas melhor que o da semana passada (Chamada por Engano, comentários aqui). A série continua a não me cativar como me cativou nos dois primeiros episódios, está a ficar fraca, com muitas cenas descartáveis, principalmente nesse episódio.

Eu sou contra as recordações ou flashbacks (ou o que queiram chamar) seja numa série, telenovela ou filme e neste episódio abusaram. Na minha opinião, não existe coisa pior do que constantes “recordações” das personagens, o que só mostra que estão a “esticar” o tempo até completar os 90 minutos, uma tremenda falta de originalidade e bom senso.

Outra coisa que me chateou foi a banda sonora. Já disse e volto a repetir que a banda sonora da série é do mais péssimo que podiam colocar. Só no primeiro episódio é que gostei da banda sonora e no segundo também.

Uma “Anatomia de Grey” à Portuguesa fizeram deste episódio um dos melhores, tirando algumas partes que já referi em cima. O drama vivido pelo médico que culpa-se por ter deixado o filho a morrer na estrada ficou muito bem, tal como as interpretações de João Reis e Fátima Belo. Aliás, todas as interpretações foram boas no geral, tirando o elenco infantil (mas isso é compreensível).

Uma surpresa foi o facto de descobrirmos que afinal o médico Henrique Schneider, pediatra, não é pedófilo, mas sim um pai desesperado à procura do seu filho desaparecido.

Outra coisa que me agradou foi a gravidez da psicóloga e toda a história e ironia do final quando ela e o médico decidem, com aquele diálogo original e perfeito, ficar separados.

É muito engraçado e bonito ver a personagem que Ricardo Castro encarou, sendo o “anjo” Gabriel. É, com certeza, um exemplo para todos os hospitais de pediatria do nosso país. Também foi boa a surpresa em relação ao miúdo que tinha hematomas. Apesar de a mãe o tratar mal, não foi ela que fez aqueles hematomas, mas sim os colegas da escola.

Diana Chaves como estagiária é o exemplo vivo de que a vida de médico não é nada aquilo que sonhamos e embora custe admitir, tudo o que o médico dizia a ela acerca de sentimentalidade e salvar vidas, é quase tudo verdade. O diálogo em que a estagiária se confronta com a dura realidade, é genial.

E foi isso que achei do episódio, e se estão curiosos de saber a classificação que eu dei ao episódio…

Clique aqui para ver a pontuação que eu dei.

6 Responses to Casos da Vida – Anjos de Serviço (Comentários)

  1. mario ferreira diz:

    um espetaculo!!
    adorei este caso..os outros tambem sao fantasticos!
    Viva á tvi

  2. telmo diz:

    uns coments ao aki nao á kem viva é k eramvalentes! cada vez gosto mais desta temporada!

  3. missfacas diz:

    ja deixei de ver. nao vale a pena é “séries” msm à Tvi. É como os morangos serem uma série…

  4. vitoscano diz:

    Gostei bem melhor, mas exagero de Flashbacks e parte da historia muito semelhante a Anatomia de Grey e continua o mesmo problema de esticar para caber em 90m, as representações excelentes como sempre. Se for bem feito e não tão esticado o da semana que vem parece-me vir a ser o melhor de todos a ver vamos.

  5. Teresa diz:

    Diana Chaves HORRIVEL, PÉSSIMA mesmo!!!!!!!

  6. esta episodio dos ” anjos de serviço” foi muito fixe….continuem assim..

    bjInhos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: