Brothers & Sisters (3.19) – Spring Broken

normal_sb0041Ontem assisti no Universal Channel (canal no BR que transmite B&S) a passagem do ator Matter Rhys por nossas terras brasucas, precisamente no Rio de Janeiro. Com a estréia da muito elogiada terceira temporada, ele comenta que a trama possui dois centros que regem praticamente todos os acontecimentos, sendo eles: o escândalo de fraude de Tommy e os problemas de saúde, políticos e matrimoniais entre Kitty e Robert. Neste episódio percebemos nitidamente as consequências enfrentadas para cada membro da família. Norah tenta mudar de atitude e agir mais naturalmente quando se trata dos problemas de seus filhos, principalmente em relação ao Tommy e a Kitty, mas não parece ser muito fácil para nossa querida e super-protetora Sra.Walker. Ser a irmã mais velha traz algumas responsabilidades também, ficando então para Sarah a função de alojar o irmão criminoso e o irmão solitário. Todos a sua maneira estão com o coração e a mente bagunçados, seja a fossa de Beca do fim do namoro, seja Ryan com suas teorias de que sua mãe teria se matado por causa de William, seja as complicações de “time to sex” entre Kevin e Scotty. Tentando resolver a situação de seus irmãos, Sarah pedi para Kevin intervir e tentar passar algum tempo entre “hermanos” e assim aproveitar para convencer Tommy a fazer o acordo no julgamento. Achei muito bem colocado e verdadeiro o envolvimento e preocupação de Sarah com Tommy e também com Kitty, que esta nididamente esgotada com tudo que veem passando.

Após relutar um pouco, “Los Tres Hermanos” decidem ir para Baja, antigo local litorâneo que frequentavam nas férias quando eram mais novos, porém ao chegar deparam-se com algo inusitado: férias universitárias de um bando de caras sem camisa e garotas de biquini bebendo e agitando na praia. Hilário quando Tommy traz umas moças para flertar com ele e os irmãos. Justin fracassa em sua tentativa com Tessi, uma das universitárias presentes, ainda mais que este liga para a Ex-Beca para conversar e ela conta que Ryan não está muito bem e está em sua casa, deixando-o totalmente revoltado. O real motivo desta viagem é fazer Tommy ceder em relação ao acordo judicial, fato que gera atrito entre eles quando a verdade veem a tona. Como um bom irmão e competente advogado, Kevin tenta fazer Tommy enxergar sua complicada situação caso ele não faça aquilo que é melhor. Enquanto isto, Justin resolve investir em Tessi, pedindo “ajuda” para sua redação para faculdade. Adorei o momento seguinte, quando Justin beija Tessi e os caras do grupo dela saem correndo atrás, fazendo com que ele se tranque no quarto com os dois irmãos, que estão tentando se resolver. Mesmo com toda a teimosia e orgulho, Tommy admite que precisa fazer certo desta vez e num bravo momento “Big Brother” vai encarar os caras que querem bater em seu “Little Brother”. Sempre me emociono com cenas entre as mulheres da família, porém a interação dos três foi tão marcante quanto, mostrando que eles precisam ajudar um ao outro nos momentos bons e também nos ruins. Admitir que precisa deixar pra trás o fantasma de seu pai e começar a agir conforme seus próprios passos, prova que alguma lição ele tirou de toda essa encrenca.

Sem dúvida as atuações de Calista e Rob junto ao desenvolvimento do casal tem rendido ótimos momentos para a trama. A dificuldade dela em lidar com o filho recém nascido, acumulados com o comportamento distante pós-operatório de Robert, transformam Kitty numa mulher esgotada, sozinha e sem disposição alguma para lutar por seu casamento. Interessante vermos a tentativa fracassada de Norah em tentar reagir de forma despretensiosa ao ver que sua filha que não parece estar nada bem. Outro grande momento é de Norah e suas filhas na cozinha, quando Kitty tenta ao máximo disfarçar que tudo está perfeito, mas como uma verdeira mãe, ela reconheçe quando um filho precisa de abrigo e carinho. Sally Field nasceu mesmo para ser essa mãe abdicada e atenciosa, que não mede esforços para o bem estar de seus filhos. Grandiosa como sempre, aconselha a filha que não há limites para pedir ajuda a mãe, mesmo ela sendo uma agora. Lembrei de algumas vezes que sonhava com o momento de chegar em casa, tomar um banho relaxante e ficar na cozinha com minha mãe ajudando-a na preparação daquele delicioso e caseiro jantar. Destaco a participação de Sarah novamente, pois mesmo sendo a irmã mais velha ela sempre atuou como a balança/equilíbrio entre irmãos e mais uma vez, ela intervem em prol de sua “Little Sister”. Numa conversa muito franca com Robert a respeito do comportamento atual de Kitty, alerta-o que sua irmã pode estar começando a desistir do casamento deles, pois ela demonstra os mesmos sintomas de quando teve problemas no passado com sua mãe, que a obrigaram a mudar de cidade para fugir do conflito. Considerando que existe o “Fator Evan”, Kitty possivelmente não terá energias suficientes para salvar tudo, a não ser que Robert mostre mais iniciativa em solucionar os problemas que eles enfrentam. Mesmo quando ela retorna para casa no final do episódio e eles conversam sobre o assunto, fica nítido que eles enfrentarão muitos “ups and downs” até o final desta temporada. E por falar em “ups and downs”, a fuga de Tommy vai esquentar muito mais os acontecimentos daqui pra frente, vocês não acham?!

Nota: 9,3

Advertisements

0 respostas a Brothers & Sisters (3.19) – Spring Broken

  1. Marcia Silva diz:

    Nossa, Brothers & Sisters está na minha lista de séries imperdíveis… parece ser um drama muuuito bom. Quem sabe agora nesse fim de temporada eu n arrisque a ver esse novo drama. =D O problema é que eu queria ver House e Weeds antes, então não sei vai dar tempo… porém é uma idéia.

  2. Matheus diz:

    Essa temporada está realmente, muito boa.

  3. House e Weeds estão na minha lista de séries tb..Junto a Damages.
    B&S reserve tempo sim, vale mto a pena!!!

  4. Matheus diz:

    Eu gosto de House, mas eu recomendaria outras séries, depois da decepcionante 4ª temporada, a série nunca mais foi a mesma, a mudança de equipe não me agradou nem um pouco (por incrível que pareça, eu sei de gente que adorou).
    Weeds é uma série que gosto muito, mas a 4ª temporada foi decepcionante, a série perdeu totalmente o rumo, ficou horrível, o que aconteceu em Weeds é algo muuuuuuuito pior do que houve em House, mas eu ainda tenho esperanças de que a série irá melhorar na nova temporada.
    Damages eu ví o Piloto e confesso que não gostei muito, mas a série é bem reconhecida pela crítica americana, e tem muita gente que acompanha a série e adora.
    Eu comessei a ver 24 Horas, ainda estou no final da 3ª temporada, eu sei que ainda tem muitos episódios pra assistir, mas eu já posso dizer que sou fã da série, recomendo pra todo mundo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: