24 (7.09) – 04pm-05pm

snapshot20090312013701No episódio passado, vimos que Jack (Kiefer Sutherland) e Renee (Annie Wersching) não conseguiram evitar que a vida de Henry Taylor (Colm Feore) fosse colocada em perigo após ele ter sido atingido por um tiro disparado pelos homens de Dubaku (Hakeem Kae-Kazim) e agora ele precisa lutar por sua vida no hospital. Jack informa a Presidente Taylor (Cherryl Jones) sobre o acontecido com seu marido e diz que não resta alternativa para Dubaku a não ser fugir do país, já que todas as suas tentativas de chantagear o governo falharam. Claramente abalada, a Presidente Taylor não pensa duas vezes e vai até o Hospital West Arlington para ficar com seu marido e embora Ethan (Bob Gunton) fosse contra ela abandonar a Casa Branca no meio de uma crise, Bill (James Morrison) se compromete a garantir sua segurança e pede para enviar Chloe (Mary-Lynn Rajskub) até o FBI para ajudar Larry (Jeffrey Nordling) a buscar a localização de Dubaku.

Nesse momento, Dubaku foi até o restaurante onde Marika (Enuka Okuma) trabalha para convencê-la a fugir com ele do país, embora não quisesse deixar sua irmã Rosa (Andi Chapman), ela concordou em ir com ele. Dubaku teve a ajuda de Ryan Burnett (Eyal Podell), o chefe de gabinete do Senador Blaine Mayer (Kurtwood Smith), na preparação dos detalhes de sua fuga, mas não sem uma ameaça de Dubaku dizendo que entregaria os nomes de todos os envolvidos nessa conspiração governamental caso algo acontecesse com ele. No FBI, Larry recebe o relatório da polícia informando uma queixa prestada por Carol Vossler (Jacqueline Piñol) sobre o que Renee fez em sua casa e fica claro que os sentimentos que Larry tem por Renee o fazem ter muita raiva das decisões que Jack vem tomando durante todo esse tempo e que estão afetando diretamente o comportamento exemplar que Renee apresentava até então.

Esse episódio também marcou mais um retorno de um antigo personagem da série. Morris O’Brien (Carlo Rota) e Chloe continuam casados e apresentaram aos fãs o pequeno Prescott (Cap Gordon), mas o momento família dura pouco tempo e ela precisa voltar ao trabalho. Chloe chega ao FBI e, sob o olhar desconfiado de Janis (Janeane Garofalo) e Erika (Ever Carradine), começa a ajudar Jack e Renee na localização do paradeiro de Dubaku. Com duas mulheres de “língua afiada” e com grandes habilidades em computadores como Chloe e Janis, eu quero ver como as duas vão se comportar nos próximos episódios, pois logo de cara ela deu uma baita resposta quando Larry fez um infeliz comentário sobre Jack. De posse de um endereço, Jack e Renee conseguem uma pista e se encaminharam até o apartamento de Rosa e Marika, que tiveram uma discussão feia antes de serem surpreendidas pela invasão de Jack ao seu apartamento. Como não sabia de nada, Marika precisou que Renee lhe explicasse quem na verdade era seu namorado e o que ele fazia em Washington e em Sangala.

Finalmente a Presidente Taylor chega ao hospital e o Dr. Schulman (Ned Schmidtke) a leva até seu marido para um rápido e emocionante encontro. Após ser levado a cirurgia, a Presidente Taylor pede que Bill encontre sua filha para trazê-la até o hospital e ele pede que o agente Aaron Pierce (Glenn Morshower) vá até onde Olivia Taylor (Sprague Grayden) está. Ela parece ser uma jovem bem rebelde e que não demonstra ter tanto vinculo com sua família, nem mesmo antes da posse de sua mãe na presidência conforme vimos no tele-filme 24: Redemption. O agente Pierce pede que ela o acompanhe, pois se trata de um assunto envolvendo seu pai e que ele havia sido baleado e só dessa forma Olivia concorda em ir ao hospital. Como Dubaku havia enviado um motorista para buscar Marika, Jack vê uma oportunidade perfeita para chegar até onde ele está e pede que ela finja que está tudo bem e vá com Dubaku para que ele e Renee possam localizá-los depois. Mesmo com os pedidos de Rosa para não ir, Marika concorda em ajudá-los e Renee promete que irá cuidar dela.

O modo como Jack e Renee lidam com situações de perigo envolvendo outras pessoas é completamente diferente e isso é o que os torna ainda mais especiais, já que para Jack ele faz o que for necessário para concluir sua missão, não importando as consequências, já no caso de Renee ela se importa com outros fatores de segurança e atenção ao próximo, ao contrário de Jack, e foi isso que vimos no momento em que o motorista de Dubaku a levou. Janis está muito curiosa para descobrir o que Chloe está fazendo na sala de conferencia com Larry e teme que ela tenha sido trazida para ocupar seu lugar. Ela pede a ajuda de Sean (Rhys Coiro) para poder acessar o servidor e nesse momento ela descobre que eles estão trabalhando com Jack no auxílio da captura de Dubaku. De repente o veiculo onde Jack e Renee estavam é cercado por viaturas da polícia, que receberam uma ordem federal vinda do próprio FBI, e isso fez com que eles fossem detidos e o carro onde Marika estava fosse embora. E para terminar o episódio as suspeitas sobre Sean se confirmaram e descobrimos realmente que ele é o traidor dentro do FBI, já que Ryan Burnett foi avisado logo em seguida sobre a situação de Jack e Renee. Agora que Jack e Renee estão se aproximando de Dubaku é que o verdadeiro traidor do FBI foi revelado, e pelo jeito essa história ainda vai dar muita confusão.

Nota: 9.1

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: