Buffy the Vampire Slayer – Primeira Temporada (1997)

Fevereiro 5, 2009

digitalizar0001

Estava eu a ver a minha colecção de DVDs que vai crescendo aos poucos quando me deparo com a primeira e segunda temporada de Buffy – Caçadora de Vampiros. Quando ganhei o DVD da segunda temporada num passatempo realizado pelo TvDependente pensei logo em comprar a primeira por apenas 13 euros no Miau.pt à mesma vendedora que me vendeu One Tree Hill (Séries 3). Desde Setembro que nunca tive a curiosidade de pegar nela e inserir o disco no DVD, até domingo passado.

Em cinco dias vi a primeira temporada de Buffy que é composta por 12 episódios. Estive a ler curiosidades pela Internet e algo que achei um pouco irónico é como a série vingou e tornou-se numa série de televisão de culto. Devido às poucas esperanças que colocavam nesse produto de Joss Whedon, Buffy apenas estreou no mês de Março quando algumas séries ‘principais’ do canal terminavam as suas temporadas. Contudo, com as audiências sólidas e elogiada pela crítica, a renovação aconteceu e Buffy acabou por durar sete anos.

Quanto à primeira temporada, como podem reparar pela rapidez com que a vi, eu adorei! Gosto de séries que sabem misturar um bom drama com momentos de comédia muito bons. E Buffy sabe fazê-lo na perfeição! Acho sempre muito engraçadas as lutas de Buffy com vampiros, quando ela larga as suas piadas, sempre com um pouco de sarcasmo. A nível de interpretações, Buffy nunca deixa a desejar, contudo às vezes falta sangue nas cenas, como por exemplo como é possível uma pessoa ser mordida por um vampiro e nem sequer sair sangue pelo pescoço? Enfim, coisas de séries dos anos 90.

Nunca pensei que uma série que apresenta um caso semanal fechado, tipo de séries esse que eu detesto, fosse me conquistar tanto. Os episódios mais fracos da temporadas conseguem ser bons de se acompanhar, em que o tédio é algo que nunca está presente. Outra coisa que me deixa satisfeito é quando o final é algo aberto, prometendo trazer novas histórias para o mesmo vilão mais para a frente (espero que a rapariga invisível apareça outra vez).

O final da temporada foi mesmo muito bom. Já me disseram que os finais de Buffy são sempre algo de extraordinário. A segunda temporada vai começar a ser vista já no próximo fim-de-semana (13 de Fevereiro), altura em que acaba a primeira ronda de testes. Por falar em testes, como é bom o ambiente simpático da escola de Sunnydale! Confesso que depois de ver Buffy comecei a perceber o porquê de depositarem tanta confiança em Dollhouse. Whedon é um bom argumentista e Dollhouse tinha tudo para se conseguir dar bem, mas a FOX estragou-lhe os planos.

Anúncios

Lost (5.04) – The Little Prince

Fevereiro 5, 2009

snapshot20090205143940

Lost tem dois tipos de episódios: aqueles bombásticos com algumas revelações e outros servem para preparar para o que está por vir, amarrando algumas pontas soltas da histórias. Dois exemplos recentes (da temporada passada) são claramente o “Eggtown” (4×04) e o “Something Nice Back Home” (4×10). Estes dois episódios foram considerados dos piores da temporada por terem uma acção lenta, contudo eu adoro esse tipo de episódios.

Lost é uma série de mistérios que precisam de ser resolvidos com cuidado e esses episódios são essenciais para isso. “The Little Prince” é o mais recente exemplo desse tipo de episódios que consegue ser muito melhor que os dois anteriormente referidos. A acção na ilha até que foi muito boa, com muita adrenalina e emoção como irei falar mais à frente, mas fora da ilha não foi assim tão boa em termos de revelações, entre outras coisas, mas foi das acções mais importantes vista até agora dos Oceanic 6.

Leia o resto deste artigo »


24 (7.04) – 11am-12pm

Fevereiro 5, 2009

snapshot20090204231518O episódio 7.04 – 11am-12pm começa com toda a equipe do FBI trabalhando para localizarem Jack (Kiefer Sutherland) e Tony (Carlos Bernard). Ainda se sentido bastante culpada por ter permitido a fuga deles, Renee (Annie Wersching) está disposta a fazer qualquer coisa para capturá-los novamente o mais rápido possível. Larry (Jeffrey Nordling) ainda tem que lidar com toda a pressão da Casa Branca quando Ethan Kanin (Bob Gunton) e a Presidente Taylor (Cherryl Jones) descobrem não ter nenhuma pista do paradeiro de Jack e Tony e nem do módulo CIP. Após todos os esclarecimentos dados por Tony à Jack, Bill (James Morrison) e Chloe (Mary Lynn-Rajskub) trabalham na tentativa de recolocar Tony em contato com a equipe de David Emerson (Peter Wingfield), que após as explicações dadas a Jack, descobrimos que foi o responsável por retirar Tony da UCT e reanimá-lo para poder contar com suas habilidades em sua equipe, já que desde a morte de Michelle (Reiko Aylesworth) ele estava desacreditado na imagem do governo, mas os planos de Dubaku para o módulo CIP e a corrupção que atingiram várias agencias do governo o fizeram mudar de opinião e agora ele procura impedir essa ameaça. Ver Tony e Jack trabalhando juntos novamente me lembrou os bons e velhos tempos de 24 Horas, e quando Emerson decidiu se livrar de Jack por achar que ele atrapalharia seus planos, vimos que de boba essa dupla não tem nada e graças a uma ação rápida de Jack ele conseguiu manter seu disfarce e o de Tony.

Leia o resto deste artigo »