House (5.05) – Lucky Thirteen

Outubro 23, 2008

Depois de um início de temporada que pouco me satisfazia, House regressa com um episódio que me consegue cativar desde do início. Também com uma cena daquelas logo no início do episódio, acho que ninguém consegue ficar indeferente a Thirteen. Por falar em Thirteen, grande show que a actriz está a dar nesta temporada, depois da personagem descobrir que sofria de uma doença qualquer que não me lembro o nome.

Além de um caso muito interessante, temos ainda a revelação de que Cuddy quer adoptar uma criança. Gostei da ideia dos argumentistas adicionarem essa história na personagem que estava um pouco apagada. E foi muito engraçado ver o plano dela com Wilson para ‘tramar’ House; afinal de contas, ele também consegue ser enganado. Existe uma coisa que eu não percebo na série: House insulta toda a gente e ninguém lhe insulta? É tudo uma cambada de medricas?

Nota: 8,5

Anúncios

One Tree Hill (6.07) – Messin With The Kid

Outubro 23, 2008

One Tree Hill está de volta com um dos melhores episódios da temporada. Acho que o que diferenciou este episódio e me fez gostar dele foi a comédia e a leveza em que várias histórias foram levadas. Além disso, toda a história de Sam foi bem construída. Este também foi um episódio marcado pelo regresso e aparição de algumas personagens antigas como Fergie ou Owen.

Acho que nenhuma história ficou atrás da outra. Por exemplo, até eu que não gosto lá muito das cenas entre Peyton e Lucas, adorei as cenas que se seguem após eles ‘dividirem’ a casa. Também Jamie volta a fazer-nos sorrir depois de empurrar o grandalhão da escola por causa da sua capa. Por fim, ainda temos o possível regresso de Haley à música da forma mais simpática que se poderia imaginar.

Nota: 8,9


Gossip Girl (2.07) – Chuck In Real Life

Outubro 23, 2008

Ver a primeira temporada de uma assentada fez mal porque agora sinto que tudo o que se construiu no primeiro ano de Gossip Girl foi algo muito mais bem feito do que está a ser agora. Contudo, Chuck In Real Life demonstra que a série ainda consegue ter os seus bons momentos quando deixa os romances fúteis de lado e a histórinhas da carochina na prateleira.

Contudo, apesar do episódio ter sido bom, não deixo de ter a sensação que a série está a ficar gasta. Gostei da última cena em que Chuck diz a Blair o mesmo que ela lhe disse anteriormente, enquanto que esta teve a mesma reacção de Chuck e compreende agora o porquê de ele nao dizer ‘I Love You’. Ainda temos a storyline de Dan e Nate, que agora pobrinho da vida, está mais humilde que nunca.

Nota: 8,4


Terminator: TSCC (2.06) – Tower Is Tall But the Fall Is Short

Outubro 23, 2008

Eu já tinha saudades de Terminator: The Sarah Connor Chronicles. Já há duas semanas que não tínhamos episódio novo e ainda para mais o facto de ter o episódio desde terça com legenda e só ter tido tempo hoje para ver. Devo dizer que este regresso foi excelente e nada melhor que saborear um episódio destes depois de sabermos que a série ganhou os merecidos 22 episódios nesta segunda temporada, apesar da baixa audiência de 5 a 6 milhões de telespectadores por episódio.

Uma das coisas que mais gostei foi do drama que envolve John e a Sarah. Está claramente provado que esta não é apenas uma série de ficção científica e guerra, mas um drama poderoso onde se explora os sentimentos das pessoas, as suas fraquezas, os seus medos. Terminator conseguiu uma boa primeira temporada, mas nesta segunda está  fazer melhor isso do que anteriormente. Vimos pela consulta de John que este está desanimado e triste e que quer ser apenas um adolescente normal.

Ainda temos destaque para mais três histórias. Uma delas é a storyline de Catherine e a sua filha que sente medo da própria mãe (eu também sentia…), mãe essa que está a desenvolver um projecto de inteligência artificial (um dos pontos positivos do episódio é que este avança bastante na história da Skynet, algo que os anteriores não o fizeram). A segunda história do episódio envolve a chegada da amada de Derek que decidiu fugir da guerra do futuro. Mas ela não chegou sozinha: com ela chegou uma Cameron versão 2 que luta com a própria numa cena divertida e bem feita ao mesmo tempo.

Nota: 8,7


Family Guy (7.03) – Road to Germany

Outubro 23, 2008

Enquanto que The Simpsons é uma série que com a sua inteligência de guião e pelos seus personagens faz rir, Family Guy faz-me largar algumas gargalhadas quando a série faz aquilo que de melhor sabe: ser estúpida qb. Road to Germany foi, comparado com o anterior, uma obra-prima, mas em geral foi apenas mediano e confesso que Family Guy começa a cansar-me. Contudo, por enquanto, continuarei a ver a série.

Stewie e Brian vão parar a 1939 para salvar o amigo judeu deles. Acontece que em 1939, a Polónia (lugar onde os três estão) vai ser invadida pelas tropas alemãs nesse mesmo dia, devido à Segunda Grande Guerra Mundial. Além disso, está uma crítica explícita não só à Grande Guerra e os seus povos, como também a John McCain que vê o seu nome num crachá no casaco de militar alemão.

Nota: 8,1


Estreias TVP: Burn Notice (T2) na FOX

Outubro 23, 2008

‘Espião Fora-de-Jogo’ é uma série dramática de acção que acompanha a vida de um espião depois de ter sido “queimado” pelo governo dos Estados Unidos da América. Denunciado e desprotegido, Michael Westen inicia uma perigosa e misteriosa investigação para descobrir o responsável e as razões que o colocaram à mercê dos seus inimigos. A segunda temporada de ‘Espião Fora-de-Jogo’ estreia na FOX hoje, dia 23 de Outubro, às 21h30.

A maioria das pessoas agradeceriam estar nas calorosas e paradisíacas praias de South Beach, mas Michael Westen (Jeffrey Donovan, ‘Touching Evil’) não é uma pessoa qualquer. Depois de dez anos de serviço na Europa de Leste e nos países da O.P.E.P. como agente infiltrado, Michael vive agora o pior pesadelo dos espiões.

Durante uma perigosa missão na Nigéria, o contacto de Michael informa-o que ele foi “queimado”: quando um espião é demitido das suas funções não costuma receber uma chamada telefónica do departamento de recursos humanos e uma carta de agradecimento. No caso de Michael, abandonado em Miami, a atitude do governo coloca os seus familiares em risco e, para além de ver a sua conta bancária congelada, o seu nome faz agora parte de todas as listas negras.

Leia o resto deste artigo »


Estreias TVP: Swingtown (T1) no FOX Life

Outubro 23, 2008

A FOX Life estreia hoje, dia 23 de Outubro, às 21h00, ‘Swingtown’ (em episódio duplo). De Mike Kelley, director de ‘Big Love’ e ‘Rome’, chega a série que nos transporta até 1970, nos subúrbios de Chicago. Reflectindo a mudança no sistema de valores colectivos americanos – morais, políticos e sociais – vamos assistir à relação entre dois casais de swingers. Contando já com uma nomeação para os ALMA Awards, ‘Swingtown’ explora a “nova liberdade” durante a década de transformação cultural dos anos 70.

Nos lares suburbanos de Chigago, em 1970, assistimos à rotina de vários casais em plena revolução sexual e social americana, que introduz transformações culturais como “casamentos abertos”, a afirmação da mulher e a sabedoria convencional desafiadora.

Leia o resto deste artigo »