Nurse Jackie (1.01) – Pilot

nurse-jackie-edie-falco

Estreia mais uma série médica, desta vez na Showtime, que nos apresenta a enfermeira Jackie. Nesta série o foco não são os médicos mas sim os enfermeiros muitas vezes esquecidos na maioria das séries médicas. Nursie Jackie conta no elenco com actores como Edie Falco como Jackie, Peter Facinelli como Dr. Coop, Laura Harris como Chloe, entre muitos outros. O episódio tem início com Jackie a drogar-se, esta sofre de dores nas costas e recorre às drogas nomeadamente à oxicodona, um opiáceo. Onde é que eu já vi um personagem principal com uma mente brilhante, com dores fortes drogar-se? Relativamente ao primeiro caso clínico com que nos deparamos, trata-se de um jovem rapaz que sofre um acidente e apesar de Jackie exigir uma tomografia devia à hemorragia detectado no ouvido, o Dr. Coop não acede ao seu pedido, acabando o doente por falecer.

A relação entre Jackie e Coop não parece que vá ser fácil mas a sua picardia é interessante e gostei bastante das cenas em que apareceram juntos. Jackie decide então que apesar de não ter feito tudo o que estava ao seu alcance a morte do paciente não terá sido em vão e resolve doar os seus órgãos informando a família que este era doador. Um novo caso é nos apresentado trata-se de um rapaz que apresenta queimaduras nos órgãos genitais devido a uma vela. Outro caso é relativo a uma prostituta que foi violentamente esfaqueada, esta apenas conseguiu retirar a orelha do agressor que se trata do secretário da embaixada do Líbano, apresentando por isso imunidade diplomática. A namorada do rapaz falecido, Beth, aparece no hospital, grávida, desamparada e sem dinheiro.

Jackie que gosta de fazer justiça com as próprias mãos resolve retirar o dinheiro do embaixador e doa-lo a Beth. Mas o castigo dado ao secretário não fica por aqui, Jackie resolve deitar a sua orelha sanita abaixo. E como se trata de uma série da Showtime não podia faltar uma cena de sexo não é verdade? Aparentemente Jackie tem um caso amoroso com um colega, até aqui tudo normal, mas no fim do episódio apercebemo-nos que esta tem uma família que para além das duas filhas é composta também por um marido. Nurse Jackie apresentou um bom piloto, não se focando demasiado nos casos médicos, apresentando-nos diferentes casos com rápida resolução. As personagens parecem bastante interessantes de acompanhar e Jackie consegue puxar pelos espectadores. A série tem bastante potencial, gostei bastante do narrar de Jackie no inicio e no fim da série, pois sempre gostei disso em Grey’s Anatomy.

Nota: 8,8

0 respostas a Nurse Jackie (1.01) – Pilot

  1. pelo q li, a série que te referes a comparações de protagonista é house, ne? Bem, eu não sei se vou ver esta série pois tenho medo que caia numa série tipica de caso da semana, mas caso continue a ter boas notas aqui no portal, provavelmente verei. dsfdasdfs

    • João diz:

      Não considero de forma alguma que esta série tenha semelhanças com o House.
      Essa seria a Mental..

      Achei esta série muito inovadora e interessante, gostei🙂

    • Filipa C diz:

      Concordo com o João. Também não achei que a série tivesse qualquer semelhança com House e, pelo que vi do piloto e li na internet, a série vai se focar essencialmente na vida da Jackie e não em casos da semana.

      No geral gostei do que vi e é uma série a acompanhar.

      • Eu, como ainda não vi nurse jackie, só falei em house conforme o review (“Onde é que eu já vi um personagem principal com uma mente brilhante, com dores fortes drogar-se?”), por isso é q me lembrei de house. mas se a personagem for assim como está descrita, tem sim a suas parecenças. mas isso existe em quase todas as séries, hj em dia é preciso muita criatividade pra criar uma personagem principal que não lembre a ninguem. mas são opiniões, e ainda bem que existem opiniões difrentes.

  2. Lucas diz:

    Gosteii muito do piloto da série… vi ontem a noite e tb acho que a série tem grande potencial!
    Quanto a comparação com HOUSE é algo que tenho visto bastante por aí,!

  3. Ora bem sendo eu a autora da frase, sim comparei Jackie a House devido à sua dependencia em drogas devido à dor crónica, nd mais até porque como eu disse foram-nos apresentados vários casos ao longo do episódio de rápida resolução, ao contrário de house que passa o episódio só com um paciente e a resolução aparece no fim. Qnt a mental tem si as suas semelhanças, foca-se essencialmente num caso clinico principal, tal como house Jack Gallegher apresenta métodos poucos ortodoxos embora em diferentes aspectos. Qnt a comparações é isso. A série tem bastante potencial e estreou-se com um bom piloto, aconselho a darem uma chance à série.

  4. Tiago Duarte diz:

    Esta série tem o nome de The Sopranos associada a ela, isso diz muito do que poderá ser o argumento desta, ninguém escreveu melhor que the Sopranos , portanto existe aqui muito, muito talento

  5. Uma estreia com numeros maravilhosos que já valeu uma renovação para uma segunda temporada com apenas um episódio exibido. Já bateu records.

  6. O episódio foi muito bom, e promete muito no futuro. A narração é excelente, lembrando-me um pouco de Burn Notice e de Dexter. E, agora com ela renovada, esperemos que os episódios seguintes venham dar razão a esta aposta da Showtime.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: