Som e Fúria – Terceira Semana (1.09-1.12)

Imagem1Após doze episódios divertidíssimos, Som e Fúria infelizmente chegou ao fim com chave de ouro. Se no começo da última semana a história parecia um pouco perdida, e bem menos engraçada que sua primeira e imbatível semana — o que se refletiu na baixa audiência do programa —, ao longo da semana, com a proximidade do final, e da necessidade de uma conclusão para a história, os episódios foram ganhando mais ritmo, a história mais sentido, encerrando a série com um episódio bom o bastante para já deixar saudade.

Enquanto Dante ainda trabalhava em sua adaptação de Macbeth, que ia de mal a pior com Henrique se achando o máximo, dificultando que a visão do diretor se estabelecesse, Romeu e Julieta começou a ser produzido por Oswald Thomas, que retorna tão afetado quanto em sua primeira aparição, querendo transformar a clássica e apaixonada peça de Shakespeare em uma peça sem vida, sem graça. Para interpretar o famoso casal apaixonado, Sarah e Patrick, que apesar de não encantarem da mesma maneira que Katia e Jaques, também conseguiram ter belos momentos em cena, com destaque para o dia em que começam a correr ao redor do teatro, cumprindo as instruções de Dante para melhor interpretarem seus personagens.

Outro ponto divertido dessa semana foi a reconstrução do personagem Ricardo, de um homem completamente chato e racional, ele virou um cara simpático e engraçado, que até aprendeu a tocar clarineta, graças, claro, a Sanjay, o personagem que apareceu com a campanha publicitária mais ridícula e ácida de todos os tempos. Tamanha foi a surpresa quando descobrimos que o homem era um grande golpista, e maluco, significando que tudo estava mesmo perdido para a Companhia.

No entanto, mais uma vez Dante conseguiu salvar o dia, não só conseguindo quebrar o tabu de que Macbeth é uma peça amaldiçoada, como também gerando mais um daqueles momentos emocionantes da série, quando vemos o trabalho de tantas semanas sendo finalmente apresentado para o público, o maior crítico que pode existir.

Por fim, além da canção do porteiro do teatro — um personagem sempre com os comentários mais interessantes sobre as peças do Municipal —, também acabamos com a bela reconciliação do casal que obviamente pertencia um ao outro desde o início: Dante e Elen. Apesar das doidices de cada um — ou alguém achou as implicâncias de Elen com a mulher do imposto de renda normais? —, não há dúvidas que esses dois perdidos formam um casal perfeito, e, quem sabe, juntos os dois consigam finalmente encontrar aquilo que passaram a série inteira procurando, não é?

Nota: 9.6

0 respostas a Som e Fúria – Terceira Semana (1.09-1.12)

  1. Rodrigo diz:

    Foi uma grande série brasileira. Talvez a melhor em muitos anos.

    • Nossa, Rodrigo, concordo! EU AMEI essa série, e apesar de n ser uma história original brasileira, a nossa versão deu de 10 a 0 na versão original canadense. =D Comprei o DVD quando sair.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: