Desperate Housewives (5.05) – Mirror, Mirror

Outubro 27, 2008

Depois do episódio meio chato da semana passada, Desperate Housewives voltou mesmo com tudo para o desta semana. Uma série que aposta em dar um salto para o futuro, principalmente de 5 anos, é necessário que haja mais do que apenas alguns flashbacks, e nisso o episódio cumpriu o seu papel: demonstrar o que de importante houve na vida das donas-de-casa desesperadas nessa altura. E fê-lo de uma forma muito boa.

Então vamos ver o que aconteceu no passado… Gaby ficou grávida contra a vontade e ainda dá duas bofetadas ao médico que não teve culpa nenhuma. Ela pede para Carlos fazer uma vasectomia, mas este, em segredo, não faz. Susan atravessou um dia de divórcio muito complicado e a família Scavo teve quase a perder Tom por um acidente na pizaria. Por fim temos Bree que foi muito ajudada por Katherine (alguém conhece essa personagem?! [ironia]) enquanto o marido estava na cadeia.

Além dos flashbacks, temos ainda a festa surpresa de Mrs. McCluskey que serviu para sabermos mais um pouco do plano do marido de Bree. Eu acho que ele tem alguma coisa a ver com a família de McCluskey…

Nota: 9,0


Merlin (1.06) – A Remedy To Cure All This

Outubro 27, 2008

Merlin vem sendo uma das séries mais estáveis da temporada. Sempre com episódio excelentes, eu acho Merlin ainda melhor que Fringe em termos de melhores estreias, contudo, nada bate True Blood. Hoje apresentei True Blood aos meus amigos e ficaram viciados também. Mas estou é para comentar Merlin e não a série soberba de Allan Ball.

Neste episódio é mostrado mais um vilão (que interessante esta coisa de se criar uma história central e depois uma mais pequena em cada episódio). Ele é Edwin e quer vingar a morte dos pais ao tentar matar Uther. Também descobrimos um pouco de Gaius, que até então era, para mim, um dos personagens menos cativantes da série. E que actuações fabulosas tem esta série!

Nota: 8,6


Chuck (2.04) – Chuck Vs. The Cougars

Outubro 27, 2008

Desculpem o atraso, mas estive ocupado nesses dias 🙂 Bem, como era de se esperar, mais um ótimo episódio de Chuck. Esse é o 4° episódio desta temporada, e é incrível como a série vem mantendo um excelente nível até aqui. Nesse episódio teremos a chance de conhecer um pouco mais do passado de Sarah (que mesmo ruiva, com cabelo ruim, e de aparelho, já era gata na adolescência), já que alguns conhecidos da sua época de colégio retornam à sua vida nesse episódio, com uma importância extra, que como todos sabemos, fará parte da missão de Chuck, Sarah e Casey no episódio. É bom chamar a atenção para a trilha sonora do episódio, composta por vários sucessos de 98, e que vão nos ativar boas lembranças. O namorado de uma ex-colega de Sarah na época de colégio (interpretada por Nicole Richie) está envolvido com a máfia russa, entregando segredos de armamentos e novas tecnologias americanas, como a nova frota dos F55.

Chuck se aproveita da situação gerada pelo retorno desse casal de velhos colegas para aprender mais sobre o passado de Sarah, o que irrita ela e chega a desgastar um pouco o relacionamento. Enquanto isso, na Buy More, Big Mike viaja pelo final-de-semana, e deixa a loja sob responsabilidade de Lester. Ele faz uma grande liquidação, mas vende tudo mais barato do que devia, e para recuperar o prejuízo, ele e Morgan decidem fazer uma festa para arrecadar esse dinheiro. Como é de se esperar, cenas sempre muito engraçadas aqui. Uma pena que não houve destaque alguém para Elle no episódio, mas isso não chegou a pesar negativamente. Mais uma vez, Chuck nos presenteia com um ótimo episódio.

Nota: 9,6

Escrito por: Neto, do Agente Tabem
Revisado por: Marco


Worst Week (1.05) – The Club

Outubro 27, 2008

Finalmente temos um episódio em que o principal trapalhão nem foi o Sam, mas sim o seu sogro Dick. Foi muito engraçado ver que os papéis se inverteram e Dick a descobrir em si mesmo aquilo que menos gosta em Sam: as trapalhadas do genro. Nada melhor que um episódio para animar o pessoal depois de um quarto que já demonstrava que a série estava a cair na monotomia do ‘mais do mesmo’.

Melanie quer casar-se no Clube, mas as confusões que levaram Sam a desconvidar os amigos fizeram o sogro pensar que a filha tinha cancelado o casamento. Foi engraçado ver a delicidade no rosto de Dick quando este recebe a notícia. Além disso, as cenas iniciais de cada episódio são sempre hilariantes e em The Club foi a cena em que Sam parte a máquina de fazer cafés.

Nota: 8,5


The Office (5.04) – Crime Aid

Outubro 27, 2008

Gostei muito desse episódio de The Office, ele foi muito rico em situações e todos os personagens da série foram explorados em cenas engraçadas e divertidas. As tramas paralelas de Crime Aid foram bacanas: Michael e seu leilão para recuperar o dinheiro perdido com o roubo da Dunder Mifflin – roubo, aliás, causado por ele mesmo, graças ao seu divertidíssimo relacionamento com Holly; Dwight e sua tática desesperada para recuperar Angela – o que foi aquela cena em que ele diz para ela deixar Andy ou ela terá que “dizer adeus para isso” (e aponta para suas genitais); e, finalmente, Jim e Pam,que mesmo ausente, foi assunto comum na conversa-chave entre Jim e Roy.

Os pontos altos do episódio foram o leilão disputadíssimo pelo abraço de Phyllis – que acaba abraçando o próprio marido por mil dólares, mais uma situação non-sense que torna essa série tão divertida; Holly falando que Michael é tudo aquilo que ela imaginava, ou seja,quase um modelo de perfeição (estou torcendo que Amy Ryan permaneça mais tempo na série, pois sua Holly está protagonizando as cenas mais divertidas dessa temporada); e Roy colocando em Jim a dúvida de que ele pode perder Pam para seus “amigos” em Nova York. Parece que Jim terá muito com que se preocupar nos próximos episódios…

Nota: 9,4