So You Think You Can Dance (5.02) – Auditions #3 and #4

so_you_think_you_can_danceEste é o primeiro reality show que eu me aventuro a escrever reviews semanais. Já tinha pensado em fazer isso com Survivor, mas como no início de 2009 estava cheio de trabalho já para fazer, deixei de lado. A quinta temporada de So You Think You Can Dance é a primeira que eu vejo, por recomendação da Mary Barros, autora dos reviews de Brothers and Sisters, Kyle XY e Greek. Isso vai funcionar da seguinte forma: em cada artigo semanal que eu publicar, estarão conjuntos de três a quatro pessoas numa fila, onde comentarei as performances abaixo. Também juntamente com as pessoas escolhidas estão asteriscos, que servem para classificar a mesma, sendo que * é horrível e ***** é excelente. Estejam à vontade para comentar as vossas opiniões sobre os candidatos!

d1

Entramos numa nova semana do reality show e como prometido, estão aqui os comentários habituais. A primeira concorrente da imagem surpreendeu pela forma como contou a história da morte do seu pai, mas também demonstrou que está ali para dançar. Gostei ainda mais da segunda candidata (quando eu digo ‘primeiro’, ‘segundo’, etc., quero dizer na sequência da imagem e não do episódio em si), cujo o sonho era ir com a irmã para Las Vegas. E conseguiu, acabando por ser uma das melhores exibições das audições destas duas cidades. Em terceiro, temos uma concorrente que, à semelhança de outros, só vai para lá fazer figurinha de parva. Não dançou nada de jeito e ainda ficou chateada com o júri (mas mesmo assim não conseguiu superar a burrice do concorrente ‘rude’ que trocou algumas ofensas com um dos membros do júri). No final deste primeiro bloco, temos um concorrente que conseguiu ter mais vocação para a animação que propriamente a dança.

d2

Neste segundo bloco temos três actuações boas e uma péssima! Começando pela rapariga que perdeu o marido, gostei da sua apresentação e a passagem para Las Vegas foi mais que merecida. Além disso, é uma das raparigas mais bonitas que até agora participaram neste programa. O segundo dançarino teve uma audição excelente, com uma mistura de sapateado com algumas acrobacias. Parecia que tudo fluia com muita naturalidade! O terceiro concorrente é mais um que foi só para se mostrar negativamente. Achei muito engraçado por parte da FOX a montagem das cenas em que ele dizia conseguir fazer aquilo por horas seguidas e o cansaço que ele teve após a audição. Depois temos dois irmãos (não me lembro bem, mas acho que sim) que, apesar de mostrarem as suas performances separadas, conseguiram ambos criar grandes momentos de dança. Os dois tiveram nas suas actuações um factor crucial: originalidade.

d3

Apresento agora os quatro últimos candidatos da noite. O primeiro deve ter ido ao programa só para demonstrar o seu estranho gosto musical. Foi apenas mais um que foi só para se envergonhar ou ficar conhecido, pois também devem querer tirar alguma vantagem disso. O segundo concorrente contou a sua história, em que o pai é treinador de futebol americano e ele prefere dançar como as cheerleaders. Apesar da sua escolha, ele é fortemente apoiado pela figura paterna, mas a sua prestação não foi nada de especial. Contudo, conseguiu ser muito, mas mesmo muito melhor que a das gémeas que estão na terceira imagem. Ao menos elas não fizeram assim uma figurinha tão desprezível como outros. Por fim, temos um casal que voltou ao programa para demonstrar o seu grande talento. Foi, sem dúvida, a melhor actuação do episódio!

Por hoje é tudo e sintam-se livres para comentar quais as melhores e piores actuações do episódio. Amanhã saem os comentários do 5.03, que foi exibido ontem nos Estados Unidos.

0 respostas a So You Think You Can Dance (5.02) – Auditions #3 and #4

  1. Definitivamente Miami e Memphis elevaram o nível, que consigo mais recordar as pessoas boas e otemas do que as pateticamente ruins. Tenho gostado mais do foco desta temporada, menos palhaçada e gente que está ali por nenhum motivo e mais profissionalismo, dedicação e ambição por um sonho.

    Miami trouxe definitivamente alguns otemos dançarinhos(as): Gosto da expressividade e suavidade da Priscilla(a latina de vestido azul) e tb de Paris( a criatura/bailarina). Gosto da excentricidade de Geo(cara com a mascara) e a Singularidade de Erik no sapateado. Mas sem dúvida quem roubou a cena foi o HOT HOT COUPLE Janette e Romulo, que foram separados na outra temporada e desta vez mostraram a que vieram.

    Memphis me tirou o ar, sem dúvido. Me fez rir, chorar e vibrar.
    Brothers & Sisters passaram por Memphis. Gostei mto da sincronia e ao mesmo tempo diferença entre as gemeas Lauren e Lidia. AMEI, VIBREI E RI com os solos dos irmãos, Evan e Bryan.
    Travis quebrou o cliche de filhos que amam dança e os pais são ligados ao esporte. Ele mostrou que tem apoio e estrutura familiar. Porém foi Anelle que mais me tocou, não só pela história de seu pai e por usar da forma como dança uma maneira de expressar sua dor. L.C sempre me toca e incentiva com suas palavas, quem não assistiu a 4ª temporada deve vê-lo, é um show a parte de palavras. E claro não preciso dizer que senti falta da belissima simplicidade de Cat Deeley , do charme gracioso de Nygel e da hilariante risada de Mary e claro de convidados como Tyre e L.C, que sempre acrescentar mtooooo nas audições e futuramente no TOP 20.

    Marquito nem preciso dizer que estou orgulhosa e feliz pela oportunidade que deu a esse maravilhoso reality show, que vai além da dança, como sempre digo!
    REPITO: Por que a AMERICA ainda gosta mais do CAFONA e CLICHE Dancing With the Stars??????

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: