Flashpoint (2.02) – Backwards Day

flashpoint-202O que acontecerá a uma série, e aos seus intervenientes, realizador, produtores, etc., quando chega a confirmação da emissora que terão uma segunda temporada? Salvo poucas excepções, a série perde qualidade, demonstra um ritmo mais baixo e perde audiência. E, apesar de estes episódios serem gravados para constar na primeira, parece que a CBS não quis quebrar a tradição, e deixou ficar este episódio para a segunda temporada. Mas este desagrado pela segunda temporada também poderá ser explicado pelos temas retratados já serem muito batidos, o que não aconteceu na primeira temporada, onde tivemos retratados temas mais interessantes e menos debatidos.

E os temas mais retratados em séries de negociadores são traições nos casamentos, quando a parte traída descobre e ameaça o(a) traidor(a) ou a terceira parte envolvida. E foi o último caso que ocorreu neste segundo episódio da segunda temporada de Flashpoint. Mas se Flashpoint ainda se mantém no ar, e com números bem aceitáveis, perto dos 10 milhões, e não saindo destes números, é porque a série tem alguma coisa diferente, inova. E, neste caso, temos o retrato de um casamento onde a mulher tenta tudo por engravidar, o que leva o marido a traí-la, o que provoca a gravidez da sua amante.

Claro que num clima de tenção não é fácil trabalhar, e a equipa só consegue acabar com o problema quando todos contam a verdade, mas sem que antes tenham alguns sobressaltos. Desde a primeira tentativa da sequestrada para se libertação, até à segunda tentativa, que quase leva à morte da raptora. Mas neste caso podemos que concluir que quem diz a verdade não merece castigo, pois tudo fica bem quando acaba bem.

Mas se o caso acabou bem, não podemos dizer isso da relação de Jules com Sam, que não ficou lá muito bem de saúde. Jules sente-se insegura, pois tem medo que os seus superiores descubram a relação e a despeçam. Mas Sam não a acompanha nesta preocupação, o que leva a que no final do episódio a relação fique um bocado tensa, mas parece que tem pernas para andar. Vamos ver o que ocorrerá nos próximos episódios.

Por tudo isto, tivemos um episódio razoável de Flashpoint, mas como referi no passado, Flashpoint pode fazer melhor. Mas não posso acabar este review sem referir uma coisa. Que qualidade de iluminação. Assim até dá mais gosto ver Flashpoint.

Nota: 8,4

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: