Prison Break (4.13) – Deal or No Deal

Dezembro 2, 2008

Quando o nível se torna perfeito, tornamo-nos cada vez mais críticos de uma determinada série. E é isso que aconteceu agora com Prison Break. Se o episódio passado foi, para mim, um dos melhores de toda a série, este vai para a lista dos piores da temporada. Mas nem por isso é mau pois esta season 4 está excelente e além disso este Deal or No Deal está a preparar terreno para o que vem por ai. Quando pensávamos que o Michael tinha falhado o seu plano, ele mostra que nunca, mas mesmo nunca, deixa-se enganar. Vimos que aquele chip que ele tanto olhava no episódio anterior vai acabar por ser a sua principal ‘arma’ para apanhar Self. Por falar em Self, já repararam como este actor é péssimo? E eu a pensar que o Tom Welling não iria ter concorrência tão cedo. Gostei da cena em que a irmã de Gretchen dá duas bofetadas a ela. No início, o episódio está comedido e até um pouco aborrecido, mas o final foi excelente, monstrando um General, um Self e um agente da segurança nacional à beira do precipício.

Nota: 8,5

Anúncios

Dexter (3.10) – Go Your Own Way

Dezembro 2, 2008

Como em todos os finais de temporada, o vício de Dexter também me ataca. Depois do excelente episódio que foi o nono, Dexter regressa para mais um grande momento de televisão. A luta entre Dexter e Miguel começa e da melhor forma, levando a um final mesmo bom. Quem diria que Miguel iria pedir aquilo ao Skinner? E como será que Dexter se vai livrar desta? São perguntas a responder nos próximos dois episódios que, vejamos lá, tem muito para acontecer: o casamento de Dexter e Rita (será a última cena?), o desfecho de Miguel e do Skinner além de, claro, todas a storylines secundárias que envolvem Deb e Anton, a investigação de Quinn e a relação de LaGuerta com Miguel. E este ano Michael C. Hall tem de levar o Globo de Ouro para melhor actor principal porque apesar de episódios um pouco fracos no início da temporada, ele esteve simplesmente fenomenal. E que venham os próximos…! Um PreAir agora é que vinha a calhar, aquilo acabou de uma forma fabulosa!

Nota: 9,1


Veja o primeiro sneak peek da quinta temporada de Lost!

Dezembro 2, 2008

Saiu agora mesmo o primeiro sneak peek da season premiere de Lost, Because You Left. Nele acompanhamos a história de Kate quando chegam dois homens que querem fazer um teste de sangue. Quem será o cliente que eles falam? Será a Claire? Isso não sei, mas sei que a ansiedade é muita e esses vídeos só aumentam cada vez mais. Mas já falta pouco… A quinta temporada de Lost chega à ABC no dia 21 de Janeiro com um especial de três horas de duração (recapitulação mais dois episódios inéditos). Em Portugal, ainda não há data prevista, mas especula-se que seja para Março ou Abril.


Heroes (3.11) – The Eclipse – Parte 2

Dezembro 2, 2008

Depois de uma primeira parte boa de se ver, num dos episódios mais sólidos da temporada, Heroes regressa a ser uma série onde nunca conhecemos os personagens e os seus temperamentos/visões da realidade que mudam de um momento para o outro. Até o Nathan, um dos meus personagens favoritos por ser um dos mais importantes e sem muitas mudanças desnecessárias (friso o desnecessárias) desde a primeira temporada, está a se transformar completamente. Primeiro ele não queria divulgar os poderes porque tinha levado um tiro à pala disso e agora já quer que outras pessoas tenham poderes? Por favor, decide-te Kring!

Mas Heroes, neste bloco de The Eclipse, mostrou que ainda tem potencial. Se esquecermos todas as falhas da série, alguns personagens, outros fracos diálogos entre outras cenas bem esquisitas e que só estragam a série, vemos ali um produto que até dá prazer de ver de vez em quando. Felizmente ainda temos um Matt Parkman igual a si mesmo e uma boa química com a Daphne, uma Claire com uma cara bonita e um HRG que traz consigo boas cenas de acção que a série tanto precisa de vez em quando. Finalmente o Peter começa a ganhar um pouco de personalidade!

Agora alguém consegue explicar mais essa burrice de Tim Kring: com tanto personagens maus (mesmo muito maus) para matar, querem ver que ele vai dar cabo da Elle? Isso já para não falar da terrível personagem que Sylar se criou (Mato ou não mato? Faço sexo com a Elle ou arranco-lhe o cérebro? Será que sou irmão de sangue de Peter e Nathan?). Sinceramente, o volume Villains, que finalmente está a terminar, tornou-se pior que o Generations, o segundo da série. Será Fugitives a volta às origens ou o fundo do poço?

Nota: 8,2