Blake Lively quer Brad Pitt em Gossip Girl

Julho 4, 2009

Sem títuloBlake Lively admitiu que quer Brad Pitt em Gossip Girl para interpretar o seu pai no pequeno ecrã.

A actriz, que dá vida a Serena van der Woodsen na série teen do canal americano The CW, disse ao E!Online que o actor de Inglourious Basterds seria mais que bem vindo caso tivesse o papel.

Connor Paolo (Eric, irmão de Serena) acrescentou: “Nós estamos a perguntar desde o início que seria o nosso pai, portanto será bom descobrir. Eu diria que Christopher Walken faria um óptimo pai, um excelente patriarca van der Woodsen. Eu acho que a química dele com a minha mãe (Lily) seria excelente. Vou apostar nele, ou então no Jack Nicholson.”

No final da segunda temporada, Serena esteve a tentar descobrir onde estava (e quem era) o seu pai, que nunca foi visto na série. A sua primeira aparição deve ser feita quando a série estrear em Setembro.


So You Think You Can Dance (5.10/11) – Top 16

Julho 4, 2009

so_you_think_you_can_danceEste é o primeiro reality show que eu me aventuro a escrever reviews semanais. Já tinha pensado em fazer isso com Survivor, mas como no início de 2009 estava cheio de trabalho já para fazer, deixei de lado. A quinta temporada de So You Think You Can Dance é a primeira que eu vejo, por recomendação da Mary Barros, autora dos reviews de Brothers and Sisters, Glee, Kyle XY e Greek. A parte de escolher os melhores das seis cidades já passou e agora está na hora de enfrentar aqueles que vão decidir quem é o próximo grande dançarino dos Estados Unidos: o público. Numa apreciação geral deste Top 16, achei que foi bem mediano comparado com as duas galas anteriores. O review só pode ter sido publicado hoje porque estive de viagem e, como é óbvio, viagens são para descansar e não ‘trabalhar’. Esperemos que o do Top 14 não demore assim tanto tempo, mas não prometo nada.

d3

Em primeiro lugar, temos o Phillip e a Jeanine, um dos meus casais favoritos, como já disse anteriormente. Gostei muito da dança deles e achei as críticas menos positivas do júri um pouco injustas, mas felizmente o público não foi pela opinião do júri e acabaram por não fazer parte dos três menos votados. O salto do sofá, o visual da Jeanine e a química entre os dois fazem desta dança uma das melhores da noite. Enquanto que a deles é uma das melhores, a performance da Caitlin e do Jason foi má! Eu não gosto muito desse casal, parece que não se identificam-se muito um com o outro, por isso espero que sejam dos próximos a saírem. E pelos vistos não sou o único a achar isso, pois estiveram entre os três menos votados pelo público. Já o Evan e a Randi continuam a surpreender pela positiva e, neste momento, é o casal que eu torço para que ganhe o programa. A ‘dança do rabo’ foi absolutamente divertida e provocante, características que combinam muito bem com o casal. Por fim, o Kupono e a Kayla também são dos casais que eu menos gosto e não consegui encontrar química nenhuma entre os dois, ou seja, discordo a cem por cento da opinião do júri.

d2

Nesse segundo bloco de concorrentes, começamos com o Brandon e a Janette, que mesmo sendo um casal que eu detesto, tenho plena consciência que eles dançam bem. A força de ambos é espantosa e eles só ficam prejudicados, a meu ver, pela sua personalidade de casal convencido e com ar de superioridade. Está mais que na altura de levarem um susto por parte do público e fazerem parte do Top 3 menos votados. Melissa e Ade continuam a mostrar o porquê de serem dos casais mais humilde da competição. A sua dança não foi particularmente excelente, mas a forma como eles interagem um com o outro é fenomenal. Jonathan e Karla, depois de um Top 18 muito bom, acabam por desiludir um pouco nessa performance. Concordei com o júri quando eles disseram que ambos foram fracos a interpretar o bad boy/ bad girl que era necessário para a dança ter mais impacto. Por fim, Asuka e Vitolio também tiveram uma semana anterior melhor que esta em questão. A dança teve os seus bons momentos, mas nada mais que isso.

d1

O Top 3 dos menos votados era mais que esperado e as expulsão foram justas, apesar de eu pensar que a Karla era a que ia sair. Não há muito mais a dizer, por isso, espero por vocês no review do Top 14 (que ainda não vi).


Friday Night Lights – Terceira Temporada (2008)

Julho 4, 2009

friday-night-lights-season3-promos-4Bom, como muitos por aqui já sabem, Friday Night Lights é minha grande paixão no mundo das séries, não desprezando outras que aprecio muito também, mas FNL é especial. Quando falo na série só me vêm elogios na mente. E sua terceira temporada com apenas13 episódios então, o que falar? Magnífica, os episódios foram de bons a ótimos. Eu até arisco dizer que foi uma temporada sem tropeços, impecável.

Com emocionantes despedidas, grandes personagens deram adeus a série, Smash e Jason Street. O primeiro conseguiu bolsa em uma universidade e Street conseguiu um emprego em NY para ficar ao lado da mulher e de seu filho. Foi também último ano de escola para Tim, Matt, Tyra e Lyla. Vimos estes em seus caminhos para chegar à faculdade. Claro que alguns com mais vontade que outros. Tyra se dedicou até o último episódio para conseguir sua bolsa, Lyla quando achava que tudo já era certo ficou sabendo que seu pai tinha gastado todo seu fundo da faculdade. Matt ficou entre a universidade e sua avó e Tim Riggs preferiria qualquer coisa antes de ter de ir para a faculdade.

Também tivemos novos personagens na série, a família McCoy, estes apareceram muito bem, conseguiram espaço na história sem tirar o brilho dos outros personagens, e foram causadores de conflitos também, e o principal deles acabou tirando o emprego de técnico dos Phanters de Eric Taylor.

A série permaneceu na corda bamba por muito tempo, no renova ou não foram meses de angustia acompanhando a audiência da série para ver se esta se salvava. E então para surpresa geral apareceu à renovação para mais duas temporadas. É bom demais…


Passatempo FOX Life: Ganha DVDs de 'Anatomia de Grey'

Julho 4, 2009

AnatomiaGrey_passatempo_TOPO_949x292

A 5.ª temporada de ‘Anatomia de Grey’ está a chegar ao fim, mas não sem antes que a FOX Life lhe dê a oportunidade de rever a 3ª e 4ª temporada em DVD. Participe e ganhe duas temporadas da série que lhe conta as histórias e vivências do hospital de Seatle Grace.

Como participar?

Para participar cada indivíduo deverá enviar um e-mail para o endereço passatempos@fox.pt com o seguinte Assunto/Subject: PASSATEMPO FOX LIFE ANATOMIA DE GREY, revelando a personagem de Anatomia de Grey com que mais se identifica (independentemente de ser homem ou mulher) e justificando o porquê, através de um texto criativo com um máximo de 50 palavras, fornecendo igualmente os seguintes elementos de identificação: nome, endereço de e-mail, localidade de residência e contacto telefónico.

Serão apenas consideradas para o presente passatempo as participações válidas de acordo com o presente Regulamento.

Serão escolhidas as 10 frases mais originais.

(Para ver o regulamento, clique aqui.)

Quais são os prémios?

Cada vencedor recebe um pack de DVDs da série Anatomia de Grey, composto pela 3ª e 4ª temporada.

Os prémios têm obrigatoriamente de ser levantados nas instalações da FOX International Channels Portugal, sita na Rua Braamcamp, n.º 84, R/C Esq., 1250-052 Lisboa) até ao dia 3 de Agosto de 2009, durante os dias úteis, entre as 10h e as 13h e as 14h e 18h.

Os vencedores serão contactados entre os dias 20 e 21 de Julho de 2009.

VISITE A PÁGINA DO PASSATEMPO AQUI!

BOA SORTE A TODOS


True Blood (2.03) – Scratches

Julho 4, 2009

snapshot20090704114401Depois de uma semana de férias, aqui volto eu ao activo no Portal de Séries. Como eu não tinha Internet que pudesse fazer downloads, só ontem de madrugada é que pude ver o episódio, e que grande episódio! True Blood costuma guardar o melhor para os finais, mas o início de ‘Scratches’ foi melhor que qualquer final desta temporada. Sookie e Bill têm uma discussão bem acesa por causa da ida dela com Jessica à casa dos pais e quando esta sai do carro, encontram-se com uma estranha criatura que a ataca ferozmente nas costas. Desesperado, Bill leva-a para a Fangtasia, e é nada mais, nada menos, Eric que a salva. As cenas em que a curandeira trata as costas dela são brutais, do melhor que a série e a HBO podem mostrar.

Bill fica em dívida para com o Eric e já se mostra mais receptivo com a ideia da Sookie ir para Dallas tentar encontrar o Godrick. Mas o xerife não esperava era que a Sookie fosse encontrar o Lafayette no porão e exigisse a liberdade dele (e mais 10 mil dólares) em troca do ‘pequeno’ favor. Ainda bem que o Bill vai com ela, pois gosto muito da química entre os dois e iria ser mau vê-los separados por vários episódios. Aquela empregada do bar é tão burra, mas tão burra, que chega a ser absurdamente divertida. Será que o Eric e os seus dois ‘companheiros de serviço’ vão tratar-lhe da saúde? Espero que não, até porque simpatizo com esse tipo de personagens: secundários mas únicos.

Já a história do Jason começa também a crescer aos poucos. Depois de contar a verdade sobre a sua namorada e o vampiro que mataram, a sua reputação na Irmandade da Luz não voltará a ser a mesma. A Sarah revela ao Jason que passou por algo parecido mas desde que a sua irmã desapareceu, criou esse ódio mortal pelos vampiros. Era bom que essas histórias começassem a se interligar com as de Lousiana ou Dallas. Por exemplo, podiam fazer com que o assassino da irmã da Sarah seja o Godrick sendo que a Irmandade, ao querer vingar-se dele, é que o mantém preso. E aí já haveria uma espécie de disputa entre Sookie e o irmão. Precisamos é de interacção!

Aos poucos e poucos, a história da Maryann começa a ser desvendada. O porco está extremamente relacionado com ela, pois pelo que vimos neste episódio e também na primeira temporada (quando a Tara quase a atropelou), dá para perceber que este é um animal importante. Por falar na Tara, finalmente ela começa a abrir os olhos e ver o que acontece à sua volta, e a mudança para a casa da Sookie não deve estar longe. Já Sam começa a ter uma história, depois de dois episódios que demonstraram um personagem mais aborrecida do que na primeira temporada. O final do episódio teve dois momentos que me fizeram pensar: (1) o facto do cão não ir para a água é estranho, porque o porco é o único mamífero que não sabe nada e (2) as cicatrizes da empregada do bar foram transferidas das costas da Sookie para ela ou a empregada também já foi atacada?

Nota: 9,1


Dexter (1.02) – Corcodile [FOX PT]

Julho 4, 2009

DexterMais calmo que o anterior, Corcodile é o primeiro episódio que nos trás a excelente abertura de Dexter. Com uma abertura simples, mas que consegue transmitir a ideia da série. Vemos o ritual matinal de uma pessoa normal, ou melhor, que tenta transmitir normalidade com uma característica principal: A fixação pelo sangue. Haverá melhor metáfora para a série?

Como estava a dizer, Corcodile é um episódio mais lento que o anterior. Uma coisa que nós, como espectadores, nós vamos habituar é o desenvolvimento da acção em Dexter: muito lenta. Mas deu para ir juntando algumas peças ao assassino, agora já denominado “The Ice Truck Killer”. A agulha do palheiro de Miami foi descoberta, o bilhete de passagem de Deb para a divisão dos homicídios foi comprado: o camião do assassino é encontrado com uma prenda lá dentro: 5 dedos. 5 dedos pintados, como a boneca de Dexter. O assassino está a tentar impressioná-lo. E Dexter está a gostar. Já sabe que as suas actividades extra-curriculares estão em perigo, mas ainda não percebeu verdadeiramente esse perigo. Está mais entusiasmado e admirado do que com medo.

De resto, o episódio foi-se desenvolvendo em 3 plataformas. A primeira plataforma é a morte de um polícia que andava a investigar um cartel de droga. Esta morte afecta todos os elementos dentro da esquadra de Miami, e juram vingança a Guerrero. E a ânsia de vingança fica maior quando a mulher do polícia é atacada, deixada à porta da morta. Esta narrativa foi-se preenchendo, só se vendo as consequências no episódio seguinte. Mas deu para ver que Guerrero tem ligações, e que deixa o trabalho sujo para outros. E que Doakes tem um incentivo especial, pois dormia com mulher do polícia morto, esta agora também morto.

A segunda plataforma do episódio é o novo alvo de Dexter. Um alcoólico que se diz sóbrio a mais de um ano é acusado de atropelar um miúdo e fugir, sem prestar ajuda. Com muita artimanha e sendo uma pessoa que já conhece o sistema, consegue fugir, mas Dexter não dorme. Dexter mantêm o seu instinto, e repõem o equilíbrio do mundo. Dexter, o justiceiro, volta atacar outra vez, deixando os corpos nas águas de Miami.Dexter1

Quanto a terceira plataforma, restringe-se a vida de Dexter como irmão e companheiro. Como irmão temos a ajuda sempre presente com Deb, que agora está radiante da vida, mas não a nível amoroso. Como companheiro, está pacientemente a espera que chegue o momento (que ele quer que seja longínquo) que a sua namorada, Rita, esteja preparada para largar os medos e deitar-se aos seus braços. O andamento é lento, mas Dexter gosta-se que o comboio estivesse parado.

Uma última nota: Aquela cena final da banheira é fantástica. É outro aliciante para ver a série, ver Michael C.Hall a fazer de Dexter, um serial killer sem emoções. Fantástico.

Nota: 8,2