Lie to Me (1.07) – The Best Policy

lie-to-meEu sempre vi Lie to Me como uma série com enormes possibilidades de não cair na monotonia dos policiais. E tanto o episódio anterior, quanto este, vieram-me dar razão, pois pouco tiveram de policial. Tiveram a caça à mentira, a busca incessante pela verdade. Temos um episódio que só Lie to Me nos consegue trazer, pois é das poucas séries que não precisa de homicídio para construir 45 minutos de televisão. E se Lie to Me consegue mudar no tipo de caso, também mudou em outros aspectos. O primeiro foi as equipas. Regressa a dupla Foster/Eli e Cal/Ria. Depois temos o episódio muito bem dividido, sendo difícil distinguir o caso principal do secundário. Isto deveu-se à abertura, que pertence ao caso de Foster, e a presença de Cal no outro caso.

Mas para efeitos deste review vou considerar que o caso principal pertenceu a Foster/Eli (também merecem). E começando por este. O Iémen é um país perigoso para andar com drogas, pois este transporte é punido com pena de morte. É nesta situação que são apanhados Nicole e Marcus, e é nesta encruzilhada que o governo norte-americano fica. O problema é que Nicole é espiã, o que torna um perigo estar refém de iemenitas. Então porque que o grupo de Dr.Cal é chamado? Pois o governo americano não tem a certeza das verdadeiras exigências dos iemenitas, o que torna a negociação complicada. Por isso Foster e Eli são recrutados para o caso. O caso teve um bom desenvolvimento, mas o mais interessante foi Foster a procura da justiça, e não unicamente do que para foi contratada. Lá se chega a um acordo, com Nicole e Marcus a voltarem à terra natal.

Na parte que tocou a Cal e Ria, temos um caso que envolve emocionalmente Dr.Lightman. Jeffrey é um dos poucos amigos verdadeiros com que Cal pode contar, mas este está com um problema. Trabalhando no ramo da farmacêutica, a espionagem industrial é constante, e Jeffrey quer saber quem roubou uma fórmula de um novo medicamento. Mas este problema é como o trampolim para o salto em si. Cal, ao investigar, e após descobrir quem passou as informações, descobre o verdadeiro problema sobre o medicamento: este está a causar mortes. Também foi interessante ver a protecção que Cal faz a Jeffrey, demonstrando-se aqui que Cal também é humano quando é necessário. Claro que a mentirosa é apanhada, Jeffrey é salvo da pena de prisão, e tudo fica feliz.

Fica? Claro que não. É neste episódio que temos de novo a chegada do marido de Foster, e a sua tendência para a mentira. Já falei da “cegueira” demonstrada Foster quando se fala do seu marido, mas esta cegueira não passa para o resto da equipa. Tanto Lightman como Torres não caem nas mentiras do marido. E é interessante que Cal é mesmo amigo dos seus amigos, ao ir tentar descobrir com quem dorme o marido de Foster. E a cena final é muito interessante.

Foi um episódio razoável, pior que o último. Cansa um pouco ver episódios destes em séries que estão agora a começar, mas também não se pode pedir muito, quando a maior parte das séries parece estar em abstinência.

Nota: 8,3

0 respostas a Lie to Me (1.07) – The Best Policy

  1. Logan diz:

    O episódio é interessante e a série muito boa, ta um pouco abaixo dos outros episódios mas ainda continua interessante …

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: