Som e Fúria – Primeira Semana (1.01-1.04)

dante-felipe-camargo

Quando vi, na semana passada, o anúncio da minissérie “Som & Fúria”, já sabia que teria um novo programa de qualidade para ver no canal aberto brasileiro — afinal, sabe-se que as melhores produções da Rede Globo são, justamente, as minisséries. E depois, quando percebi que era um projeto desenvolvido pelo diretor Fernando Meirelles, que dirige alguns episódios da série, percebi que além de uma minissérie de qualidade, a produção era simplesmente imperdível.

Foi assim que acompanhei a estreia de “Som & Fúria”, na última terça-feira, com a expectativa alta, e não me decepcionei. Adaptada por Fernando Meirelles a partir de uma série de tv canadense premiadíssima — chamada “Slings and Arrows” —, a comédia conta a história de Dante (Felipe Camargo), um diretor de teatro decadente, considerado louco por muitos, e expulso do próprio espaço onde ensaiava com sua trupe de atores, por não pagar o aluguel do lugar.

Quando tudo parecia o fim, ou como Dante gostaria de dizer “quando o fio estava prestes a se partir”, a morte de seu ex-rival, o famoso diretor de teatro Oliveira (Pedro Paulo Rangel) lhe trás tudo o que ele menos gostaria de receber naquele momento: o título de Diretor Artístico Interino do Teatro Municipal, que no programa é palco de peças enfadonhas, pouco criativas, voltadas apenas para afagar o ego de seus diretores e atores e, é claro, trazer imensos lucros aos seus investidores.

Contra sua vontade, Dante assume o teatro e precisa, como primeira tarefa, escolher quem substituirá Oliveira na direção da próxima adaptação de Hamlet. Eis então que surge mais um personagem do passado, mais um homem detestado por Dante, Oswald Thomas (Antonio Fragoso), um homem afetado e altamente influenciado pela cultura norte-americana e hollywoodiana, baby, mandando e desmandando em Hamlet, o transformando em um grande show pirotécnico, algo que faria o próprio Shakespeare se revirar no túmulo.

Além de Oswald, Dante encontra ainda outros fantasmas de seu passado. Primeiro, seu ex-amor de juventude, muito malresolvido por sinal, Elen, viviva por Andréa Beltrão, uma atriz que integra o elenco de Hamlet; e, literalmente, um outro fantasma, o espírito de Oliveira, que faz aparições sempre divertidas, questionando a vida após a morte e colocando um sempre irritado Dante em situações delicadas, que só fazem aumentar os rumores de sua insanidade.

Outros personagens também tornam o roteiro de “Som & Fúria” ainda mais completo. Como Jaques (Daniel Oliveira), um galã de TV com pouco talento, que decide fazer teatro para ganhar mais status em sua profissão, mas que acaba encontrando um novo motivo para embarcar em Hamlet, quando começa a se envolver com Kátia (Maria Flor), uma atriz ainda nova na profissão, em busca de sua grande chance. Ou mesmo os “vilões” da trama: Graça (Regina Cazé) e Ricardo (Dan Stulbach), que ambicionam assumir a diretoria da Companhia para montagem espetáculos da Broadway no lugar das peças clássicas da antiguidade.

E é assim que “Som & Fúria” se desenvolve, sempre abusando do humor com um texto inteligente e explorando ao máximo a potencialidade de seus atores — Felipe Camargo está imperdível como Dante. Até mesmo nos aspectos técnicos a série está no nível das produções norte-americanas, com excelente direção, fotografia, trilha sonora e edição.

E para os mais atentos, há ainda algumas surpresas: nessa primeira semana, vimos a divertidíssima participação da dupla de “Tangos e Tragédias”, que cantam o tema de abertura da minissérie, como os sujeitos encarregados de preparar o corpo de Oliveira para o enterro. Além disso, o próprio Fernando Meirelles fez uma pequena aparição, como figurante, na cena em que Dante decide contratar Oswald Thomas para dirigir Hamlet. E o famoso “casal” das antigas propagandas da Brastemp fazem também dois atores, que ironizam tudo o que veem acontecer ao seu redor.

E vem mais por aí, no site oficial da produção, podemos ver que ainda devem aparecer na série Rodrigo Santoro (Lost, 300) e a atriz conhecida das novelas brasileiras, Débora Falabella. Será que eles vão aparecer na segunda semana? Será que Jaques se sairá bem como Hamlet? Será que a estreia será um sucesso? É o que vamos descobrir nessa segunda semana de “Som & Fúria”. Aguardem os comentários dos próximos episódios.

Nota: 9.8

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: