Supernatural (4.19) – Jump the Shark

snapshot20090424225424Existem decisões tomadas pelos argumentistas que podem vistas com bons olhos por uns e odiadas por outros, onde não existe um meio termo. Eu antes achava que o facto de haver um terceiro Winchester teria uma repercussão dessas pelo público (ou se ama, ou se odeia), mas não posso estar mais enganado. Apesar de muitos não concordarem com a minha opinião, para mim essa storyline não é algo de fantástico, mas foi algo que gostei de ver retratado na série, principalmente pela construção do episódio em si.

Imaginem que estão a descansar de uma longa viagem e que recebem um telefona a dizer que fala o vosso irmão, um irmão que nunca conheceram na vida nem sabiam de tal existência. O que fariam numa situação dessas? Claro que se vocês fossem a dupla Winchester desconfiariam logo que era uma armadilha e tentavam de tudo para descobrir a verdade, onde havia três hipoteses (aparentemente): ou era um demónio e seria descoberto pela água, ou a prata revelaria um metamorfo, ou ainda poderia ser o verdadeiro irmão deles. No início, acho que toda a gente pensou que era mesmo o rapaz que estava a conversar com eles, mas os argumentistas conseguiram enganar-nos!

Os primeiros trinta minutos serviram para os os protagonistas desenvolverem uma relação com o suposto irmão, colando Dean e Sam de lados opostos, mais uma vez. Adorei quando o Sam disse que o Adam era um Winchester, logo está amaldiçoado para sempre. Uma das coisas que mais adoro na série é a força com que os irmãos lutam pela sobrevivência, obstáculo após obstáculo, sempre saindo vencedores, até mesmo depois de já terem sido mortos, enviados para o Inferno, brutalmente feridos fisicamente e traumas psicológicos. Acho que esse é o tema mais bem explorado desde a primeira temporada (sendo a segunda e a quarta as que mais contribuíram para uma melhor visão dessa força).

Já os últimos dez minutos só podem ser descritos com uma palavra: electrizantes! A cena em que Sam é mutilado é arrepiante e a espera por ser desamarrado é mesmo algo que, se acontece na vida real a alguém, deve ser muito doloroso. A sensação do sangue estar a cair e não poder fazer nada é algo horrível de se imaginar. Gostei da mensagem que o episódio tentou transmitir, pois apesar de ter havido um terceiro irmão, tudo volta ao tradicional, só com Dean e Sam. E que venha agora o episódio 20 que vai novamente trazer toda a história dos anjos, principalmente de Castiel. Estou muito ansioso e com grandes expectativas para esses episódios finais!

Nota: 9,0

0 respostas a Supernatural (4.19) – Jump the Shark

  1. Lizzie diz:

    Até gostei mais ou menos do episódio, mas de facto a parte final, em que o Sam está a ser mutilado, só mesmo em ficção: uma pessoa, na “vida real”, não sobreviveria com aquele tipo de cortes, os vasos sanguíneos estavam completamente dilacerados. Mas é por isso que conseguimos ver a série, por sabermos que aquilo é tudo mentira, portanto “no hard feelings” (xD), Supernatural contiuna a ser uma das minhas séries favoritas😀

  2. Yah Lizzie, realmente tens razão, os vasos sanguineos já estavam todos mutilados, mas é sempre bom ver sangue na série, algo que não tem acontecido muito nessa temporada.

    cumpz

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: