Dexter (2.06) – Dex, Lies and Videotape [FOX PT]

3501548491_cae46de919_oPrimeiro explicar o bastante atraso dos reviews, que teve o seu ponto extremo neste episódio, e consequente review. Isto deve-se as minhas “mini-férias” tiradas na praia (a maior parte das férias são passadas no campo) sem Internet em casa. Assim tenho de fazer “ginástica” para vos enviar o review. Para além disso, pois, como percebem, não há muito tempo para ver episódios e escrever reviews. Mas, se não basta-se, tive um contratempo, o que me levou a ficar 2 dias na cama. E por isso é que só chega agora o review do 2.06, já transmitido na sexta.

Agora vamos lá ao que interessa. A meio da temporada a vida de Dexter continua um remoinho. Remoinho em duas vertentes: em movimento rapidíssimo e confusa. A temporada vai a meio e Dexter ainda não sabe o que é o novo ele, o que o novo ele quer. É ainda uma pessoa por descobrir, na fase dos porquês, na adolescência, tudo misturado num ser humano. E num ser humano adulto. Com mais algumas preocupações, e bastantes preocupantes.

A descoberta do Dexter, sem Morgan como sobrenome, é um rodopio. A descoberta do caso entre o seu pai adoptivo e a sua mãe é um pormenor no qual Dexter tem de pensar, mas é dos mais importantes. Deita tudo segundo o qual Dexter sempre se regeu, o código de Harry sofreu um contratempo que parece que não vai recuperar. Dexter percebe que as bases do código foram incumpridas pelo próprio criador, Harry não cumpriu o seu próprio código. Então porque que ele irá cumpri-lo? A confusão está instalada na cabeça de Dexter, já não pensa correcto, mas isso não é o seu maior problema.

BHB. O problema que afecta a cabeça de Dexter. O maior e o pior problema que Dexter passou. Sempre que parece se safar de uma situação, parece que aparecem outras. Diz-se que sempre que se fecha uma porta abre uma janela. Isto acontece no caso de Dexter. Sempre que consegue fechar uma porta para a sua vida, abre-se uma janela para o seu interior. Depois de confirmar que continua racional no que toca a esconder provas, parece que a janela se abriu prontamente. A câmara é a nova janela que Dexter tem de fechar. E lá tem de Dexter voltar a colocar o fecho na janela. Claro que as janelas para a vida de Dexter são bastantes, como para cada ser humano. Assim abre-se o portão, aquilo que Dexter levou mais tempo a fechar. Doakes está de novo na pista. E o perigo espreita. Conseguirá Dexter livrar-se do detective? Para descobrir no resto da temporada.

O que temos para descobrir no resto da temporada é o triângulo amoroso entre Rita – Dexter – Lila. Parece que é um caso bicudo, pois Lila está-se a tornar uma peça importante na vida de Dexter, algo que Dexter não deve dispensar. Mas Rita é Rita. Alguém que dá a humanidade que Dexter precisa, o apoio de Dexter como ser humano. Lila é a luz que ilumina esta descoberta. Alguém tem de sair. Já vimos Dexter livrar-se de alguém que lhe era imporatente, que estava a ajudá-lo na descoberta. O psicólogo teve o que Dexter prometeu. Vamos lá ver quem é que Dexter escolhe.

Nota: 9,3

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: