Casos da Vida – Primavera Todo o Ano (Comentários)

Bem que esse podia ser o último caso/episódio, pois assim a série acabava com dignidade, apesar de fugir ao conceito do programa.

Quando digo que se este episódio fosse o último a série acabava com dignidade, significa que gostei muito do episódio.

Não é um grande sucesso, nem um episódio que mereça que se classifique com uma qualidade indiscutível, mas digamos que, para um episódio português, não está nada mal.

Gostei do facto de recuperarem uma certa qualidade que se manteve nos dois primeiros episódios e depois foi sempre caindo. Ainda bem que nesse não houve recordações/”flashbacks” como houve no episódio da semana passada. Não sei se alguém deu por isso, mas o episódio durou mais meia hora que o costume, mas o que interessa é que não foram 120 minutos muito arrastadinhos como acontece com alguns episódios que já se viu.

Mais uma coisa que notei neste episódio, foi que a ficção está a ultrapassar a realidade como tema principal desses episódios, ou seja, acho que toda a história desse caso é mais ficção que realidade. Existe demasiados temas para fazer um episódio que “imite” problemas reais, como a xenofobia, discriminação social, imigração ilegal, prostituição, aborto, gravidez na adolescência, enquanto que “substituir” uma irmã, como aconteceu com esse episódio, tem ficção a mais e foge muito ao conceito do programa. Mas o que interessa é que foi um episódio bom.

Depois destas considerações, resta-me dizer que todo o mistério do episódio em relação à fotografia foi muito bom; gostei do destino que deram ao personagem do namorado da Marta, a irmã que morreu; adorei a interpretação de Joana Solnado e por último uma crítica à interpretação da actriz Rita Capela que fez o papel da melhor amiga de Marta, Joana. Gostei muito de toda aquela loucura que havia na personagem Júlia, da sua solidão. A parte final foi excelente, o segredo manteve-se, mas acho que ficou alguma coisa para explicar, algo ficou em falta…

Para concluir, devo dizer que falta um pouco de acção e suspense nestes Casos da Vida…

Clique aqui para ver a pontuação que eu dei.

7 Responses to Casos da Vida – Primavera Todo o Ano (Comentários)

  1. A.Doce diz:

    não gostei deste hepisódio, não sei pk, mas n gostei

    o tema n era mt real, os actores taditos, mas lá fizeram o tava no guião n é… mas pecaram pelo tema…

    é o velho e batido tema de gémeas, estou cansada dessa coisa de porem gémeas em tudo kt é sitio

    tb axo k podiam olhar para temas mais actuais e k xamam mais há atenção do nosso povo, xenofobia, nem todos sabem o k é, imigração ilegal, as 2 faces cara a cara… etc etc etc…

    enfim, espero k os próximos se os ouver sejam melhorzinhos 😦

  2. vitoscano diz:

    Sinceramente esperava mais deste épisodio muito fraco e podia ter realmente sido bom,só mesmo o final foi algo original.A Joana Solnado prova mais uma vez que é uma das melhorea actrizes portuguesas.

  3. missfacas diz:

    o que estraga é msm os argumentos pq do pouco q vi gostei das interpretaçoes. A joana solnado ja toda a gente sabe que a interpretação lhe corre nas veias, o Diogo Amaral também foi muito credível e gostei da banda sonora toda dramática quando ele ía a correr para o cemitério. Melhores argumentistas é que era… aposto que há tantos com mais imaginação e sem oportunidades de aparecer. É que este tipo de argumento lança a tvi para o básico (como é os morangos com açucar) a produção nacional está a melhorar em muita coisa, figurinos, cenários, fotografia mas enquanto os argumentos forem fracos… Como se costuma dizer não se faz omeletes sem ovos!

  4. mokas diz:

    onde podemos sacar estes episódios??

  5. Marco diz:

    Sacar nao sei. mas podes ver no youtube
    Cumpz

  6. guida diz:

    gémeas credíveis, história mais de «vida real» do que se possa pensar. cunhados incompatíveis…muita solidão, solidões…vidas construídas sobre mentiras e que nelas preferem viver a encarar a verdade de frente e com coragem… Muito boa história! Pormenores cuidados! Felizes interpretações! Tão boas que pareceram simples, como entrar nu numa banheira e adormecer!…PARABÉNS!

  7. Anónimo diz:

    atenção:
    no fim, quando elas dizem que vão ver o pai, vão para o lado errado da campa e vão em direcção ao…pai.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: