24: CTU ganha novo diretor

Maio 31, 2009

KIDNAPPEDMuitos nomes já se juntaram ao elenco da 8ª temporada de 24 Horas, mas as novidades estão longe de acabar. As contratações dos atores Chris Diamantopolous, Freddie Prinze Jr, Anil Kapoor e Jennifer Westfeldt deram uma noção de que essa próxima temporada, juntando com o elenco da temporada anterior, têm tudo para dar certo. Mas como novos personagens em 24 Horas nunca são demais, em breve a CTU estará recebendo um novo diretor.

Com a morte de Bill Buchanan (James Morrison) durante a 7ª temporada, os produtores buscavam um novo personagem com pulso firme para comandar o retorno da CTU na série e encontrou no ator Mykelti Williamson o nome perfeito para o papel. Williamson irá interpretar Brian Hastings, o diretor da unidade da CTU – Nova York.

Mykelti Williamson já fez algumas participações especiais nas séries Monk, Psych e CSI NY.

Notícia também publicada no CineSéries

Anúncios

Gossip Girl (2.25) – The Goodbye Gossip Girl

Maio 31, 2009

graduation-dayApós o episódio filler que nos levou aos anos 80, Gossip Girl chega ao final de sua segunda temporada com um episódio que marcou o fim de uma etapa na vida das meninas e meninos do Upper East Side, a conclusão do que, no Brasil, nós chamamos de Ensino Médio. Porém até mesmo uma simples cerimônia de graduação pode passar batido para a atenta Gossip Girl, que parabenizou os estudantes de uma forma bastante irônica, realçando os defeitos de cada um dos protagonistas da série.

Qualquer pessoa comum deixaria essa provocação passar batido, afinal, não era justamente o último dia do High School? Para que se dar ao trabalho de ir atrás da garota justo agora, quando não havia nenhum motivo realmente sério para se fazer isso? Mas não foi o que Blair, Serena e Cia pensaram. Ao acreditarem que poderiam revelar a identidade da Gossip Girl, todos se meteram na maior fria, pois sem ter uma pista se quer da identidade da misteriosa garota, eles conseguiram apenas que seus segredos mais sujos fossem revelados – além do bônus de ter Gossip Girl acompanhando sua vida universitária daqui para frente. Com isso, tivemos finalmente a repercussão, entre outros segredos, da história de Blair ter transado com o tio de Chuck – o que melou total o clima sexy entre os dois, justo quando ambos estavam prestes a se entenderem.

Além dessa história, tivemos também a revelação, apenas divertida, de que Nelly passou os últimos anos apaixonada por Dan, além de que Rufus e Lily irão finalmente se casar e morar juntos. Com relação ao futuro, depois de tanta dança nas cadeiras para saber quem iria conseguir a tão sonhada vaga em Yale, Dan e Blair, acompanhados de Vanessa e Georgina – aliás Georgina e Blair dividindo quartos em Setembro será algo que mal posso esperar para ver – estão indo para a NYU em Setembro, enquanto Nate estudará em Columbia e Serena em Brown – não duvido nada de que Serena ainda mude de faculdade, pois é a única personagem que terá que deixar Nova York para estudar, alguém consegue ver a série acontecendo em dois pólos (cidades) diferentes ao mesmo tempo?

Sem falar em Jenny, que permanecerá na Constance agora como a mais nova rainha do colégio. Seria essa uma dica de que a partir do ano que vem o colégio irá sofrer menos ataques vindo da rainha e suas súditas para com os menos populares e favorecidos financeiramente? Se sim, significa, talvez, que Jenny será deixada de lado de uma vez por todas na próxima temporada?

Ainda com relação à próxima temporada, terminamos o episódio achando que o eterno pega-pega de Chuck e Blair não teria fim, porém, quando menos esperávamos, nos 45 minutos do segundo tempo, Chuck retorna para a cidade e surpreende Blair com presentes para lá de românticos, aliás, o personagem tem se provado o mais romântico de toda a série, mesmo quando todo o seu histórico com mulheres provaria o contrário. Fica a curiosidade sobre como esse casal irá construir seu relacionamento, que já é bastante conturbado. Aliás, apenas por curiosidade, como Chuck poderia estar se formando se desde a morte de seu pai não freqüentava mais o colégio?

Com isso terminamos a temporada na expectativa de que muitas coisas novas nos sejam apresentadas na próxima temporada. Além da chegada de Scott, o filho perdido de Lily e Rufus, e a busca de Serena por seu pai, podemos esperar que outros novos personagens nos sejam apresentados, ou seja, os novos amigos e inimigos dos nossos queridos personagens agora nessa nova etapa em suas vidas, na faculdade. Ou alguém tem alguma dúvida de que eles vão continuar a conspirar uns contra os outros na próxima temporada?

Nota: 9.7


Greek (2.18) – Divine Secrets & ZBZ Sisterhood

Maio 31, 2009

snapshot200905292314591 O título é bem apropiado para Rusty, pois segredos não são nada divinos e nunca podem ser considerados como segredos, pois sua sinceridade sempre fala mais alto. Fato que levou Andy a sair da fraternidade, pois este não conseguia lidar com a situação atual. Rusty Spiter para Rusty Dush Move (por causa de seu beijo com Jordan, namorada de seu Little Brother). Além das provocações na casa e o tratamento distante de Cappie, ele tem que fazer serviço comunitário, por causa da invasão no campus quando ele e Andy foram devolver um dos itens roubados. Foi interessante descobrir o real motivo de Cappie levar tão a sério o “Dush Move” de Rusty, algo do passado parece vir a tona. Rusty desesperadamente tenta descobrir algo para fazer com que Cappie volte a confiar nele. Durante uma de suas atividades comunitárias, ele descobri o símbolo de uma sociedade secreta, a Amphora. Buscando mais informações, ele a relaciona com uma antiga obsessão de seu brother Cappie em descobrir o verdadeiro esconderijo dos membros da sociedade. Com a ajuda de Dale, convence-o a ajudar, mas este somente concorda em doar seu material vasto de pesquisa, coletado ao longo dos anos.

No reduto das ZBZ, Ash deixou a casa nos comandos de Casey, pois viajara com Fisher. Inesperadamente quatro ex-ZBZs e agora atuais IKIs aparecem emplorando para voltarem, mas Casey segue seus instintos e não as aceita, mesmo com Becca opinando para aceitá-las e assim se vingar de Frannie, porém mesmo assim, de forma sensata não mistura os fatos e joga limpo. Pude perceber, mesmo que por uma fração de segundo que Frannie estava acuada, mas logo após vemos a boa e velha Evil Frannie destilando veneno. Becca e a questão de ser ou não ser lésbica foi muito precipitada, porém com seu primeiro encontro, ela defetivamente descobre que vê Robin como uma ótima amiga e não como uma amiga com benefícios.

A relação de Evan e Cappie sempre mostrou-se desgastada e prejudicada, tudo isto graças aos sentimentos de ambos por Casey na época. Gostei de vê-los interagindo novamente, quando ambos são capturados pela Amphora. Todo aquele estilo meio Skulls & Bones, famosa sociedade de Yale e a voz inigmática do líder do grupo, tornou o momento misterioso também muito engraçado. Cappie sempre foge a regra e recusa beber o líquido do batismo dos novos membros, pois nunca permitiria estar num lugar que também acha Evan qualificado e de confiança. O triângulo amoroso do passado versus Triângulo amoroso do presente: Andy é o novo Evan, Jordan é a nova Casey e Rusty é o novo Cappie. Fiquei surpresa e decepcionada com Cappie quando ele confessa que ele foi um verdadeiro idiota de não ter levado em consideração os sentimentos de seu amigo e mesmo assim ficou com Casey. Sempre gostei da forma em que Cappie e Rusty construiram sua amizade e é extremamente sincero quando confessa que viu e gostou primeiro de Jordan, mas não agiu no tempo certo para conquistá-la. Só não gostei que Cap  não confessou que ele era o verdadeiro Dush e não Evan. Cappie reflete sobre essa conversa e coincidentemente é capturado novamente pela Amphora, dessa vez por que Evan pediu para darem uma segunda chance, pois nada mais justo eles planejaram esse momento juntos por anos, celando a união que eles possuiam. Baixar a guarda  foi muito bom para os dois, revelando verdades e pedindo desculpas pelos erros de ambos.

Nota: 9,2