Heroes (3.18) – Exposed

1253159

Já não desfrutava tão bem de um episódio de Heroes há muito tempo. Esta série já foi muito boa na primeira temporada e no final da segunda, mas como todos sabem, ela tornou-se péssima, com erros de continuidade bastante óbvios até para aqueles que viram o terceiro volume já com os neurónios desligados. Apesar desta quarto volume estar algo parado, tem sido notável o esforço da equipa de tornar a série mais coesa, com cenas mais simples ao invés do choque barato. Mas quando se juntam a história coesa com vários momento de adrenalina, temos um episódio bastante bom, como foi o caso de ‘Exposed’.

Seguindo três histórias de grupos diferentes, surpreendentemente, todas foram boas de se ver. Começando com a de Claire e o seu novo interesse amoroso, Alex, foi interessante o facto da sua mãe também saber algumas coisas envolvendo o trabalho do marido. Isso demonstra não só que ela não é burra e que sabia que algo se passara como Noah desde o início, como também é uma excelente mãe para Claire, muito mais protectora e confiante de que HRG.

O outro grupo composto por Peter e Matt recebem uma pista do misterioso Rebel que diz que Daphnne está no prédio 26. Como seria de esperar, Matt vai atrás dela e depois de alguns acontecimentos bem interessantes e até inteligentes, acaba por ser apanhado. Quem não é apanhado é o Peter que acaba sendo salvo por Nathan. Mesmo assim, cumpre a promessa que anteriormente tinha feito e divulga na comunicação social um vídeo que o Rebel lhe deu, que pode comprometer toda a operação do Hunter.

Quem será este Rebel? Com tantas personagens que Heroes já teve e ainda tem, fica difícil montar uma teoria. Mas é mais fácil montar uma que não pode acontecer para o bem dos fãs: que seja a Maya. Ela devia já ter sido presa e morta, e assim acabava-se com esse receio de que um dia ela vai aparecer de novo. Apesar de ser difícil apontar um nome, eu aposto Haitiano ou na própria Angela, apesar desta última negar qualquer envolvimento com o sujeito.

Por fim, temos a busca desesperado de Sylar pelo pai. Apesar de algo demorada, esta viagem dele com Luke tem sido interessante pois dá para conhecer melhor como é que Sylar se relaciona com uma espécie de amigo. E em ‘Exposed’ também descobrimos outras coisas que podem trazer bons momentos para a série: o pai dele tem poderes, parece ter a mesma personalidade e ainda matou a sua mulher, mãe do assassino, o que deixa Sylar com uma vontade de matar o próprio pai. Vamos ver o que vai sair daí.

Quase que me esquecia de falar do regresso de Doyle. Eu achei que foi um regresso excelente, aumentando um pouco de mistério à volta do Rebel, mas espero mesmo que a Claire não o ajude depois do que ele fez a ela. Perdoar é algo tão simples em Heroes (pelo menos nas temporadas passadas) e esperemos que esta ocasião fuja à regra. Infelizmente, tenho poucas esperanças!

Nota: 9,0

(Vêem que eu também sei ver quando Heroes é bom?)
Advertisements

0 Responses to Heroes (3.18) – Exposed

  1. gfj diz:

    não percebi uma coisa, como o peter voo quando levou o tiro? ele não tinha a habilidade do matt?? esta não percebi. tirando isso o episodio foi bom, consistente, e até fiquei com soudades de ver o proximo

  2. ele n voou. o nathan é q o salvou.

  3. Também gostei do episódio, mas é claro que os escritores estão sempre com um pé atrás em relação as viradas na trama, tudo até agora tem se desenvolvido no ritmo de uma tartaruga e meu medo é quando eles chegarem em um ponto que terão que quebrar isso. Já vimos o que aconteceu com Villains…

  4. Tiago diz:

    Achei um bom episódio. Realmente acho que hiro não faz falta alguma…

  5. Solimar diz:

    Q bom poder falar que esse episódio foi ótimo, comecei a assistí-lo sem expectativas e com mtaaaa preguiça, mas consegui ficar interessado o tempo inteiro. Tá… O Peter ainda foi Ultra Boring!

    O melhor de tudo foi a não aparição do Hiro nem do Mohinder. Ufa, que alívio!

    Sobre o episódio em si, gostei bastante da storyline da Claire e do destaque que a mãe dela ganhou. Foi ótimo a personagem mostrar que não é nada burra e pode ser mto útil nesse tipo de situações.

    Não se se fui só eu, mas vibrei quando o Doyle reapareceu… Não sei pq, mas gostei mto do personagem e do seu poder e acho que ele deveria ser fixo na trama. Tbm tinha gostado do vilão que criava buraco-negro, mas acho q não há chance da volta.

    Humm, serei apedrejado agora, mas tenho que dizer que senti falta da Tracy… Não pela sua personagem em si, mas pela atuação da Ali Larter, que consegue transmitir todo o desespero sentido pela personagem desde a Nikki/Jéssica.

    Ahhh, e sobre o tal REBEL, estou apostando todas as minhas fichas no Micah, pq para controlar tantos sistemas desse jeito só mesmo o menino-prodígio. Mas tbm pode ser aquela Hana, que parece que voltará à série.

    Quando vi o Matt como homem-bomba esbocei até um sorriso de felicidade ao cogitar sua “morte” (morte entre aspas pq estamos falando de Heroes), mas logo lembrei que a Janice voltará à série e o Matt deve estar vivo para reencontrar a mulher, não é mesmo?! O filho do Matt tbm deve ter alguma habilidade tbm…

  6. Matheus diz:

    Muito bom esse espisódio. O Hiro não é um grande personagem, mas eu acho que ele faz falta sim. Eu gostaria muito que a Nikki/Jéssica voltasse (não gosto muito da Tracy), também sinto falta da Monica.

  7. Bom episódio, e podiam acabar mesmo com o Hiro…ele não faz falta nenhuma.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: