Hung (1.01) – Pilot

Julho 5, 2009

Hung posterQuando ouvi a primeira notícia de que a HBO estaria produzindo uma comédia sobre um homem que planejava ganhar dinheiro vendendo seu…. bem, pênis, logo me veio à mente o tipo de série que a emissora de True Blood e Sex and the City gostaria de fazer: sua própria versão de Californication, protagonizada por David Duchovny (The X-files), na emissora rival, Showtime, e que apesar de não tratar de prostituição, tem como foco as aventuras sexuais de seu protagonista.

Com isso, ficou difícil assistir o piloto de Hung – que por acaso significa algo como “bem dotado” – sem fazer comparações com Californication. Porém não demorou muito para que as duas séries mostrassem suas diferenças. A princípio poderíamos dizer que Ray Dracker – interpretado por Thomas Jane (The Punisher) – é muito parecido com Hank Moody. Os dois são homens fracassados, que falharam não apenas com suas esposas, mas também levam um relacionamento difícil com seus filhos. Mas as semelhanças acabam aí. Ao contrário de Hank, Ray não é um sucesso entre as mulheres, muito menos tem um emprego que lhe renda prestígio, ao contrário, está afundado em dívidas por ganhar pouco como técnico de um time de basquete de uma escola de Detroit. Além disso, falta a Ray algo que sobra em Hank, ou seja, autoestima e esse estilo despreocupado de viver a vida.

Ray não decidiu vender seu corpo por diversão, e muito menos está orgulhoso por decidir se prostituir para pagar suas dívidas. Ele é um completo fracasso, daqueles personagens que chegam a nos dar pena por terem uma vida tão ruim. E apenas esse fato já é o suficiente para nos fazer querer ver os próximos episódios da série, para descobrir como a vida desse personagem irá mudar, assim como sua personalidade, devido à sua nova profissão.

Porém a série não se limitará a explorar apenas Ray. Ao redor do personagem, há outros personagens que prometem boas histórias . Primeiro temos sua família. Além dos filhos, ambos adolescentes incompreendidos pelo pai, temos sua ex-esposa Jessica – Anne Heche, saindo da cancelada Men In Trees para cair na HBO –, quem Ray provavelmente tentará reconquistar durante a temporada, e se acontecer será mais uma semelhança com Californication, e Tanya (Jane Adams), uma poeta com quem Ray teve encontros casuais, e a responsável por lhe dar a ideia que move toda a série enquanto soltava os cachorros em cima do personagem por considerá-lo cafajeste. Bem, não vamos defendê-lo, Ray realmente não é um completo santo, e os primeiros minutos da série – em que arranja uma desculpa para não ter que assistir à partida de seu próprio time prova muito bem isso. Sobre Tanya ainda há algo muito importante a ser dito: é justamente a mulher que servirá de cafetão de Ray, nos deixando curiosos sobre como essa dupla irá se relacionar nos próximos episódios, ou mesmo que tipo de clientes Tanya irá arranjar para seu sócio e também affair.

Com o passar dos episódios, espero ver muitas cenas cômicas envolvendo Ray e suas clientes, baseados na inexperiência do personagem na profissão e obviamente nas clientes loucas que devem aparecer por aí. Porém, também é provável que justamente esse tipo de situação traga mais semelhanças para Hung com relação à Californication, colocando a série em perigo de se tornar apenas uma cópia da divertida e descompromissada série da Showtime. Mas isso já é assunto para o episódio 1.02, que vai ao ar hoje, inclusive. Vamos esperar e ver que rumo a série irá tomar para depois comentarmos.

Para finalizar, destaco a minha surpresa com relação a duas coisas nesse episódio piloto: primeiro, a quase ausência de nudez, contrariando tudo o que poderíamos pensar de uma série que trata sobre sexo. Foi uma estratégia elegante, visto que a série não precisou de nenhuma vulgaridade para conquistar a atenção, mas fica difícil acreditar que será sempre assim, ainda mais falando de uma série da HBO, famosa pelas cenas picantes que insere em suas produções. O segundo ponto a se destacar é a excelente abertura da série, que juntou uma boa música, com cenas de uma Detroit nublada e em decadência, e o próprio protagonista, deixando peças de roupa por onde passava, para acabar no lago de sua própria e velha casa. Apenas a abertura já é o suficiente para nos deixar no clima da série, está aí mais um seriado bem produzido pela HBO. Agora é torcer para que vire sucesso.

Nota: 8.6


Qual a personagem mais sexy da televisão? Vota no Top 16!

Julho 5, 2009

int

Depois de uma conversa entre o Aguerra e eu, Filipa, uma ideia para uma nova lista surgiu “E que tal enriquecer os olhos dos novos visitantes?” Para tal decidimos em conjunto com o Marco disputar uma luta, muito saudável por sinal, entre os sex symbols presentes na televisão americana. A escolha não foi fácil, resumir a beleza presente na TV americana a 16 personagens não é tarefa fácil, tal como nas outras listas tudo depende muito do gosto pessoal de cada um, há quem goste de loiras outros preferem as morenas, há quem ache um homem bem musculado charmoso, há quem os considere armários, mas certamente na lista encontrarão um ou uma que fará regalar os olhos e captar a atenção.

O Marco e o Aguerra trataram de produzir a lista das mulheres mais sexys da televisão enquanto a mim coube me elaborar a lista dos sex symbols. Muitos se queixarão que alguns/ algumas foram esquecidos mas seleccionar apenas 16 no mundo de milhares não é fácil e ainda temos de ter em conta as séries que cada um vê. Divirtam-se e votem nas vossas preferências.

O concurso consistirá numa série de eliminatórias, entre as quais haverá um confronto entre dois “concorrentes”. Em cada ronda, que terá a duração de quatro dias, metade dos escolhidos ficará para trás, até chegarmos a uma final. Cada pessoa poderá votar tanto nas mulheres, como nos homens, mas unicamente num ( a ) de cada dupla. Abaixo tem o quadro das votações que vos vai ajudar a perceber melhor como funciona. Têm até às 23h59 do dia de sexta para votarem no Top 16. No sábado será anunciado o Top 8 de cada sexo. Esperemos que gostem, que ganha a mulher e o homem mais bonitos das séries.

TOP 16 MULHERES

s1

[poll id=”24″]

s1

[poll id=”25″]

s1

[poll id=”26″]

s1

[poll id=”27″]

s1

[poll id=”28″]

s1

[poll id=”29″]

s1

[poll id=”30″]

s1

[poll id=”31″]

Untitled-1

TOP 16 HOMENS

s1

[poll id=”32″]

s1

[poll id=”33″]

s1

[poll id=”34″]

s1

[poll id=”35″]

s1

[poll id=”36″]

s1

[poll id=”37″]

s1

[poll id=”38″]

s1

[poll id=”39″]

Untitled-1

ESTA É UMA LISTA IDEALIZADA POR FILIPA SILVA E ANTÓNIO GUERRA E FORMATADA POR MARCO BRAGA E MARCIA SILVA.


Dexter (1.03) – Popping Cherry [FOX PT]

Julho 5, 2009

Dexter4Melhor que o anterior, este episódio de Dexter consegue trazer mais umas quantas peças sobre o desenrolar da temporada. Para mim, que estou a rever a série, torna-se fantástico ver as pequenas peças a encaixarem-se, a ver as histórias a introduzirem-se com uma simplicidade extrema, ver tudo a desenrolar para a foz, onde, no décimo segundo episódio, verão para que foi este trabalhinho todo (Ah! E já agora, esta metáfora da água não é inocente. Quando chegar a altura vocês vão perceber).

Mas depois tem-se o lado negro da medalha (outra referência nada inocente). O de ter-se de escolher informações, sem dar spoilers dos próximos episódios. Espero que, após este terceiro review, isto tenha acontecido, comentando unicamente o episódio (estes parêntesis são micro-spoilers, para vos deixar a pensar). Mas vamos ao que interessa.

The Ice Truck Killer volta a atacar, ou melhor, finaliza o seu ataque. Os dedos que chegaram anteriormente à polícia tiveram direito a um corpo, agora em pleno ringue de gelo, numa tentativa de mostrar a sua obra a toda a cidade de Miami. E Dexter está cada vez mais entusiasmado. Quem não fica nada entusiasmado é o guarda-nocturno, que anda desaparecido e, ainda por cima, com a alcunha de The Ice Truck Killer por cima. Claro que um assassino como este, que até agora não deixou a mínima prova para a polícia (pois deixou para Dexter), se deixe apanhar numa cassete, e ainda por cima a deixa-se em cima da mesa de casa. Tudo muito óbvio, tudo muito simples, tudo muito errado. Deb ainda muda a direcção a tempo, após recolher informações na sua antiga “profissão”.

Quem regressou ao terror do passado foi Rita. O seu marido está (?) preso, mas a sua sombra continua a assombra-la. Agora foi um antigo fornecedor, que lhe leva o carro. Dexter continua muito paciente, algo que, para Rita, é de admirar. Dexter continua a apoia-la, a ajuda-la, e um destes exemplos é a chegada do carro. Dexter é mais chefe de família que namorado, e é nestas águas que nada bem. Vamos ver como se dá quando Rita decidir avançar com a relação.

Quanto ao resto do episódio, foi focado num Dexter adolescente. Um assassino que se tornou assim devido à violação que sofreu, e que agora está a matar rapazes atrás de rapazes. Dexter decide por um travão a isso, e esta situação mostra-nos a primeira morte de Dexter. Uma enfermeira, que era do mesmo estilo que ele, mas que não matava com uma faca, mas sim com morfina. A morte da enfermeira levou o seu pai a viver mais um ano. E Dexter ganhou mais um folgo na sua vida.

Para acabar, que isto já vai longo para um episódio, falemos de Doakes. O polícia, com a sua cede de vingança, comete um acto irreflectido, que poderá pagar caro. Guerrero vai começar a andar atrás de Doakes, e este parece que tem sentença de morte (mais cedo ou mais tarde…outro comentário nada inocente).

Nota: 8,7


Mega Passatempo – Semana 1

Julho 5, 2009

simpsons4thE começou! A corrida para os passatempos do Portal estão abertos, estando na disputa, nesta primeira semana, a primeira temporada de Brothers and Sisters, a quarta temporada da série de Bart e Companhia, The Simpsons, e, se não bastasse, o novo livro da colecção que deu origem a True Blood, sendo intitulado de Dívida de Sangue. Os dvd’s são uma oferta da Fox de Portugal, que disponibilizou ainda as duas primeiras temporadas de Bones, a serem sorteadas na próxima semana, e a quarta temporada de Lost, a ser sorteada na semana seguinte ao passatempo de Bones. Para além disso, os livros Dívida de Sangue resultam também de uma parceria do Portal com a editora Saída de Emergência, que também disponibilizou outros dois, que serão sorteados com os dois outros passatempos que existirão.

E o que têm de fazer para ganharem estes fantásticos prémios. Nada de difícil, só e necessário ter um pouco de imaginação. Imagina que Brothers and Sisters e True Blood juntavam-se para um episódio (crossover). Explica como seria esse episódio! Se tiverem o texto mais imaginativo, ganham os prémios para esta primeira semana.

O concurso decorrerá de 5 a 11 de Julho, durante os quais puderam enviar os textos para mfcbraga@hotmail.com. Unicamente participantes de Portugal (Portugal Continental e Ilhas) poderão participar, sendo excluídos qualquer participante de outro país.

Agradeço as patrocinadoras acima mencionadas, e, para os visitantes, boa sorte!