Saiba quem são os (péssimos) nomeados aos Teen Choice Awards 2009

Junho 17, 2009

sophia_bush_2008_teen_choice_awards_2.0.0.0x0.660x489Como já vem sendo habitual todos os anos, os Teen Choice Awards voltam mais uma vez com os seus nomeados digamos… diferentes. Eu sei que é normal escolheres a Miley Cyrus ou os Jonas Brothers como melhores actores, mas não acham que é uma falta de respeito colocarem eles na mesma posição que o Steve Carell ou a Eva Longoria? Na minha opinião, os Teen Choice Awards são completamente inúteis para a indústria americana e se querem criar uma votação direccionada aos adolescentes, ao menos que escolham bem os candidatos. Porquê o Tom Welling ao invés do Sam Witwer? E se estes prémios são actuais, como é que temos o Michael Rosembaum nomeado este ano se ele nem sequer participou na oitava temporada de Smallville? E na categoria Melhor actriz de série drama, eles não quereriam dizer, talvez, actriz mais bonita (sim, porque das cinco, apenas a Summer Glau é que se destacou mesmo… como actriz)? Deveria também haver uma categoria apenas para Gossip Girl e Heroes, não?! A cerimónia que vai ser transmitida pela FOX nos Estados Unidos vai ser apresentada pelos cantores Jonas Brothers no dia 10 de Agosto. Enfim, vamos aos nomeados…

Série de Drama

90210
Gossip Girl
Grey’s Anatomy
House
The Secret Life of the American Teenager

Série de Acção e Aventura

24
Heroes
Lost
Smallville
Terminator: The Sarah Connor Chronicles

Série de Comédia

Hannah Montana
How I Met Your Mother
iCarly
The Office
Ugly Betty

Série de Animação

American Dad
Family Guy
The Simpsons
South Park
SpongeBob SquarePants

Actor de Série Drama

Penn Badgley por Gossip Girl
Ken Baumann por The Secret Life of the American Teenager
Chace Crawford por Gossip Girl
Joshua Jackson por Fringe
Dustin Milligan por 90210

Actriz de Série Drama

Minka Kelly por Friday Night Lights
Blake Lively por Gossip Girl
Leighton Meester por Gossip Girl
Olivia Wilde por House
Shailene Woodley por The Secret Life of the American Teenager

Actor de Série de Acção ou Aventura

Thomas Dekker por Terminator: The Sarah Connor Chronicles
Matthew Fox por Lost
Josh Holloway por Lost
Milo Ventimiglia por Heroes
Tom Welling por Smallville

Actriz de Série de Acção e Aventura

Kristen Bell por Heroes
Summer Glau por Terminator: The Sarah Connor Chronicles
Kristen Kreuk por Smallville
Ali Larter por Heroes
Hayden Panettiere por Heroes

Actor de Série Comédia

Steve Carell por The Office
Neil Patrick Harris por How I Met Your Mother
Jonas Brothers por JONAS
Charlie Sheen por Two and a Half Men
Jerry Trainor por iCarly

Actriz de Série Comédia

Miranda Cosgrove por iCarly
Miley Cyrus por Hannah Montana
America Ferrera por Ugly Betty
Jenna Fisher por The Office
Eva Longoria Parker por Desperate Housewives

Série Revelação

90210
Fringe
Glee
JONAS
The Secret Life of the American Teenager

Actriz Revelação

Demi Lovato por Sonny with a Chance
AnnaLynne McCord por 90210
Lea Michele por Glee
Chelsea Staub por JONAS
Anna Torv por Fringe

Actor Revelação

Frankie Jonas por JONAS
Daren Kagasoff por The Secret Life of the American Teenager
Danny McBride por Eastbound & Down
Cory Monteith por Glee
Tristan Wilds por 90210

Melhor Vilão

Spencer Pratt por The Hills
Zachary Quinto por Heroes
Michael Rosenbaum por Smallville
Ed Westwick por Gossip Girl
Vanessa Williams por Ugly Betty

Melhor Parceiro de Herói

Jake T. Austin por Wizards of Waverly Place
Allison Mack por Smallville
Jennette McCurdy por iCarly
Emily Osment por Hannah Montana
Michael Urie por Ugly Betty

Melhores Pais da TV

Billy Ray Cyrus por Hannah Montana
Rob Estes e Lori Loughlin por 90210
Tony Plana por Ugly Betty
Molly Ringwald e Mark Derwin por The Secret Life of the American Teenager
Matthew Settle por Gossip Girl


Escolhida a actriz que vai interpretar Quinn, a irmã da Haley em One Tree Hill

Junho 17, 2009

Sem títuloSempre cheio de novidades exclusivas, é mais uma vez o Ausiello que nos trás informações fresquinhas acerca de One Tree Hill. Depois de terem achado Robert Buckley, de Lipstick Jungle, para interpretar Clayton (manager desportivo de Nathan), chega a vez de Quinn ganhar também uma actriz. Shantel VanSanten foi a escolhida para esse papel que, de certa forma, espera-se que substitua a falta que o casal Lucas e Peyton farão.

Quinn irá ser uma das irmãs mais velhas de Haley que chega a Tree Hill para algo novo. Esta é uma das três novas personagens regulares da série nesta nova temporada que estreia no dia 14 de Setembro na CW. Quinn junta-se a Haley, Brooke, Nathan, Julian e Alex, esta última sem actriz escolhida ainda. VanSanten poderá ser vista no remake de Final Destination, depois de uma trilogia com relativo sucesso.


Decidido destino de George em Grey's Anatomy

Junho 17, 2009

6a00d8341bf6c153ef0115702a1609970c-800wiNas últimas semanas, desde o excelente final de temporada de Grey’s Anatomy, têm surgido muitos rumores acerca da continuação de T.R. Knight e Katherine Heigl como George e Izzie, respectivamente. Quando a saída de Knight foi dada como certa, Shonda Rhimes, a criadora da série, tratou logo de desmentir tudo e disse que isso não passava de apenas um rumor (sempre achei a Shonda um pouco arrogante, pelo menos das entrevistas que eu vejo é essa a impressão que dá). Hoje, o Ausiello tratou de divulgar o destino que aguarda George e é aquele mais esperado: a morte.

Fontes da ABC contaram ao colunista que ele está mesmo de saída, mas para haver uma conclusão na sua história, Rhimes queria que ele estivesse presente nos primeiros três episódios da temporada. A criadora ainda diz que a falta de protagonista que deu a ele nesta temporada foi propositada (desculpas…) para que o impacto final (o facto dele ser o John Doe) fosse maior. Mas o que é que tem a ver uma coisa com a outra? Enfim! Quando os rumores de que George poderia ser interpretado por outro actor depois de uma cirurgia plástica chegaram aos ouvidos dela, “hilariante e ridículo’ foram dois adjectivos usados pela mesma para descrever a situação.

Quando à continuação da Izzie, ainda nada se sabe, mas o provável é que ela sobreviva, já que deixaram morrer um. Mas isso só descobriremos no dia 24 de Setembro, dia esse em que estreia a sexta e muito aguardada temporada.


FOX lança vídeo promocional da sexta temporada de House

Junho 17, 2009

Dr House Cartoon_800

Já com saudades do médico mais sarcástico à face da Terra? Sim? Não? Talvez? E que tal matar as saudades dos primeiros, deixar os segundos com algumas e aos terceiros…os terceiros que vejam o vídeo, para ver se ficam com algumas mais. O primeiro vídeo da sexta temporada foi libertado, apesar da série só começar a 21 de Setembro, com um episódio duplo, segundo informações da Fox. Apesar do vídeo não trazer nada de novo, pois é mais uma maneira da Fox de promover a repetição da série no verão do que um vídeo promocional, dá para relembrar o que foi a quinta e conhecer o que ficou pendente, para aqueles que não se lembram.


'Twin Peaks' de volta?

Junho 17, 2009

Sem títuloDepois de terem trazido Futurama para mais 26 episódios, seis anos após o cancelamento, chega a vez de Twin Peaks, série de cultos dos anos 90, ter também a oportunidade de voltar a brilhar. Kyle MacLachalan, o Orson de Desperate Housewives, foi uma das personagens principais da série da ABC na década passada e em entrevista ao Contactmusic disse, com todas as letras, que pretende trazer a série de volta: ‘Eu tenho esta ideia maluca de trazer Twin Peaks na Internet com webisódios de cinco minutos cada’.

MacLachalan disse ainda que é pouco provável que David Linch, criador da série original, faça parte deste projecto caso ande para a frente, pois neste momento ele está ocupado com outros assuntos. Estaria Kyle a tentar abandonar Desperate Housewives para concretizar esse projecto? O actor ainda disse que nunca foi abordado para fazer uma participação especial no filme de ‘Sex and the City’, de modo a dar vida pela segunda vez a Trey MacDougal.

Twin Peaks esteve na ABC de 1990 a 1991, com apenas duas temporada, e posteriormente num filme que foi lançado em 1992: ‘Twin Peaks – Fire With Me’. Confesso que esta série desperta-me muita curiosidade, visto que eu adoro mistério e suspense bem abordado.


So You Think You Can Dance (5.06/07) – Top 20

Junho 17, 2009

so_you_think_you_can_danceEste é o primeiro reality show que eu me aventuro a escrever reviews semanais. Já tinha pensado em fazer isso com Survivor, mas como no início de 2009 estava cheio de trabalho já para fazer, deixei de lado. A quinta temporada de So You Think You Can Dance é a primeira que eu vejo, por recomendação da Mary Barros, autora dos reviews de Brothers and Sisters, Glee, Kyle XY e Greek. A parte de escolher os melhores das seis cidades já passou e agora está na hora de enfrentar aqueles que vão decidir quem é o próximo grande daçarino dos Estados Unidos: o público. Numa apreciação global do que aconteceu nesse Top 20, estava à espera de algo mais convencional, mas acabei por me surpreender pela positiva. Vamos ver agora como tudo corre para os dezoito restantes e é já amanhã que descobriremos quem serão os próximos dois eliminados. Mas enquanto esse dia não chega, vamos lá comentar o que aconteceu na semana passada…

1

Tem como não dizer que a noite abriu em grande? Estes dois concorrentes dançaram algo com tanta química que mesmo se enganassem, nós não daríamos por isso. Não é novidade para ninguém que o rapaz é um dos favoritos do público para esta temporada, mas a rapariga não lhe ficou nada atrás, por isso ambos completaram-se, parecia até que estava a ser contada uma história, com princípio, meio e fim. Em segundo lugar, temos uma performance que não agradou assim tanto. Eu sei que ele cumpriram o seu papel, mas tenho que ser justo e em termos de comparação, não acho que tiveram no mesmo grau de eficiência que os outros dois casais do bloco. Contudo, a asiática é uma das minhas favoritas para chegar ao final e espero que ela consiga. Por fim, este casal de jovens surpreendeu-me pela positiva e isso porque não tiveram muito destaque (pelo menos é a impressão com que fiquei) nas audições. Achei muito injusto o facto de eles terem sido um dos três menos votados.

2

Neste segundo bloco, começamos com uma música conhecida a todos aqueles que viram o ‘Slumdog Millionaire’. Também gostei muito do espectáculo que eles deram, principalmente da parte em que ela faz o pino, demonstrando uma grande capacidade de equilíbrio. Depois temos o Tony e a Paris, os dois eliminados da noite. Na minha opinião, eles foram muito prejudicados com o estilo que lhes foi dado, e apesar de terem dançado bem, não foi o suficiente. Falarei um pouco mais deles dois abaixo, quando for para comentar o Top 18. Em terceiro lugar, temos algo que me suscita alguma dúvida. Apesar de ser um casal com que eu simpatizo bastante e que parecem ter excelentes personalidades, não acho que foram assim tão bons quanto poderiam ser. Mais uma vez, também acho que podem ter sido prejudicados pela dança que lhes foi escolhida. Para terminar este bloco, temos o Brandon mais a sua parceira que cumpriram para o que foram, mas não surpreenderam como outros casais. Acho que a opinião da Mia ainda não mudou.

3

A última actuação da noite foi, numa primeira impressão, razoável. Contudo, quando revi a samba deles, a minha opinião mudou e gostei mais, sendo uma das minhas favoritas da noite. Também é um casal que me surpreendeu pela positiva, mais ele do que ela (pois ela já tinha mostrado que sabia dançar, mas ele nem me lembrava de onde ele vinha), por isso acho os elogios e gritos da júri muito justos. Depois temos a actuação que menos gostei da noite, e quando digo actuação, não estou a dizer que eles tenham dançado mal. Apenas acho que o facto de eles terem tido esse estilo para mostrarem ao público foi puro azar e tenho quase a certeza que muita gente concorda comigo. Mas é importante dizer mais uma vez que não estou a desmerecer o talento do casal, mas sim a má escolha da dança. Para completar o Top 20 desta temporada, temos mais um casal cheio de personalidade e humilde (pelo menos é essa a percepção que eu tenho) que também surpreendeu pela positiva. Sendo qualquer sombra de dúvidas, uma das melhores, senão a melhor, performances da noite.

4

E para terminar este review, vou comentar o episódio 5.07, pois não faria sentido fazer um novo artigo quando tivemos apenas poucas actuações. Apesar de gostar muito do Top 20, não tem como negar que esta actuação de Hip-Hop não foi surpreendente como deveria ser, logo a escolha do júri não foi injusta. De todos os que foram menos votados, Paris e Tony são aqueles que menos conseguiram, até mesmo no ‘Dance For Your Lives’. O que não me agradou nada foi ver o terceiro casal do primeiro bloco de imagens nos três menos votados, mas quem decide é o público americano e quanto a isso não podemos fazer nada. Vamos ver agora como tudo corre para a semana e espero que o programa continue a trazer aquilo que é necessário: boa dança!


Greek (2.22) – At World’s End

Junho 17, 2009

snapshot20090616201558-300x169Resolvi fazer o resumo da temporada junto com o episódio final, pois teria mais sentido fazer isto neste momento. Escrevo sobre cada um dos personagens, exemplificando seu papel, trilhando sua jornada. Vocês devem lembrar que fiz um comentário a dois reviews atrás, dizendo que iria justificar quando o season finale chegasse. Pois bem, a hora é essa. Quando li um comentário sobre a série no site Teleséries, pude realmente entender por completo o que  ela simboliza. Greek retrata de forma diferente o universo teen, mostrando situações que podemos facilmente nos identificar. Coloca na ficção um fragmento da realidade, humana e crua como ela é, sem superficialismos, falsas pretensões, maneirismos e moralismos. O canal Universal intitula em seus comerciais aqui no Brasil a série como ” Sexo, Livros e Rock n’ Roll” mas me arrisco a dizer que ela vai além disto, deixando plena satisfação em conseguir mudar 100% opinião.

Dale representa a convicção: Sua crença, valores e compromissos colocados a prova em seu relacionamento com a Sheila, que por sinal que casal mais excêntrico que rendeu até hoje momentos muito cômicos. A pureza confrontada pela sexualidade é mostrada de uma maneira sútil e nada apelativa.

Calvin representa a insegurança: Dificuldade de encarrar e aceitar suas vontades, evitando a possibilidade de ter algo a mais com Grant. Aliás conseguiram unir ele ao Dale de uma forma tão especial, pois nitidamente eles identificam que precisar evitar a tentação. Momento que rendeu a marcante cena em que que Dale veste Calvin com o anel da pureza ou compromisso. Mesmo assim, eles encaram seus medos e vivem o último dia na terra com as pessoas que eles querem.

Evan representa a submissão: Provada pelo status de ser um Chamber. Um peixe inexperiente num mar de tubarões, incapaz de lidar com o investimento colocado sobre ele. Como era de se esperar, mesmo que tardeamente, consegue visualizar que precisa ser mais ele mesmo . O Evan que reativou a amizade com Cappie, o Evan que admite seu erro e que se vee um pouco em Rebeca, devido as suas histórias de vida parecidas. O Evan que deve buscar serr mais Evan do que Chambers.

Frannie representa o desiqulíbrio: Odiada, conseguiu afastar tudo e todos ao seu redor, consquistando através de meio desleais suas aquisições. Chantageou e manipulou, mas finalmente percebeu que entrou num ciclo vicioso no qual nunca conseguiria sair, a não ser que admitisse seus erros. Viveu a sombra das ZBZ, especialmente de Casey(sua ex-melhor amiga). Criou uma fraternidade própria que por fim só trouxe fracassos e humilhações. Conseguiu se redimir somente no momento de sua despedida definitiva do campus. Talvez agora ela trilhe seu verdadeiro caminho e consiga mostrar uma Frannie mais humana.

Rusty representa a escolha: Não é a primeira vez que ele questiona seu papel como: aluno, membro da fraternidade, namorado e amigo. A vida definitivamente é feita de escolhas e nem sempre conseguimos alinhar tudo. Rusty encarou um fracasso na prova, fazendo-o buscar um conselheiro acadêmico para orientá-lo sobre suas decisões. Escolher ir a festa do fim do mundo ou  ficar estudando. Escolher acompanhar sua namorada na festa ou ficar estudando. Entçao que decidi o agora, colocando-se ao lado de sua amada e de todos seus queridos amigos.

Max representa a perda: Caral ideal, prestativo, presente e dedicado. Tipicamente o geek adorável que toda garota gostaria de ter por perto, realmente gostaria é a palavra correta. Sempre pareceu disposto a manter o namoro com Casey, mesmo que as vezes esteve muito a frente do que ela. Abriu mão de seus sonhos, fez escolhas difíceis. Sabemos que ouvir a famosa frase ” You’re the perfect guy, but you’re not the perfect guy for me”, deve detonar o coração de qualquer pessoa, ainda mais depois de tudo que escolheu viver. Provou-se verdadeiramente que eles nunca estiveram na mesma página, pois quando ela tem de abrir mão de algo, ela abre mão de seu  relacionamento com ele , pois nunca conseguiria sentir o que ela sentiu, sente e sentirá pelo Cappie.

Rebecca representa a descoberta: Impulsiva, marcou presença no campus através de atos polêmicos, visando sempre modificar sua reputação de filha de senador. Foi traidora, vilã, megera, agente dupla, dócil, comilona, atrapalhada e uma série de outras coisas. Sentiu-se perdida, sem perspectivas sobre quem era, o que queria e o que iria fazer. Enfrentou uma fase de auto-conhecimento, que por sinal foi abordada de uma forma muito singela e interessante, revelando que decidiu sair com uma garota não por simples confusão mental ou por estar na moda ” I Kissed A Girl” mas por que estava a procura de um novo sentido em sua vida, uma busca consigo mesma, ver no espelho a Rebecca e  não a Rebecca,  filinha do Senador.

Ashleigh representa o equlíbrio: Sorrateiramente entrego a ela grande parte do mérito deste excelente episódio, pois graciosamente a atriz Amber Stevens consegue mostrar por que é a melhor amiga da protagonista . Por vezes ela parecer aquela personagem fútil, mas pelo contrário, ela é a pessoa mais sensata de toda a CRU. Ela enfrenta uma possível expulsão do campus, devido o incidente com a explosão de cerveja no carro das IKI e Omega Chi. Sozinha, é julgada por um erro que não cometeu e mesmo assim enfrenta  Evil-Frannie, quando achavamos que ela já podia considerar-se derrotada. Sua clareza de palavras fez com que Frannie avaliasse suas atitudes fracassadas em tentar tornar IKI a melhor fraternidade do campus. Destronada com a verdade, decidi retirar as queixas contra Ash. Novamente, a balança Ash aconselha Calvin a encarar os fatos e parar de fugir de Grant, seu roomate. Sua participação não termina aqui, pois é ela que consegue fazer um certo casal enxergar certas coisas. São delas as frases mais cômicas: “You make lists now?” ” Who are you? Joey Potter?” “Or maybe you’re the “F “letter” ” Yeah, Felicity” “Go Felicity, tough if up”. Novamente Greek consegue citações incríveis, sem soar esteriotipado.

Casey & Cappie representa o destino: Quando falei acima sobre quem escolheriamos estar ao lado caso o fim do mundo chegasse ficou evidente quem estava falando isto. Casey encara os fatos sobre o que senti por Cappie e assumi querer estar com ele no tempo atual e até no fim dos tempos. Cappie é o pivó do segundo triângulo amoroso da vida de Casey. Determinados momentos não pode mais lutar contra o destino. Cappie é Casey e Casey é Cappie. Racionalismos a parte, encaro como natural a atitude dele em frear a situação, por nitida insegurança e medo de falhar novamente. Achei lindo quando ele tenta salvá-la da situação constrangedora do armário, pois Max vê a cena e pensa no pior, mas Cappie assume toda a culpa, dizendo não ter superado Casey e que desleamente tenta sempre forçar uma situação com ela. Devastada, Casey encara a possibilidade da solidão e Cappie reflete sobre o que aconteceu naquela noite. Fechamos uma promissora temporada com mais um incrível prova de amizade de Ash, agindo como um verdadeiro cupido/anjo da guarda que sobrevoa sobre a consciência de Cappie, confronta-o com a seguinte frase ” It’s the end of the world Cappie, what you gonna do?”

Nota: 10,0