Chuck (2.20) – Chuck Vs. The First Kill

chuck1Eu acho que o episódio de Chuck em vez de se chamar Chuck Vs. The First Kill dever-se-ia chamar Chuck Vs. The Morgan. Um episódio destes com um título deste nível batia a escala, de certeza. E como eu disse no review anterior, Chuck está a ter uma temporada dos diabos. Este foi mais um dos flagrantes casos.

O regresso de Jill já prometia muito ao episódio. O regresso da bela Jordana Brewster a série é sempre bem-vinda, mas neste episódio a sua entrada é vital. Com o governo a “borrifar-se” para o pai de Chuck, chega a altura de o filho meter as mãos na massa e fazer algo. E vê que a sua única possibilidade é Jill e isto leva a que Chuck agarre esta oportunidade com todas as suas forças. Mas as possibilidades de Chuck ficam reduzidas quando Jill lhe avisa que a única pessoa que tem dentro da organização é um “Tio”Bernie, também ele agente da FULCRUM.

Continua-se aqui a ver a força de vontade de Chuck. “Casar” com uma pessoa que ele não tem confiança nenhuma é mais um exemplo da força de vontade. Mas Uncle Bernie ainda mantêm as suas informações actualizadas, isto leva que o disfarce de Chuck vá para água a baixo. Outra constante neste episódio foram as escutas. Chuck ainda não ganhou a confiança necessária para enfrentar armas, por isso entrega-se facilmente (e humoristicamente, claro). Bernie é que não achou nenhuma piada a traição de Jill. Isto faz com que persiga os “noivos” e faz com que Chuck use a sua arma letal, The Morgan. O homem, como era de esperar, morre. A oportunidade de Chuck encontrar o pai perde-se.

Quem também sairia de cena era Jill, agora sem utilidade. Mas, quando parecia tudo perdido, um telefonema vem mudar tudo. Com ele é possível localizar o estabelecimento onde Orion está preso. A esperança renascia para os “noivos”. Chuck e Casey entram no edifício para procurar o seu pai, Jill fica solta na van, com Sarah (lindo par), até Chuck o encontrar. Mas ao tentarem resgatar o pai são apanhados, ficando como única hipótese realizarem um teste. Quem não anda a dormir é a FULCRUM, que apanha as origens de Carmichael e de Casey num instante. Isto leva a ter uma reunião com um dos homens melhor graduado e ter de utilizar o mortífero The Morgan. chuck-2

A FULCRUM consegue evacuar Orion, sem que antes Jill oiça para onde ele vai. Quem também consegue sobreviver miraculosamente a uma série de tiros é Sarah e Casey. É outra característica desta série, um pouco de imaginação. É isso que faz com que Chuck seja Chuck. Outra característica, agora da personagem, é a compaixão. Chuck não é um espião a sério (começa a sê-lo, com a sua nova arma), por isso deixa “escapar” Jill. Eu quero que ela regresse! Mas esta fuga trás consequências. General Beckman manda encerrar a operação e retirar Chuck da sua vida normal.

Quando tudo parecia ir dar para o torto, Sarah desobedece a uma ordem, e foge com Chuck. Na dança de confiança entre os dois personagens, foi mais um belo paço para as cenas do próximo episódio (aconselho a todos a verem o promo). Quem também parece ficar imóvel é Casey. Tinha muito tempo para ir buscar Chuck, mas parece que Casey também se importa, por isso deixou seguir viagem o par em busca do pai de Chuck e fuga ao isolamento.

Na Buy More, a chegada do inspector faz com Emmett comece a fazer chantagem com Morgan. A desculpa é ele querer se ir embora. Daqui saem cenas como Lester vestidinho de fato em gravata, Jeff a continuar com a sua “inteligência”. Mas o plano arquitectado por Emmett não é fugir a sete pés da Buy More, mas sim ficar mais entrosado aí. Para isso faz com Morgan arranje provas de que Big Mike anda a descansar no comando, e faz com que as posições entre ambos seja trocada. Morgan é que sai prejudicado desta situação, e agora mais sem Chuck (que parece ficar de fora alguns dias).

Falta-me falar de duas coisas. Primeira a tensão existente entre Sarah e Jill. Sarah tem medo que Jill ainda faça Chuck sofrer mais, por isso faz de tudo, primeiro, que ela não venha, depois faz tudo para a ver por trás das costas. Segundo: tenho de falar de Adam Baldwin. Se a fazer Casey já não imaginava mais ninguém, este episódio foi um estrondo. Só ele sabe dizer aquelas frases com aquele sotaque, só ele sabe fazer aquelas caras. Que tal fazer um episódio só com Casey a fazer das suas?chuck-1

E agora fica a pergunta: é possível fazer melhor que isto? A nota é complicado esticar mais (eu só não dei o 10 porque espero que venha agora um melhor que de para colocar a cor roxa na nota), mas se houver que venham eles. E peço a NBC: POR FAVOR, CONFIRMEM QUE CHUCK É RENOVADA!!! As audiências pelo menos melhoraram.

Alguns dos melhores diálogos do episódio:

Casey – I hate these tests.
Chuck – I’m not gonna cheat.
Casey – You’re kidding, right?
Chuck – No, I’m not kidding.

Chuck – I’d never drop you – that’s a horrible thing to do to somebody.
Agente FULCRUM – Really?
Chuck – Yeah, it’s a 15-story fall. It’s an awful way to die.

Acho que os diálogos falam por si.

Nota: 9,9

Advertisements

0 Responses to Chuck (2.20) – Chuck Vs. The First Kill

  1. Matheus diz:

    Esse episódio foi.. incrível, não tem nem muito o que comentar.

  2. Filipa Silva diz:

    Maravilhoso,,,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: