Estará Charlie de volta a Lost? [act]

Junho 5, 2009

sem-titulo1Surgiu alguns minutos atrás um rumor no Ausiello Files de que o Charlie Pace pode voltar a Lost. Isso porque Dominic Monaghan, actor que deu vida ao personagens durante três temporadas, participou no último vídeo promocional lançado pela ABC. Courteney Cox-Arquette, Ed O’Neill e Patrick Dempsey, que fizeram companhia a Monaghan num jogo de matraquilhos nesse vídeo, são todas estrelas da emissora e é no mínimo curioso o facto dele também estar presente.

Uma fonte da ABC disse que existem muitos talentos no vídeo promocional e que isso não deve indicar, necessariamente, o regresso de Dominic ao elenco de Lost. Contudo, o representante do actor disse que nunca se sabe e que devemos ficar atentos para saber a resposta. Já um porta-voz da ABC recusou falar sobre o assunto.No vídeo, podemos ver que a resposta de Charlie dá quando o Derek diz que ele é um homem morto é ‘Na verdade, eu ESTAVA’.

Será que esta é apenas uma forma de publicitar as suas séries e gerar burburinho pela Internet fora, ou é mesmo um indício que o Charlie Pace voltará à série que volta para a sua última temporada em Janeiro de 2010? Isso eu não sei, mas caso o tempo tenha sido mesmo alterados, todos os mortos de Lost podem voltar, logo nada é impossível. Contudo, custa-me a acreditar que iriam colocar um spoiler desses em vídeos que estão a sair meses antes do começo da série. Resta esperar para ver!

Enquanto isso, podem conferir o tal vídeo promocional:

Actualização: Ao que parece, a verdadeira razão pela qual o Dominic está no vídeo é porque vai entrar para o elenco de uma nova série.

Anúncios

Lista: Séries desconhecidas a não perder!

Junho 5, 2009

bb2

O mercado da televisão tem uma vasta oferta. Todos os anos, estreiam nos Estados Unidos dezenas de séries, para todos os gostos e idades, mas será que aquelas que são as mais vistas são, necessariamente, as melhores? Mas é claro que não! Audiência não significa qualidade e muito menos o facto de uma série ter sucesso ou não ter a ver com a história que ela apresenta. Um dos exemplos mais recentes disso é The Mentalist (eu sei que a série tem qualidade, mas não passa de mais um policial). Portanto, nesta lista vou falar de cinco séries que valem muito a pena serem vistas, séries estas que até podem ter boas críticas, mas não são muito famosas como tantas outras.

bb

Apesar de uma primeira temporada curta, Breaking Bad foi uma série que apenas se destacou e ficou conhecida quando o seu protagonista, Bryan Cranston, ganhou o Emmy do ano passado. Vinda do mesmo canal de Mad Men, AMC, esta série é do mesmo criador de The X-Files e conta a história de um homem que descobre que tem cancro de pulmão. Walter, o doente, junta-se a Jesse (um antigo aluno seu de química) para começarem a fabricar droga, de modo a conseguir o dinheiro necessário para a família se sustentar após a sua morte. Eu terminei exactamente hoje de ver a segunda época e desejo profundamente que o Cranston seja nomeado outra vez para o Emmy, assim como a série em si. Além de muito drama, o humor negro que Breaking Bad transmite só melhora a minha opinião sobre a mesma.

aliens

Passando do humor negro para aquele mais descontraido, nada melhor que vos apresentar Aliens in America. Protagonizada por Dan Byrd (Heroes), os dezoito episódios da primeira e única temporada exploram a relação entre o Justin e o Raja, um adolescente americano e um estudante de intercâmbio muçulmano. A CW teve a infeliz decisão de cancelar a série após as audiências não serem tão boas como esperadas, mas fica uma boa recordação daquilo que foi mostrado. O elenco era bem competente e cada episódio trazia situações engraçadíssimas e com uma crítica ao povo americano. Se ainda não conhecem a série, podem começar a ver pois não se vão arrepender! Aliens in America, na minha opinião, ficará rotulada como a melhor comédia da temporada 2007/08!

losted

Qualquer fã de Lost não pode deixar de ver esta paródia da série! Num estilo South Park, LOSTed é composto por quatro episódio de aproximadamente dez minutos cada um. É durante este tempo que finalmente alguns mistérios da série ainda não revelados são desvendados, como a escolha definitiva de Kate e novas informações sobre Walt. Em meia hora conseguem ver o primeiro conjunto de episódio e tenho a certeza que vão gostar! Ainda não encontrei a tradução dos mesmos, mas o inglês falado é muito fácil de se perceber, pois está naqueles balões de banda desenhada. Quem quiser ver esta série animada pode visitar a página do Portal de Séries onde estão disponíveis todos os episódios para download. Os meus parabéns aos criadores desta maravilha caseira, Guy Sahaf e Chen Feller.

samurai

Samurai Girl é uma minissérie de seis partes que foi ao ar em inícios de Setembro na ABC Family. Não me lembro o que me fez ver a série naquela altura, mas lembro-me muito bem que simplesmente adorei. Tendo um pouco de todos os géneros, seja comédia, drama, mistério ou aventura, a verdade é que este foi um dos melhores produtos apresentados pela ABC Family até hoje. A história gira em torno de Heaven, uma jovem asiática que se vai casar por interesse. Contudo, no dia do seu casamento, a festa é invadida por ninjas que acabam por matar o seu irmão. Destroçada, Heaven jura vingança e é em Jake, o melhor amigo do irmão, que ganha forças para cumprir o que prometeu. No que ao início apenas parecia ser uma simples organização ninja, a conspiração é o tema que ganha logo destaque. Para qualquer lado que olhe, Heaven vê amigos e inimigos, pessoas em quem pode confiar e outras nem tanto!

middle

Por último, mais uma série deste ano que foi injustamente cancelada. Tal como Samurai Girl, The Middleman foi trazida a público pela ABC Family, depois de ver o projecto ser rejeitado anteriormente. Wendy é uma rapariga que acaba de ser despedida, mas não vai ficar sem trabalho por muito tempo. Com a chegada de Middleman à sua vida, Wendy dá uma volta de 180 graus e começa a caçar os mais diversos vilões da banda desenhada. Com uma escrita simples e divertida, esta série de doze episódios faz-nos lembrar, com os seus efeitos especiais e caracterização das personagens, as séries do género da nossa infância. Para quem quiser ver a série, pode fazer download da mesma no site de downloads IsLifeCorp.


Estreias TVP: CSI (T1) na FOX Crime

Junho 5, 2009

csi

A equipa forense que conquistou audiências em todo o mundo chega ao canal hoje, a partir das 21h30, com a estreia da série ‘CSI: Crime Sob Investigação’ dia 05 de Junho. Esta série, cuja emissão vai ocorrer em episódio triplo, vem preencher as noites de sexta-feira, em substituição dos especiais de programação apelidados de ‘Crimes Exemplares’. Juntamente com ‘CSI Miami: Crime Sob Investigação’, vem completar a oferta da grelha de programação do FOX Crime, destinada a este género de séries.

‘CSI: Crime Sob Investigação’ segue os casos de uma equipa de investigadores forenses treinados para resolverem casos de homicídio através da análise de provas. Limpar a cena do crime, recolher provas irrefutáveis e encontrar as peças que faltam no jogo, é o dia-a-dia desta equipa que tenta resolver todos os mistérios por detrás dos crimes.

Gil Grissom (William Petersen), supervisor de turno, é o líder da equipa de investigação no Crime Lab de Las Vegas e especialista em estudos e análise de insectos. Com ele, trabalham Catherine Willows (Marg Helgenberger), uma excelente profissional e mãe solteira com um passado investigado e uma filha adolescente da qual tem de cuidar sozinha; Warrick Brown (Gary Dourdan), um minucioso investigador que no passado teve problemas com o jogo; Nick Stokes (George Eads), o investigador mais sentimentalista da equipa, que através das suas próprias experiências sente uma empatia pelas vítimas; Greg Sanders (Eric Szmanda), o louco e novato “cientista” que se torna investigador de campo; e, Sara Sidle (Jorja Fox), a seguidora e eternamente apaixonada por Gil Grissom.

Para além dos membros centrais da equipa, há também outros elementos que trabalham em conjunto com este laboratório: o capitão Jim Brass (Paul Guilfoyle), antigo chefe de polícia, que foi designado para o departamento de homicídios; o Dr. Albert Robbins (Robert David Hall), super experiente e profissional médico analista e o seu assistente David Phillips (David Berman); e, David Hodges (Wallace Langham), técnico de laboratório especializado em localizar e analisar as mais estranhas substâncias.

Do criador Anthony E. Zuiker, ‘CSI: Crime Sob Investigação’ é uma produção da CBS Paramount Network Television em associação com Jerry Bruckheimer Televison e tem como produtores executivos Jerry Bruckheimer, Jonathan Littman, Carol Mendelsohn, Cynthia Chvatal, William Petersen, Anthony E. Zuiker, Ann Donahue, Naren Shankar.

Título Original: ‘CSI: Crime Scene Investigation’
Género: Crime / Investigação / Drama
Episódios: 23 episódios de aproximadamente 45 minutos
Autor: Anthony E. Zuiker
Elenco: Marg Helgenberger, George Eads, Paul Guilfoyle, Eric Szmanda, William Petersen, Robert David Hall, Gary Dourdan, Jorja Fox, David Berman, Wallace Langham
Produtores Executivos: Jerry Bruckheimer, Jonathan Littman, Carol Mendelsohn, Cynthia Chvatal, William Petersen, Anthony E. Zuiker, Ann Donahue, Naren Shankar
Produção: CBS Paramount Network Television em associação com Jerry Bruckheimer Televison
Prémios: Nomeação para 6 Golden Globes. Mais 39 vitórias e 89 nomeações.

ESTREIA: Sexta-feira, dia 05 de Junho, a partir das 21h30 (três episódios)
Emissão: Sextas-feiras, a partir das 21h30 (três episódios)
Repetição: Sábados, a partir das 18h45 (três episódios) e Sábados e Domingos, às 13h30 e sextas-feiras, às 15h30 (um episódio em cada horário)


Estreias TVP: Smallville (T8) na FOX Next

Junho 5, 2009

smallville

A oitava temporada de ‘Smallville’ estreia no FOX Next hoje, dia 05 de Junho, às 18h40. O emblemático super-herói está de volta para uma temporada cheia de acção e efeitos especias de eleição. Com uma abordagem realista às questões porque passam todos os adolescentes, ‘Smallville’ reinventa o caminho, desde as suas raízes, que levou Clark Kent a transformar-se no Super-Homem.

Há 17 anos, uma chuva de meteoritos arranhou os céus, causando alguns estragos nas propriedades dos discretos habitantes de Smallville, no Kansas. Por entre as cinzas emergiu Clark Kent (Tom Welling), cuja transição da infância para a idade adulta foi particularmente difícil, devido à adaptação aos seus incríveis super-poderes.

‘Smallville’ entra na sua oitava temporada com algumas mudanças no elenco e quatro novos showrunners, mas isto não impediu a série de continuar a explorar facetas interessantes da mitologia do super homem. Esta temporada põe, finalmente, Clark no caminho para se tornar a lenda dos super heróis, começando com a sua mudança para Metropolis e o seu trabalho no Daily Planet. Com o Lex Luthor (Michael Rosenbaum) fora do caminho, Clark vai ter de enfrentar novos vilões, Tess Mercer (Cassidy Freeman) e Doomsday que provam estar somente interessados em alcançar os seus objectivos a qualquer custo. Doomsday, o alien monstruoso, é um dos mais notórios vilões das histórias do Super Homem e tem o título de ser o único a conseguir matar o nosso herói. Doomsday chega a Metropolis encarnado em David Bloome, um charmoso paramédico com um passado negro e que vai ser interpretado pelo actor da série ‘Battlestar Galáctica’ (também exibida no FOX Next), Sam Witwer. A interpretação do papel de Doomsday na sua figura original de monstro vai estar a cargo do actor Dario Delacio.

Agora, com o novo rumo dado à acção principal, a série aparece reinventada e revigorada, deixando transparecer que poderá continuar a sua história durante mais algumas temporadas.

Dos criadores Alfred Gough e Miles Millar e com Diane Frolov e Andrew Schneider como produtores executivos, ‘Smallville’ é uma produção da Warner Bros. Television.

Título Original: ‘Smallville’
Género: Drama / Sci-fi
Episódios: 20 episódios de 54 minutos
Autores: Alfred Gough e Miles Millar
Elenco: Tom Welling, Allison Mack, Erica Durance, Sam Witwer, Justin Hartley e Aaron Ashmore
Produtores Executivos: Diane Frolov e Andrew Schneider
Produção: Warner Bros. Television
Prémios: Vencedora de 3 Emmy Awards, outras 24 vitórias e 100 nomeações

ESTREIA: Sexta-feira, dia 05 de Junho, às 18h40
Emissão: Segundas-feiras a sextas-feiras, às 18h40
Repetição: Segundas-feiras a sextas-feiras, às 00h30, Sábados das 09h00 às 12h45


Harper's Island (1.07) – Thrack, Splack, Sizzle

Junho 5, 2009

snapshot20090605132254Este review demorou mais tempo a sair porque, imaginem só, pensava eu que já estava publicado. À medida que a temporada se vai encaminhando, até chegarmos ao revelador final, os episódios de Harper’s Island estão a ficar cada vez mais interessantes. Arrisco mesmo a dizer que cada um tem sido melhor que o seu antecessor, ou seja, a série está a ter um crescimento notável! ‘Thrack, Splack, Sizzle’ explorou tanto o presente como o passado, dando uma visão melhor do que aconteceu à sete anos atrás, no dia fatídico!

Começaram as buscas e as suspeitas e com os preparativos da saída da ilha, estes convidados estão a ficar atormentados com tudo o que está a acontecer. Finalmente percebem que ninguém está a salvo e apesar pensarem quem é o assassino, o medo e o mistério está sempre presente. O Malcolm é descoberta quando os amigos vêm o dinheiro dentro da mochila, mas pouco depois acaba por ser a próxima vítima. Agora resta saber se foi uma vingança pessoal que esteja relacionada com o Booth ou é apenas mais uma pessoa a cair nas graças do serial killer.

Entretanto, a busca pelo JD continua e Henry não descansa enquanto não apanhar o irmão. É mais que óbvio que o JD não é aquele que está a matar essa gente toda (e neste momento, não desconfio de ninguém em pessoal), mas só o telepesctador pensa assim… até um certo momento. A Abby recebe uma visita inesperada daquele homem desfigurado (que ficámos a saber quem era através dos flashbacks), e a inocência do irmão de Henry é tema de conversa entre ambos. Contudo, também o Xerife é posto ao barulho como uma pessoa não confiável. Eu sabia que ele estava a esconder qualquer coisa.

Falta saber agora se é apenas a questão da ida do Wakefield para a ilha que ele esconde. Ao que parece, todas as mortes que aconteceram há sete anos atrás aconteceram por causa de um amor não correspondido entre o assassino e a mãe de Abby. Continuo a não perceber o porquê de não terem mostrado a cara do Wakefield nos flashbacks (pois o actor que está nas fotos dos jornais é conhecido – O Leoben de Battlestar Galactica), mas talvez isso tenha acontecido porque naquela altura havia dois assassinos, mas não me parece que a série vá tanto por esse caminho.

Resumindo, foi um bom episódio onde umas questões ficaram respondidas e outras foram criadas. Com o desaparecimento de Madison, será que os convidados terão a mesma vontade de sair da ilha o mais rápido possível? Está a ser muito divertido acompanhar Harper’s Island, que apesar dos evidentes erros (ainda não deram por falta daquela que tinha o cachorro!), é bem boa de se ver.

Nota: 8,9