Castle (1.07-1.09)

castlePrimeiro peço desculpa pelo atraso e a acumulação dos reviews, mas o estudo sobrepõem-se, e o tempo é curto para tanta coisa. E um dos que sofreu com a falta de tempo foi Castle, que já estava com 4 episódios em atrasado. Assim, para não ocupar muito espaço, decidi juntar (quase) tudo, pois a Season Finale fica para outro. Este post conta com os reviews dos 3 episódios que antecederam a Season Finale.

Castle (1.07) – Home Is Where the Heart Stops

Num episódio focado em jóias, Home Is Where the Heart Stops é uma pérola em si. A série consegue trazer um episódio suave, diferente e que empolga, mesmo para um procedural.

Uma série de roubos andam a assolar a alta sociedade nova-iorquina, mas os roubos não se ficam por aqui. O ladrão é ambicioso, precisa de sangue para se sentir realizado. A busca começa, e começa sem pontos de contacto entre os crimes. E aqui temos a intervenção de Castle, a usar os seus conhecimentos para conseguir chegar a ligação. Com a ajuda de Powell, um antigo ladrão de jóias, e com a ajuda de outra pessoa ligada ao ramo do crime, consegue construir o perfil e os locais onde escolhe os alvos.

A caça começa e o primeiro passo é infiltrar-se na alta sociedade. Castle leva Beckett, nada habituada, mas este momento serviu principalmente para mais um momento divertido, coisa que já tratarei. Depois, num ritmo alto, o assaltante é preso, Castle fica com uma nódoa negra, e Beckett conhece algumas das “senhoras” da sociedade nova-iorquina.

Mas o episódio também teve um conteúdo humorístico. Temos a sempre presente tensão entre Castle e Beckett, tendo como ponto culminante, tirando a cena da gala do Teatro Americano Metropolitano de Dança, o treino de tiro de Castle. Um misto de humor e sarcasmo. Depois temos a excelente montagem do carro, com Castle a ligar o pára-brisas (quem não se riu com isso?), para além da passagem que ocorre quando Castle trauteia a música e o aparecimento da mesma música. Muito bem pensado. Por último temos a cena da mãe de Castle aparecer no evento, uma pequena vingança.

E foi um episódio suave, que deu para dar várias gargalhadas, com boas montagens, e que mostra que os argumentistas de Castle também sabem fazer bons episódios. Que continuem assim.

Nota: 9,1

Castle (1.08) – Ghosts

Outro bom episódio. Inferior ao anterior (era complicado ser superior), temos mais um caso, mas Castle vem ganho principalmente na forma com que consegue “suavizar” os casos.

Primeiro tenho de falar das aberturas de Castle. Nota-se que temos na série um escritor de romances, pois as aberturas têm muito de livro. Não é tosca, e construída com sentido. No último começa com uma simples pena e evoluiu para algo mais caótico, com a pena a cair sobre o sangue, com várias almofadas rotas e depois abrindo-se o cofre como por magia, mostrando o corpo. Neste começamos pela cama, passamos pelo copo e pela garrafa de vinho, por uma cadeira e vamos entrando, calmamente, nos pormenores do crime. Aproximamo-nos da banheira e eis que surge, de novo por magia, o corpo. Muito literário, muito Castle. E eu gosto.

Agora continuando com o caso. Fantasmas foi a base do crime. Allison Goldman é descoberta na banheira, e durante o caso percebe-se que ela andou durante 20 anos a mentir a toda a gente. Com um passado no crime, decide entregar o material a uma Lee Wax, ficando a saber-se a sua verdadeira identidade. Cynthia Dern era procurada pela justiça devido a um ataque ainda quando era jovem. Escondeu-se, e decidiu contar a verdadeira história, antes de se entregar.

Conhecidos os factos, foi um jogo de enganos, com vários bons momentos, incluindo o jogo de poker, que já falarei. Temos o regresso de outro fantasma, que se pensava que teria morrido no ataque. E é este fantasma que fica com as culpas.castle-2

De resto, a série tem sido trazida as costas pelos protagonistas. Os jogos de Poker são um belo exemplo, muito bem aproveitados, e a tensão que existe entre Kate e Rick é o que da os melhores momentos do episódio. E o jogo final tinha um prémio alto em cima da mesa. Quem terá ganho?

Nota: 8,4

Castle (1.09) – Little Girl Lost

O crime nunca descansa. E se, no episódio anterior, o caso teve o inicio após as 0 horas, desta vez temos o começo num domingo, o dia predilecto para descanso.

Num episódio melhor que o anterior, em parte devido a introdução do ex-namorado de Beckett, temos um rapto como pano de fundo. Pouco literária a narrativa, desta vez. Mais real. O rapto de uma rapariga de dois anos faz com que a máquina do FBI comece a trabalhar, e devido ao estreito conhecimento entre Will Sorenson e Kate Beckett, o departamento da policia de Nova Iorque ganha um caso diferente. Foi uma caça, com poucos elementos diferentes do usual para estes casos, com pouco tom humorístico mas que está sempre presente em Castle.

Como na maior parte das vezes, o clic provem de Castle, quando os suspeitos se esgotam. E o caso é resolvido. Mas também serviu para dar umas pinceladas entre Kate e Rick. A introdução do ex-namorado trouxe algo de interessante ao episódio, a tensão aumentou, o beijo entre os antigos namorados foi um dos momentos altos, assim como a provocação de Rick. E no final temos Kate a ir para um encontro. Uma provocação a Castle?

Foi um episódio fora do normal, sem corpo para Castle desprezar, mas com um bom ritmo. Nathan Fillion e Stana Katic conseguem transmitir muito bem o que vai andando na cabeça do criador de Nikki Heat e a própria e enchem o ecrã quando aparecem juntos. E depois temos sempre a sobremesa, a família de Castle, que consegue suavizar ainda mais os episódios. E não se pode pedir muito mais.

Nota: 8,7

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: