Privileged (1.02) – All About Honesty

Setembro 17, 2008

Como nem tudo poderia ser um mar de rosas, e depois de ter gostado do episódio de 90210, resta-me dizer que odiei o rumo desta série. Não gosto de ver nada por obrigação e até costumo ser bastante paciente, mas a verdade é que bastaram 15 minutos de ‘All About Honesty’ para perceber que esta série não é para mim. Sei e admito que a série não é má e até pode ser bem vista pelos fãs do género (festas, miúdos mimados e ricos e desamores), mas para mim acabou. Aliás, se repararem na barra lateral, onde tem as séries que irão ter/têm review no Portal de Séries, Privileged e Do Not Disturb já estão fora.

Pelo pouco que eu vi, este episódio começa onde terminou o anterior: naquela festa glamourosa cheia de pessoas conhecidas e ricas, onde o luxo predomina, tudo ao estilo de Gossip Girl. Uma das irmãs fica triste ao ver o seu amor com outra rapariga, a protagonista tem uma briga com a irmã e todos ficama  saber da sua atribulada relação e mais nada de especial. Tenho muita pena, mas o tempo não dá para tudo, e quando uma série não consegue superar o mínimo das espectativas, o melhor é desistir dela. See you later, Privileged!

Nota: 6,5

CANCELAMENTO DO PORTAL N.º 2


90210 (1.04) – The Bubble

Setembro 17, 2008

Confesso que não estava nem com paciência, nem com esperanças, para ver o episódio inédito de 90210. A série desceu na minha consideração após a exibição do terceiro episódio, tornam-se em algo apenas razoável e já gasto. Como já disse, a expectativa era baixa, muito baixa, e talvez tenha sido isso que fez com que eu gostasse do episódio, considerando-o o melhor até agora.

Em The Bubble, tem três coisas que eu realmente gostei e queria destacar. Em primeiro lugar, quero mostrar o quanto gosto da personagem da avó da série, Tabitha. Ela é a alma viva daquela família que por vezes se torna muito chata. Em segundo lugar, uma das melhores coisas da série foi mostrada: o retratar de um autista (irmão de Etahn), doença complicada e que esperemos que seja construida de forma realista em 90210. Por fim, não podia deixar de falar na revelação do pai de Sammy, o filho de Kelly. Eu como nunca vi o original, não sei bem o que pensar, mas quem viu, será que vai aceitar bem o facto de ser Dylan o pai de Sammy? Eu não sei…

Nota: 8,3


Com a estreia de House, Fringe sobe 50%

Setembro 17, 2008

Muitos acreditavam que House conseguiria que Fringe subisse a audiência, pois na sua estreia, Fringe apenas conseguiu 9 milhões de telespectadores. E quem acreditou nisso, tinha toda a razão, porque Fringe subiu metade da sua audiência em relação à premiere da semana passada. Assim sendo, Fringe consegue em The Same Old Story 13.363 milhões de telespectadores. Por outro lado, House estreia com 14.409 milhões a sua quinta temporada.

As séries de terça-feira da CW não estão a ir de forma perfeita. Privileged é como uma Aliens in America 2.0 (isso porque é bem recebida pela crítica mas não tem a atenção necessária por parte da sua emissora, que não sabe divulgar a série, tal como aconteceu com Aliens in America no ano passado), e o segundo episódio conseguiu 2.429 milhões, enquanto que o drama teen 90210 conseguiu no seu terceiro episódio 3.335 milhões, mesmo a concorrer com House na luta por audiência.


House (5.01) – Dying Changes Everything

Setembro 17, 2008

Depois de um final de temporada fabuloso, House regressa de forma mais amena. Não quer dizer que o episódio tenha sido mau, muito pelo contrário, só acho que algumas perguntas foram deixadas na season finale passada e as respostas deveriam vir na premiere desta quinta temporada. Por exemplo, o que aconteceu com House depois de ter acabado em coma no final passado? Uma pergunta que ainda não obtivemos resposta, e esperemos que não tarde.

O principal deste episódio é a saída de Wilson. Todos sabemos que Wilson é o melhor e, talvez, único amigo verdadeiro de House, ou pelo menos o era… Mas também sabemos a pessoa complexa e intransigente que House é, que não suporta a ideia de se sentir minimamente culpado pela morte de Amber. Um conversa verdadeira é tida entre Wilson e House, onde cada um desabafa o que sente. Temos uma óptima temporada pela frente. Só espero é que não sejam muitos os episódio em que seja apenas mais um bom caso médico. Esperemos uma temporada de muito drama, comédia e de episódio excelentes, como Shore tem feito ao longo das anteriores.

Nota: 8,4


Fringe (1.02) – The Same Old Story

Setembro 17, 2008

Quando uma série é muito falada e o sucesso é como uma lei a cumprir, a nossa principal preocupação é a desilusão que ela pode causar. Até agora, Fringe cumpriu o papel de melhor nova série de 2008/2009 e o segundo episódio foi também muito bom, assim como o primeiro. Está a criar um nível de suspense muito bom ao longo dos 50 minutos que constituem cada episódio, e com a dose de mistério que está a ser adicionada  a Fringe aos poucos e poucos, os fãs não têm que se queixar… pelo menos, por enquanto.

The Same Old Story começa com uma cena magnificamente boa. A interpretação do terror foi excelente, dando um toque realista à cena. Nunca vi a série toda de The X-Files, por isso é impossível eu tecer qualquer tipo de comparação entre as duas séries. Voltando ao episódio, são mostrados duas linhas de acção/história: a do episódio (nesse caso, a do homem que envelhece em quatro horas) e a história em geral (sobre O Padrão). E tal como J.J. Abrams disse, isso é bom, pois há pessoas que podem ver a série aleatoriamente.

Nota: 9,1