10 Things I Hate About You (1.05) – Don't Give Up

snapshot20090806194147Mesmo quando tudo e todos conspiram contra aquilo que deseja ou pretende fazer, nunca, nunca desista. Pode soar clichê, mas este quinto episódio aborda este assunto, de forma sútil e ao mesmo tempo impactante. Kat resolve deixar a hipocrisia de lado e resolve por em prática sua “filosofia  ambientalmente correta” e assim entra no projeto garagem para transformar seu carro poluentemente incorreto num carro movido a biodiesel, porém ela terá que quebrar o taboo de que ” garotas não podem fazer aquilo que os garotos fazem”. Bianca continua predestinada a conseguir o reconhecimento e sua tão sonhada vaga como cheerleader, porém tudo parece dificultar a vida da “Little Wannabe Popular” quando “Chaticiti” oferece a vaga em troca dela ajudar  Joey, vulgo “Empty Head” a passar no projeto de química, caso não o faça, ficara fora dos jogos da escola. Realmente ela faz isso parecer o último dia na terra, o caótico fim do mundo.

Cameron é a pessoa que perfeitamente simboliza o “Nunca Desista”, pois mais insistente que ele não existe e mais influenciável também. Gostei da nova vibe que deram para a personagem de Kat, mas Cameron desaponta demais e novamente mostra total falta de personalidade, aceitando novamente os conselhos “furada” de seu melhor amigo. Novamente é dele um bizarra porém hilária cena em que ele aparece molhado e sem camisa na porta da casa da Bianca. Confesso que a famosa ” Oops derramei um copo de suco no seu corpo malhado” tinha que acontecer, transformando o momento de Cameron ainda pior do que o imaginável. Bianca pela primeira admitou me conquistou em um episódio de 10 TIHAY, mostrando sua determinação além do sútil poder de manipulação, quanto a isto não precisa muito esforço para convencer o “Empty Head Joey”. A cena em que ele se inspira nela e cria o seu “Dream Book” é muito engraçada, pois mesmo estando interessada no seu desejo, Bianca consegue manter em Joey as duas coisas: ser um dedicado jogador para melhorar sua “promissora” carreira de modelo.

“Big Adventures on Garage” não está funcionando muito bem para Kat, que enfrenta as insinuantes provocações dos garotos e por um “azar” do destino descobre que “Mr. Intensite” também está no projeto. Orgulhosa e destemida, a “Big Cactus” tenta provar que não é qualquer garota e que não irá chorar quando sua unha quebrar. Tipicamente os garotos começam as apostas sobre ela desistir, mas claro que ela nunca serviria esse prato a eles.  É muito engraçado quando mesmo tentando passar um ar de superior com suas asperas respostas, Kat notoriamente “baba” quando Patrick tem que tirar sua camisa suja de gracha. Afinal que mulher não acha sexy um homem sujo na garagem? Brincadeira!. Agora finalizando, novamente 10 TIHAY mostra a sólida e bonita relação pai e filha, que vai muito além do vínculo de sangue e se transforma numa relação de cumplicidade e companheirismo. Achei lindo quando “Dad Starfford” aparece na garagem e a ajuda a desvendar os mistérios do manual de instruções. Aprenda que existe uma linha que separa a loucura de querer algo e a perseverança de concretizar esse tal feito.

Nota: 9,0

0 respostas a 10 Things I Hate About You (1.05) – Don't Give Up

  1. an.drew diz:

    Também gostei bastante desse episódio..
    As cenas melhores de 10 things (vou chama-lo assim) são entre o pai e as filhas, este episódio não teve isso, mas bastou ele apanhando a Bianca com o sem cérebro ( que por sua vez consegue ser bem irritante).
    O Cameron é já anda a passar do ridículo sempre a levar os concelhos de outro totó a sério.
    Morto para ver a “Fat Gothic” a declarar-se à Kat.

    • Como assim não teve momento dad and daughter? E a cena deles no final, em q ele ajuda Kat com o carro, pra mim valeuz mais uma vez, só não teve a Bianca mas sempre acho a relação com a filha mais velha mais forte. O Cameron sem comentarios e qto a declaração da Gothic Girl, OMG DONT DO THIS TO ME, I don’t wanna seeeeeeeee rsrsrs

  2. Também adorei esse episódio, nunca pensei que fosse gostar tanto da série. Nesse momento de abstinência, é sempre bom esse tipo de séries leves e descomprimidas. A Kat é talvez a minha personagem favorita e aprecio bastante o trabalho da actriz, desde de ‘Aliens in America’, grande comédia da CW que foi cancelada precocemente.

    • Vc sempre comentou sobre essa série mas eu acabei nunca vendo! QUem sabe verei! Entao gosto mto dela tb, acho q ela traz algo diferente a uma personagem já conhecida e marcante como a Kat. Gostei mto desse epi e realmente como vc disse é bom algo assim agora no Mid-Season: Leve, divertida e com otimos dialogos. Algo dinamico e bom de se ver

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: