24 – Sétima Temporada (2009)

766px-Season7Cast

Sem dúvidas essa 7ª temporada de 24 Horas se tornou no mínimo épica em minha opinião. Toda a expectativa criada durante quase 2 anos de espera, já que a ordem de exibição da temporada foi prejudicada pela greve dos roteiristas, e justamente pelo fato da série ter ficado tanto tempo fora do ar, os produtores estavam bastante receosos pela receptividade que ela teria aos olhos do público, mas todo o tempo de espera foi recompensado com uma das melhores, se não a melhor, temporada de todos os tempos de 24 Horas. Ainda vale ressaltar que o telefilme 24: Redemption foi muito importante para o começo da temporada porque abordou personagens importantes para o começo da trama, como foram o Coronel Dubaku (Hakeem Kae-Kazin) e o General Juma (Tony Todd), que acabaram organizando o maior feito terrorista da história da série até então, que foi a invasão das dependências da Casa Branca e tomar como refém a Presidente Allison Taylor (Cherryl Jones), provocando assim um impacto muito grande nos fãs porque até então, na história dos presidenciáveis de 24 Horas e todos os atos terroristas tomados contra eles, incluindo desde ataque biológicos até mesmo a queda do “Air Force 1”, invadir a Casa Branca foi com certeza o ato mais astuto e relevante que os produtores da série já fizeram até hoje.

Por falar em coisas chocantes, os produtores fizeram um ótimo trabalho em tornar esse o pior dia da vida de Jack Bauer (Kiefer Sutherland). Quando Jack se viu obrigado a voltar para os EUA ele estava disposto a pagar por todos os pecados cometidos durante o período em que trabalhou para a CTU, mas não foi bem isso que aconteceu quando a Agente Renee Walker (Annie Wersching) o chamou para ajudar com uma ameaça terrorista no qual o responsável era seu “falecido melhor amigo” Tony Almeida (Carlos Bernard). Acontece que Tony estava trabalhando, até então disfarçadamente, com Chloe (Mary Lynn Rajskub) e Bill (James Morrison) para evitar que os ataques terroristas organizados naquele dia fizessem mais vitimas e de certa forma conseguiu isso, só que por um preço muito alto para Jack. Nesse dia simplesmente ele descobriu que Tony estava vivo, assistiu a morte de seu amigo Bill durante a invasão à Casa Branca para evitar que Juma conseguisse finalizar seus planos, acabou sendo contaminado por um vírus que seria lançado sobre a população e já bastante debilitado fisicamente ainda teve um reencontro emocionante com Kim (Elisha Cuthbert), que até aquela altura não havia revelado que vivia com seu marido Stephen (Paul Wesley) e que agora Jack era avô da pequena Teri. Sem ter a chance de vê-lo aproveitar desses momentos em família novamente, Kim terminou a temporada bastante disposta a realizar o tratamento para que pudesse salvar a vida de Jack e terem mais uma chance juntos.

Falando em família reunida, infelizmente a família da Presidente Taylor não seguiu o mesmo rumo nessa temporada. Ocupando um cargo que requer bastante de si, ela viu sua família se despedaçar quando seu filho Roger (Eric Lively) morreu devido as investigações sobre os atos obscuros que estavam acontecendo durante a administração de sua mãe. O laudo alegou que Roger cometeu suicídio, mas Henry Taylor (Colm Feore) nunca acreditou nessa versão e sempre buscou a verdade sobre o que aconteceu. Foi por causa disso que ele acabou levando um tiro e preocupou bastante sua esposa e sua filha, a rancorosa e sorrateira Olívia Taylor (Sprague Grayden), que se afastou do convívio de sua família após a morte de Roger e de prejudicar a campanha de sua mãe ainda durante a corrida presidencial, conforme Ethan Kanin (Bob Gunton) revelou durante a temporada. O temperamento e as reais intenções de Olívia começaram a aparecer desde o primeiro reencontro entre ela e Ethan, que para evitar mais problemas para a presidente, e sua amiga pessoal, resolveu deixar o cargo de Chefe de Gabinete, assumido posteriormente por Olívia e que ao fazer isso ela acabou marcando uma série de acontecimentos trágicos para sua família. Bastante ressentida ao ver sua mãe sendo obrigada a perdoar os atos de Jonas Hodges (Jon Voight), o homem responsável pelas ações cometidas pelo grupo de mercenários da Starkwood e que estava disposto até mesmo a atacar seu próprio país para conseguir com que seus objetivos pessoais fossem alcançados. Olívia acabou sendo a responsável por ordenar a morte dele e tentar encobrir sua ligação com tudo isso, mas no final com a ajuda de Ethan e Aaron (Glenn Morshower), a Presidente Taylor não viu alternativa a não ser entregar sua filha para a justiça para assim responder por seus atos, deixando arrasado seu marido pela atitude que ela se viu obrigada a tomar.

Para terminar, falando em arrasado, vale o destaque que quando Tony reapareceu nessa temporada ele começou como terrorista, depois estava trabalhando para “os mocinhos”, e no final estava agindo “solo” com o objetivo de cumprir sua vingança ainda devido a morte de Michelle (Reyko Aylesworth). Para isso ele se infiltrou em uma organização terrorista com a intenção de algum dia encontrar Alan Wilson (Will Patton), o homem responsável por toda a conspiração que envolvia o governo americano nos últimos anos e que de certa forma também foi o responsável pela morte de Michelle e do Presidente Palmer (Dennis Haysbert). Jack se viu obrigado a não deixar Tony seguir em frente com sua vingança e assim prendeu seu amigo por tudo o que ele fez nesse dia, restando apenas Chloe como sendo a única amiga com quem ele sempre pode contar, mas pelo menos agora ele encontrou na pessoa de Renee uma pessoa com quem ele se assemelha muito com ele em vários sentidos. E para a 8ª temporada eu espero que os produtores mantenham o excelente nível apresentado na última temporada e fazendo com que essa seja mais uma temporada memorável para os fãs.

0 respostas a 24 – Sétima Temporada (2009)

  1. Gostei muito desta temporada e espero que o Tony volte para a oitava, desde que tenha uma storyline decente claro. Excelente review gerson🙂

    • DMM diz:

      Não é difícil arranjar storyline para ele, uma vez que ele tem mais conhecimentos sobre a organização que este por detrás dos ataques desta temporada que qualquer outra pessoa.
      Com certeza que ele vai ser utilizado como ajudante nesta última batalha.
      Para além disso não fez nada que o Jack Bauer não tenha feito já, pois para ambos os fins justificam os meios, e não fosse ele, as coisas poderiam ter acabado muito mal.

  2. Thiago Mariano diz:

    Realmente, essa foi uma das melhores, senao a melhor, e mais surpreendente temporada de 24H. é impressionante o poder de ciriatividade dos roteiristas. Mais emoçao, mais açao, muito mais drama, excelente historia, cenas mais marcantes ainda…. Trabalho soberbo por parte de toda a equipe. Sempre fui fà do seriado, principalmente por causa da dupla: Jack Bauer e Chloe O’brian!! Puta quimica entre os atores, excelente interpretaçao da Mary Lynn. Bom perceber que os roteiristas mantiveram esta personagem até hoje, imagino que por alguma razao, seja a citada quimica entre os atores, ou a historia em si ajuda, ou seja la o que for mais. E que venha a 8° temporada. Com mais surpresas, mais reviravoltas e muito mais emoçao.

  3. Tiago diz:

    mto mto boa essa temporada. No final, aquelas reviravoltas envolvendo Tony achei meio sem sentido. Bom, infelizmente não teremos mais o Bill na próxima temporada.
    Bom, espero que possa mudar um pouco o foco da história. Já estou um pouco cansado sobre bombas, terroristas, bombas, bombas, terroristas…. :mrgreen:

    • DMM diz:

      Então queres o quê?
      Dramas de amor, etc? LOL!

      • Tiago diz:

        cada um com sua opnião…. eu quis me referir a bombas.. existe terrorismo que não está ligado somente à estourar bombas por ai…

      • Tiago diz:

        bom… não tripudiei da opnião de ninguem, e gostaria que o mesmo não ocorrece.

      • DMM diz:

        Eu sou mesmo mau, basta olhar para o meu boneco. 72786545
        Agora a sério, não era para ofender ninguém, apenas para expressar que acharia ridículo uma série de sucesso como 24 mudar de face na quando ainda por cima já estamos na 8ª temporada.
        Não há muito por onde fugir… terrorismo sempre envolveu atentados, pode não envolver no estado inicial mas para chegar ao objectivo final envolve sempre este tipo de terrorismo, uma vez que é este o mais visível, e todos sabemos que o objectivo supremo dos terroristas é incitar o medo.
        Mas se olharmos a esta temporada nem envolveu muito, o principal objectivo do terrorismo foi pressionar a casa branca até um ponto que ela quase cedeu, isto é um outro tipo de terrorismo, mas cada um com a sua opinião.
        Resumindo, não há muito por onde fugir, não veria com bons olhos uma mudança nesta altura da série.
        Cumps

  4. Anónimo diz:

    Desculpa mas tenho que discordar de ti Tiago, acho que o motivo do Tony é excelente, E quanto ao foco da historia, 24horas não é 24horas sem terrorismo

    • Tiago diz:

      desculpe, mas não acho excelente não… gosto de reviravoltas e tals… mas qtas vezes o kra fez papel do bonzinho, do malvado, bonzinho, malvado….

  5. Também concordo quando disseram que 24 Horas sem terrorismo e bombas não é a mesma coisa… afinal se existe a UCT (Unidade Contra Terrorismo) vamos falar sobre a crise econômica dos países pobres do 3º mundo?

    O que eu esqueci de citar no review foi a ótima quimica entre a Chloe (Mary Lynn Rajskub) e a Janis (Janeane Garofalo), foi muito bom ver as duas trabalhando juntas e gostaria de ver elas novamente nessa 8ª temporada.

    • Tiago diz:

      “vamos falar sobre a crise econômica dos países pobres do 3º mundo?” mais uma vez… discordar é uma coisa, ficar tripudiando da opnião dos outros é sacanagem.

      • Gerson Jnior diz:

        [b]Tiago[/b]

        Quando eu citei esse exemplo eu não quis tripudiar em cima de ninguém… só quei dar um exemplo sobre temas que não tem nada a ver com o que a série sempre abordou, que são justamente atos terroristas, bombas, armas quimicas… essas coisas!!

        Você tem a sua opinião e eu respeito, nada contra!!

      • Tiago diz:

        ok, desculpe gerson.
        só pra ratificar mais uma vez que eu gosto do seriado e achei uma das melhores temporadas. Mas algumas coisas enjoam um pouco. Bom, vc já deve saber um pouco minha opnião até pq eu costumava postar comentarios nos seus reviews.

  6. Realmente também vou ter que discordar do Tiago. 24 sem terrorismo não é 24, ainda para mais com a [spoiler]voltar da CTU[/spoiler]

    • Tiago diz:

      desculpe talvez tenha me expressado mal… estou farto da questão de ficar explondindo bombas e mais bombas… existem outras formas de terrorismo.
      Olha pessoal, não estou dizendo mal da temporada,…. ela foi uma das melhores por sinal.

  7. Otto Bruno diz:

    Não há nada melhor que contar os mortos da série, ver o “mal humor” da linda Chloe (Rajskub) e aquela tensão deliciosa pelo próximo episódio. Lamento a intenção de quererem acabar com uma série que é um suvesso absoluto no mundo das telinhas… Melhor seriado da minha vida!!! Disparado!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: