Lost (5.04) – The Little Prince

snapshot20090205143940

Lost tem dois tipos de episódios: aqueles bombásticos com algumas revelações e outros servem para preparar para o que está por vir, amarrando algumas pontas soltas da histórias. Dois exemplos recentes (da temporada passada) são claramente o “Eggtown” (4×04) e o “Something Nice Back Home” (4×10). Estes dois episódios foram considerados dos piores da temporada por terem uma acção lenta, contudo eu adoro esse tipo de episódios.

Lost é uma série de mistérios que precisam de ser resolvidos com cuidado e esses episódios são essenciais para isso. “The Little Prince” é o mais recente exemplo desse tipo de episódios que consegue ser muito melhor que os dois anteriormente referidos. A acção na ilha até que foi muito boa, com muita adrenalina e emoção como irei falar mais à frente, mas fora da ilha não foi assim tão boa em termos de revelações, entre outras coisas, mas foi das acções mais importantes vista até agora dos Oceanic 6.

snapshot20090205143926Ora vejamos se o que aconteceu foi ou não foi importante! Primeiro temos a confirmação que Sun está contra os restantes Oceanic 6. A morte de Jin (suposta morte na realidade) fê-la ser uma pessoa fria e que se quer vingar. Mas será que Ben, utilizando a sua arte extraordinária de convencer vai conseguir que Sun mude de lado? Será que ele sabe que Jin está vivo e lhe vai dizer? Pelo vídeo promocional dá para perceber que isso as respostas para essas perguntas vão surgir no episódio 4×05 que será exibido na próxima quarta-feira.

Sem dúvidas que o Ben é o melhor personagem de sempre nesta série. Já tinha saudades dos seus jogos de persuasão, sejam quem for as vitimas. Desta vez é Kate a que sai ‘prejudicada’ quando se descobre que é ele (Ben) que quer as amostras de sangue dela e do Aaron. Assim é menos um Oceanic 6 para se preocupar! Agora resta saber o porquê de ele ter mandado aquele homem disparar sobre Sayid. Provavelmente seria para adormecê-lo até que voltassem à ilha. Quem tem um homem morto para levar, um adormecido não iria fazer muita diferença, não é?

Na ilha, como já disse acima, é tudo ainda mais interessante. Para começar, vemos que Juliet e Miles também estão a ficar doente com essas viagens temporais. Pelo que percebemos, essa ‘doença’ ataca quem já esteve algum tempo antes na ilha antes de essa desaparecer. Charlotte é Dharma? Provavelmente! Juliet faz parte dos Outros? Claro! E Miles? Pode ser que ele seja aquele bebé que apareceu no início da quinta temporada, aquele que está acompanhado pelo homem dos vídeos de Orientação Dharma.

snapshot20090205143903Naquela que considero a melhor cena do episódio, temos uma grande interpretação de Josh Holloway (Sawyer). Estou a falar da cena em que Kate está a ajudar Claire a ter o Aaron enquanto Sawyer a observa. Há algo de fantástico a meu ver nessa cena, acho que é uma mistura de drama e um sentimento de nostalgia ao vê-las na ilha outra vez. Quanto a vocês não sei, mas para mim foi perfeito! Oxalá mais cenas como essas sejam mostradas ao longo dessa temporada.

Continuando com a viagens temporais, temos uma no mínimo intrigante. Quando os sobreviventes regressam à praia deparam-se com o acampamento sem ninguém e com barcos por perto. Isso só pode ser algo do futuro pois durante os 108 dias dos 48 sobreviventes da Oceanic nunca vimos nada parecido. Temos a menção à companhia aérea Ajira, aquela que aparece num dos vídeos promocionais. Se esse suposto acidente (ou não) de avião acontece no futuro, uma boa hipótese é que seja o avião que transportava os Oceanic 6!

snapshot20090205143954Na última época do episódios, somos levados até ao ano em que Rousseau e a sua equipa naufragaram na ilha, ou seja, em 1988. Antes de Locke e companhia saberem que houve um naufrágio, temos magníficas cenas enquanto eles remaram a fugir de alguém desconhecido. Adorei o estilo de camera e a interpretação realista dos actores. Também gostei muito da transição entre o dia de sol para a noite de tempestade. Ai está um exemplo de como as coisas em Lost podem ficar pior que estragadas.

Não podia deixar de ressaltar o regresso de Jin. Embora a sua fuga do navio não me convença muito, lá vou ter que aceitar. Vamos ver agora como os dois grupos (Rousseau e Locke) vão-se juntar e se os mistérios da vida da equipa de cientistas da francesa vão ser resolvidos brevemente. Esperemos que sim. Lost está a entrar num caminho onde as respostas estão em maior quantidade que as perguntas deixadas. E se isso é o que de ‘menos bom’ que a temporada tem para oferecer, imaginem só o que está por vir. Mal posso esperar!

Nota: 9,4

Anúncios

0 Responses to Lost (5.04) – The Little Prince

  1. Filipa diz:

    Tb adorei o episódio e tal como tu marco, adorei a cena em que Sawyer ve Kate, eu adoro o Sawyer e adoro aquele casal. E a conversa dele com a Juliet tb foi um bom momento. E sim Ben é sem dúvida a melhor personagem da série.

  2. fgaspar diz:

    porque é que eu acho que vai haver um flash que vai os levar ainda antes de tudo, ao momento em que os piratas do navio cheio de explosivos(black qq coisa), com isto eles podem resolver tds os misterios..basta porem um flash e mover a ilha para o tempo que quiserem e acabar com um ou outro misterio…espero que nao o continuem a fazer

  3. Muito bom episódio, apesar de ser de transição…

  4. Maurício diz:

    Não consegui gostar muito deste episódio. E apesar de alguns fatos legais, como o “retorno” de Danielle e a Sun má, faltou algo.

  5. gonca26 diz:

    O Josh Holloway é um actor fantástico.

  6. Matheus diz:

    Muito bom esse episódio!!!
    1000 vezes melhor que o anterior.

    O legal desse ep. é que muitas coisa foram mostradas, tipo, a chegada de Rousseau, e o que aconteceu com Jin após a explosão.

  7. Não gostei muito deste episódio. Para mim, o que o salvou foram os 5 minutos finais, com a aparição dos franceses e de Jin, que eu já imaginava não estar mesmo morto.

  8. Davi diz:

    Eu achei esse episódio de lost um dos mais fracos até agora em relação ao os oceanic six, pouca ação… diferente dentro da ilha…como marcão explica no review… a nota que eu vou dar é a mesma, 9,4. mas so pelas pessoas dentro da ilha.

  9. Levi diz:

    Vc acha realmente q foi Ben quem mandou atirar em Sayid?

  10. Esse episódio foi melhor da temporada até o momento. Adorei tudo o que aconteceu, a trama dos Oceanic Six não foi chata como esperado, Hurlay estava parecendo o Pinguim daquele filme antigo do Batman com aquela roupa de presidiário, Sayid arrasou no hospital e, o melhor de tudo: as viagens no tempo.

    Estou amando ver eles viajando no tempo, Sawyer vendo Kate na floresta, que cena fantástica, por um momento eu pensei: mas que porra de luz é aquela? Mas depois quando o Locke veio falar com o Sawyer eu saquei na hora que era a escotilha, MUITO BOM!

    Outra volta previsível foi a de Jin, acho que todos imaginavam que aquele corpo era o dele, mas sua volta foi ótima pois estou esperando ver Russeau jovem na ilha desde a estréia, gostei muito muito muito.

    Ficou uma curiosidade para ver logo os Oceanic Six de volta na ilha – mas já vimos o barco deles, já é algo. E, claro quero saber quem diabos estava atirando no grupo aquela hora no mar!

    Nem senti falta do brothá.

  11. rcaz diz:

    Levi: claro que foi Ben, se o atirador tinha o endereço da Kate no bolso e foi Ben que mandou buscar as amostras de sangue…

    Eu adorei o episódio.

    Sawyer a ver Kate a ajudar Claire no parto foi genial.
    Primeiro: porque nos despertou um sentimento de nostalgia,
    Segundo: porque Sawyer e John tinham acabado de falar em Kate, o que deu uma certa continuidade e aumentou a saudade Sawyer,
    Terceiro: porque também se encaixou na história da custódia do Aaron, e a cena mostra uma das razões da grande afecção de Kate por Aaron.

    Mais tarde,
    Deu perfeitamente para perceber que era o futuro (ou presumir), acho que só os Losties não perceberam, mas se percebessem a história não poderia tomar tal rumo, portanto foi aceitavél.

    A cena Rosseau-Jin também foi genial, pois abriu caminho para uma história, de duas histórias pendentes.

    De resto penso que Lost está a começar a ter um sentido e que cada personagem (e/ou grupo) tem a sua história bem encaminhada, tanto que não foi necessário Desmond para salvar, ou melhorar o episodio.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: