Grey's Anatomy (5.22) – What a Difference a Day Makes

Maio 10, 2009

greys-221O grande dia aproxima-se, o tão esperado e aguardado casamento entre Meredith e Derek parece estar a poucas horas de se realizar. A pessoa mais empolgada e animada com o facto é mesmo Izzie, que depois de ser operada com o intuito de remover as metástases aparentemente está a reagir bem, a incisão não dói, a pressão está boa e as metástases aparentemente foram removidas com sucesso. Mas nem tudo são boas notícias, o cabelo começa a dar de si e surgem novas visões de Denny. E eu a pensar que Denny não ia aparecer mais, enganei-me. Rapidamente Izzie chama Derek para realizar uma ressonância de modo a despistar novas metástases. As notícias iniciais são animadoras, nenhuma nova metástase aparece na ressonância. Mas o facto de Denny ressurgir alerta Izzie que insiste na ideia de que algo errado se passa. E esta acaba tendo razão quando após nova visão, Derek consegue detectar um tumor, pequeno demais para ser removido.

A vida de Izzie não está fácil depois da esperança, um novo cancro acaba com as perspectivas de uma vitória na dura luta contra o cancro. Bailey, Derek e Meredith resolvem então dar um presente de sonho a Izzie, aquilo que a ajudou a aguentar e entreter durante a dura batalha, o casamento que planeou com todo o amor. Parece que os noivos serão outros, Alex e Izzie Stevens, cujo amor teve altos e baixos, traições, separações, paz. Mas no fundo Karev sempre amou Izzie e esta sempre nutriu um carinho especial por este mesmo durante o tempo de Denny. Afinal Karev é o homem que Isabel Stevens ama, o homem do seu futuro seja ele curto ou comprido. Depois do primeiro confronto após o rompimento, Christina e Owen conseguem ter uma conversa civilizada sem grandes sobressaltos onde este acaba por confessar o motivo que o levou à tentativa de estrangulamento. Depois de um caso clínico em que um carro cheio de jovens a caminho da formatura é abalroado, um momento emotivo entre Christina e o paciente acontece quando este descreve o seu amor como sendo impossível, mas que de pouco ou nada interessa o facto de não serem feitos para ficar juntos pois amor é amor. Christina revê-se nas palavras do jovem estudante e emociona-se.

Um caso que mexe mais com a parte emocional de Christina do que habitualmente vemos. Quem parece que tem ganho destaque neste final de temporada depois de um ínicio e meio de temporada muito apagado, em que por episódio se tivesse 5 minutos seria muito, é O’Malley. Depois de perder um paciente, tenta fazer de tudo para não perder um segundo mas não é bem sucedido. A pressão começa a ser demais para O’Malley que acaba pedindo para se retirar, mas Owen não acede ao seu pedido. E este acaba declarando uma terceira morte. Quem também não está a ter um dia fácil é Callie que depois de um encontro desastroso com Arizona, resolve dormir no hospital e trabalhar em plena folga, que digamos que está a ser mais agitada do que esta previa e queria. Callie que ultimamente tem tido alguns problemas, depois da discussão com o pai, encontra-se desamparada financeiramente e uma ida a um restaurante chique parece colocar em risco o seu relacionamento com Arizona. Mas depois de uma conversa sincera ambas concordam em não esbanjar dinheiro e fazer as pazes. Todas as pessoas importante de Seatlle Grace estão reunidas para presenciar o grande momento de Izzie e Alex, Meredith será o padrinho de Karev, e Christina a madrinha de Izzie. Esta agradece-lhe o facto de ter tentado salvar a sua vida.

E mais uma vez vemos uma Christina emocionada. Christina cresceu muito em termos emocionais esta temporada de fria e calculista como em muitos casos e episódios Christina nos demonstrou ser, Christina consegue agora emocionar-se facilmente e consegue sentir na pele as histórias, dores e emoções de terceiros. Chegou o momento de Izzie percorrer a passadeira vermelha de encontro ao seu grande amor. Izzie encontra-se debilitada e perante um olhar preocupado de Bailey, e todos os convidados esta quase cai em pleno caminho para o altar, mas um gesto bonito de O’Malley, que se levanta para lhe dar o apoio necessário para esta percorrer o caminho rumo à felicidade. O’Malley que durante muito tempo foi o ombro amigo para Izzie, quem melhor que ele para a levar ao altar. O tão aguardado sim é pronunciado e as palavras declaro-vos marido e mulher são ditas. Num discurso memorável de Alex Karev, muitas das ideias são tiradas do discurso de formatura, mas eu achei engraçado o interligar de histórias.

E quem diria que um Alex Karev seria capaz de fazer tal discurso. Perante um olhar de felicidade mas também de preocupação dos convidados os recém-casados beijam-se. Foi interessante ver a troca de olhares apaixonados entre os casais da plateia. Mas a noite de núpcias é passada em pleno hospital, onde Izzie tem novo ataque de choro ao ver mais cabelo a cair. Karev tenta animá-la, e a imagem seguinte de Izzie já mostra uma Izzie careca, abatida, mas feliz. Quem também está feliz é Meredith e Derek, Arizona e Callie. Christina por seu lado resolve colocar um ponto final na ventoinha, a ventoinha não tem culpa foi apenas o clique que fez despertar um sentimento e receio adormecido em Owen. E mais uma vez a banda sonora de Grey’s, nos grandes momentos nunca desaponta. Num episódio perfeito de Grey’s Anatomy, a season finale aproxima-se e esta promete muito, será que conseguirá ser tão perfeita como este episódio foi, é esperar para ver.

Melhor personagem: Podia escolher Izzie, mas escolho Karev, que depois de não saber como reagir à doença de Izzie. Assume as rédeas e está lá para o que der e vier. Disposto a tudo para fazer a mulher da sua vida feliz, mesmo decidir casar em apenas 3 minutos. Digno do discurso que efectuou, capaz de emocionar até o coração mais duro. Karev também cresceu muito como pessoa neste quinta temporada.

Melhor momento: Eu tenho dois, o discurso do paciente sobre o amor proibido, e claro o discurso de Alex Karev. Opto pelo último devia à sua importância na história.

“Today’s the day my life begins. All my life, I’ve been just me, just a smart-mouth kid. Today I become a man. Today I become a husband. Today I become accountable to someone other than myself. Today I become accountable to you, to our future. To all the possibilities that our marriage has to offer. Together, no matter what happens, I’ll be ready for anything, for everything…to take on life, to take on love, to take on possibility and responsibility. Today, Izzie Stevens, our life together begins. And I, for one, can’t wait.”

Nota: 10


One Tree Hill (6.22) – Show Me How To Live

Maio 10, 2009

Quando as coisas estão boas o tempo passa voando e sempre fica aquela sensação de quero mais. Foi assim com este episódio de One Tree Hill, não vi o tempo passar e estou louca para ver o próximo. Bem bom mesmo, o começo já foi de cortar o coração, Peyton gravando um vídeo para seu filho (parece que ela tem certeza que irá morrer), comentando sobre todos os seus amigos, Brooke, Nathan e Haley e pedindo ao filho que cuide de Lucas. O chá de bebê também foi uma fofura, todas estavam lindas. Fiquei bem comovida quando Peyton ganhou o álbum, passei a gostar muito da personagem.

E outro drama também na família Davis, Sam decide passar mais tempo com sua mãe biológica, deixando a Brooke mais triste ainda. Gostei muito da Victoria no meio desta historia, ela tentando se aproximar da filha ou curtindo com a Sam, sempre são bons momentos. Outra história boa foi a de Nathan, será que ele finalmente irá para a NBA? Ele jogou bem, mas em todo o esporte quem ganha mais destaque é quem marca os pontos. Espero que desta vez ele chegue lá e tenha todo o seu esforço recompensado. E mais uma vez, Skills nos fez dar boas risadas. O encontro dele com a professorinha e o pestinha foi muito divertido, dei muita gargalhada quando o menino vomitou nos tênis dele…

Muitos dizem que a Mia só enche lingüiça, eu até concordo, mas toda vez que ela canta, ela encanta. Esta temporada tem recebido muitas criticas, mas por mais capítulos mornos que tenha, e por mais que os fãs reclamem, a maioria continua fiel a série, porque tem episódios como este 6.22 que fazem OTH valer à pena.

Nota: 9,0


Temporada 2008/09: Veja as capas dos DVDs

Maio 10, 2009

Com o término das temporadas, é normal que informações comecem a surgir acerca dos DVDs das séries da temporada 2008/09. Assim sendo, o Portal de Séries fez uma pesquisa e as capas dos DVDs de quarenta séries americanas e inglesas, mas é importante lembrar que algumas podem sofrer alterações antes do lançamento oficial. Noutras séries como Merlin, Being Human ou Skins, tenho a certeza absoluta que essa capa é a original pois já estão à venda no Amazon. Espero que gostem e depois comentem naquelas séries que têm a melhor capa e a que estão a pensar comprar. Eu vou comprar, quando tiverem disponíveis na Amazon inglesa, a primeira de True Blood e de Fringe, e as novas temporadas de Damages, Lost, Supernatural, Prison Break e One Tree Hill. É melhor ir poupando dinheiro! Clique na imagem para ver ampliada!


Prison Break (4.20) – Cowboys & Indians

Maio 10, 2009

snapshot20090510164834

Desde o regresso de Prison Break que estava à espera de um episódio como esse! Não é que os outros tenham sido maus, mas só ‘Cowboys & Indians’ é que conseguiu demonstrar que a série caminha para o grande final. A primeira parte do episódio serviu mais para demonstrar o plano de Michael e Lincoln para sair da Embaixada após o Burrows ser acusado de mais um assassinato. É preciso ter azar mesmo pois em pouco tempo da sua vida já foi acusado de dois homícidios, ambos de pessoas famosas, e ambos está inocente. Agora resta saber como é que ele vai sair dessa embrulhada mais Michael, e só temos 90 minutos para tudo ficar esclarecido!

Se havia algo que eu não estava à espera era de toda aquela situação dos papelinhos na fruteira de modo a seleccionar alguém para morrer um familiar próximo. Por momentos pensei que seria o nome do Mahone a sair no papel, mas foi mesmo Self que teve a sua mulher a ir desta para melhor. Frustrado e com medo, salta pela janela e cai no mar e só espero que seja ele a matar (se alguém tiver coragem) o General, pois de todas as personagens, agora deve ser ele que está com mais raiva do todo poderoso. Vamos ver quem será o sortudo de acabar com a vida do homem que tanto lhes prejudicou durante longos meses sem fim!

O final não poderia ser melhor, diria até que é o meu final favorito de toda a temporada. Tendo sucesso ao recuperar Scylla, Lincoln, Scofield e Mahone tentam chegar ao carro, mas Burrows acaba por ficar para trás, sendo apanhado pela sua falsa mãe. Quem também está à mercê de Scylla é Sara e agora Michael tem uma difícil decisão a tomar: deverá ele salvar o irmão que sempre protegeu ou a sua amada que está à espera de um filho seu? Muitas emoções estão guardadas para o final da série com episódio duplo, cuja o vídeo promocional está abaixo. Agora sim posso dizer com convicção: chega-te sexta!

Nota: 9,2


Desperate Housewives (5.21) – Bargaining

Maio 10, 2009

snapshot20090510124353Desperate Housewives é uma séries com cenas iniciais muito cómicas, mas a deste episódio foi das mais divertidas da temporada. Tudo começa com uma criança, aparente sossegada, a fazer uma espécie de chantagem emocional com o pai. Estou a falar, obviamente, do MJ, filho de Mike e Susan. Quando ele começa a perguntar sobre o casamento, eu pensei logo: tem alguma coisa por detrás disso. Ainda pensei que tinha sido mais uma das ideias mirabolantes da Susan, mas desta vez foi mesmo a Katherine (que se tem revelado uma dona de casa bem desesperada) a mentora de tudo.

Mas não foi só a Katherine que conseguiu convencer o pequeno MJ com doces. Também Bree, com os seus queques deliciosos, pediu delicadamente para que ele convidasse o filho de Karl para ir à sua festa do pijama. Claro que ele aceitou, ainda acrescentando ‘as coisas que eu faço por queques’. Gostei bastante do destaque que deram ao miúdo. Por falar no ex-marido da Susan, o que será que este vai aprontar com a Bree para conseguir um divórcio mais favorecido para a ruiva? Será que ela fez bem ao contratar os serviços de Karl ou será mesmo a única forma de conseguir aquilo que quer?

O pedido de casamento do Jackson, com a Susan a chorar na casa de banho, foi muito divertido. Eu sabia que estavam a preparar qualquer coisa, colocar a Susan a chorar tanto tempo não seria por mero acaso. Contudo, mesmo depois de saber que o pedido era apenas para ele não ser exportado, Susan aceita, apesar de toda a humilhação que passou. Quem também foi humilhada, mas não se preocupou muito, foi a Lynette com toda a cena de sexo no escritório e o Carlos a ouvir. Eu achei muito forçado o facto de ela atender enquanto o Tom estava lá, mas prontos, isso é Desperate Housewives.

Por fim, a Gaby não teve dias fáceis. A sua filha começa a maquilhar-se para ficar bonita como a mãe, mas Carlos obriga a mulher a não usar maquilhagem durante uma festa que eles vão, de modo a demonstrar que esta não é importante para a beleza. Como seria de esperar, a futilidade de Gaby volta a falar mais alto e antes de tirar uma fotografia, vai à casa de banho colocar base e outras coisas para ficar mais requintada. Mas depois ela redimiu-se no final com a frase: ‘Poderás começar a usar maquilhagem quando perceberes que não precisas dela’.

Nota: 8,4