Estreias TVP: Prison Break (T4) e Flashpoint (T1) a 1/Jan!

Novembro 27, 2008

Parabéns canais FOX por trazeres temporadas recentes para a televisão portuguesa. Se já tivemos a estreia da segunda de Dirty Sexy Money (MOV), a quinta de House (FOX), a quinta de Grey’s Anatomy (FOX Life) e temos a segunda temporada de Terminator: The Sarah Connor Chronicles (FOX Next) para breve. Pelos canais públicos, mais propriamente pela RTP2, já estrou a segunda temporada de Lipstick Jungle e o telefilme de 24, transmitido no último domingo nos Estados Unidos, já vai ser emitido pela RTP 2 na próxima quarta-feira. Estamos mesmo a evoluir!

Depois de anunciar a terceira temporada de Heroes já para Dezembro, a FOX enviou-nos uma nova informação: o primeiro dia do ano vai ser em grande. Vamos ter a estreia da magnífica quarta temporada de Prison Break às 21h30 e como se isso ainda não bastasse, estreia pela primeira vez em Portugal a série canadense Flashpoint, no mesmo dia, mas às 22h20. Para quem quiser ver ou rever a terceira temporada de Prison Break na FOX, pode fazê-lo durante o último dia de 2008 a partir das 21h30. O grupo FIC ainda adiantou-nos que os restantes 7 episódios de Burn Notice (T2) serão transmitidos em Abril, pois a segunda parte da segunda temporada só estreia em 2009 nos Estados Unidos.


Friday Night Lights (3.07) – Keeping Up Appearences

Novembro 27, 2008

Mais um episódio bem acima da média de FNL, na minha opinião, “Keeping Up Appearences”, foi um dos melhores episódios da temporada, cheio de momentos emocionantes. Espero que os episódios continuem assim, e se a série não for renovada, ela pelo menos seguiu um caminho triunfante até seu fim.

O episódio começa com Buddy reencontrando seus dois filhos que a muito tempo não os viam. Buddy e Tabby são aqueles tipos de adolescente urbano, em que passar um tempo numa cidade pequena e sem muita tecnologia é algo tão ruim quanto à morte. No começo tudo parecia bem, mas após um tempo Buddy descobre que eles ainda guardam um rancor por ele ter traído a mãe deles, e algo que parecia já estar apagado da vida do Buddy, volta à tona fazendo-o se sentir mal consigo mesmo. Mas Lyla conserta tudo mostrando ser uma filha prestativa e cuidadosa com seu pai.

Eric percebe cada vez mais que o Joe tenta controlar a vida do JD, e a pressão que o pai coloca em cima dele, só faz com que piore seu jogo. Taylor logo interfere, e mostra ao JD que não é saudável a relação que o Joe tem com ele, e como um bom treinador, mostra ao JD o caminho para que ele se dê bem, e ele não o desaponta fazendo uma atuação brilhante e levando o time ao estadual.

Billy pede ajuda ao Jason, para que encontrem uma forma de mandar o Tim para a faculdade, mas enquanto ele vai fazendo isso a casa volta a ser o problema mais uma vez. Os rapazes considerando o preço da casa muito alto para ser vendida facilmente, discutem com Jason, que consegue fazê-los enxergar que cada um precisa do dinheiro, principalmente ele, que vê sua família cada vez mais distante, e sua situação financeira péssima para os padrões que a família da Erin tem. No fim das contas, eles conseguem uma oferta pela casa, e a cena mais emocionante do episódio nos é mostrada, o vídeo feito pelo Street em que conta um pouco da história do Riggins, mostrando algumas jogadas e uma entrevista com o Eric e Billy (com certeza esse vídeo vai fazer o Riggins entrar numa faculdade!). No fim ainda vemos uma emocionante conversa entre Jason e Lyla em que ela, percebendo que ele está partindo, fica muito triste, afinal os dois tiveram um relacionamento muito profundo. Mesmo assim, ela ainda passa confiança e auto-estima pra ele, afinal Jason é uma pessoa muito determinada, e com certeza vai nos deixar muitas saudades.

Nota: 9,5


Private Practice (2.06) – Serving Two Masters

Novembro 27, 2008

Serving Two Masters” não foi um episódio de que os fãs de Private podem se orgulhar. A trama não andou praticamente nada, e ainda serviu como um desnecessário freio para as expectativas que tínhamos de que a história fosse ficar cada vez mais interessante com a revelação de Charllote como dona de uma nova clínica média no andar abaixo do Oceanside Wellness Centre e com o passado de Violet sendo, finalmente, revelado. Porém não foi o que vimos nesse episódio.

O que vimos foi Addison pateticamente seguindo o namorado, que estava dentro de um camburão, pois desconfiava que este estava a lhe trair, uma cena tão absurda que me fez sentir vergonha por Addison. Além disso os casos médicos da semana também deixaram muito a desejar e sendo de solução previsível e pouco emocionante. O novo projeto de Charllote continua um segredo para os médicos da clínica – que só agora descobriram o relacionamento entre ela e Cooper –, nos fazendo esperar pelo próximo episódio, porém nos perguntar por que isso não foi revelado nesse episódio tão vazio de acontecimentos importantes. A única verdadeira descoberta veio de Dell, que nos apresentou a sua adorável filha! Quem diria? Não é a toa que o menino é o mais maduro da equipe e o mais focado em seus objetivos pessoais, ser pai aos 17 anos deve ter mexido bastante com o rapaz.

Nota: 7,0