True Blood (2.07) – Release Me

Agosto 7, 2009

snapshot20090807203029Com um episódio tão bom como esse, como é que uma pessoa pode ter preguiça de fazer o review e publicá-lo quatro dias depois de tê-lo visto? Nem eu sei explicar! Começando pelo desfecho do cliffhanger da semana passada, Sam consegue fugir da Maryann graças ao seu poder de metamorfo. Toda a cena que antecedeu a fuga foi do mais HBO possível, e nós, espectadores, agradecemos por isso! Viva o ‘True Blood’ ousado!

Agora que Sam irritou bem a Maryann, não se espera grande sossego para a sua vida, principalmente em Bon Temps, onde tudo se sabe e ninguém se consegue esconder. Confesso que no início da temporada o Sam era das personagens que eu menos gostava, mas com toda essa guerra entre ele e a maenad, que ao que parece é uma espécie de criatura Satã, ele tornou-se novamente interessante como na primeira temporada, antes de sabermos o segredo dele. Com a rapidez que se está a desenvolver a história da Irmandade do Sol, imagino que o confronto que vai haver no final da temporada vai ser entre os habitantes de Bon Temps (com Sookie, Bill, Jason e Eric incluidos, claro) e a Maryann. Pelo menos uma vez na temporada eles tinham que estar na mesma acção, não?

Em Dallas, como eu disse anteriormente, as coisas estão a acontecer a um ritmo alucinante. O Bill continua preso com a sua criadora sem poder fazer nada mesmo quando sente o medo da Sookie. Grande interpretação de Stephen Moyer, que consegue tanto criar um Bill cómico, frustrado, atordoada e apaixonado! Esse pedido de socorro da Sookie é ainda mais forte quando ela percebe que o traidor é o Hugo, tudo porque a vampira não o quis transformar. A conversa que ele teve com a Sookie foi sincera e numa certa parte ele até tem razão e compreendo que ele ache que os vampiros estão a usar os humanos. Não o culpo, de todo, de ser o infiltrado da Irmandade do Sol, até porque o grande vilão é o Steve, sendo que os restantes são meros peões num jogo de xadrez.

Jessica e o Hoyt continuam a sua relação onde tudo corre naturalmente, completamente isolada de toda a confusão que está a ocorrer, e é então que ambos revelam que são virgens e têm a sua primeira noite juntos. Já Eric, assim que percebe que Sookie está em apuros, vai ajudá-la, mas quem acaba por a defender é, nada mais, nada menos que Godric, o vampiro desaparecido. Como é que ele está preso e conseguiu sair da suposta prisão, são perguntas que certamente serão respondidas no próximo episódio, assim como o que vai acontecer com o outro telepata agora que ele está nas mãos da terrível criadora de Bill. Para finalizar esse grande episódio, temos o regresso em grande do Lafayette, com o seu sarcasmo habitual, e o polícia Andy mais obcecado do que nunca. Gostaria de vê-lo (o polícia) a ter um papel importante em toda essa história da Maryann, ele merece, coitado!

Nota: 9,2


Kripke justifica participação de Hilton

Agosto 7, 2009

Sem títuloO criador de Supernatural, Eric Kripke, revelou alguns detalhes acerca da participação especial de Paris Hilton no drama da CW.

A socialite vai estar juntamente com Jared Padalecki (Sam Winchester) e Jensen Ackles (Dean Winchester) no quinto episódio da próxima quinta temporada.

Ao falar com o ‘The Chicago Tribune’, Kripke disse: “Se alguém alguma vez quis ver uma sanguinária Paris a atacar e matar alguém, essa é a oportunidade. Eu estou francamente surpresa por ela ter concordado com isso.

A produtora executiva Sera Gamble acrescentou: “Nós escrevemos esse papel exclusivamente para ela. Nós estamos muito fascinados que ela tenha aceitado. Ela vai interpretar o papel de uma criatura demoníaca que possui a forma de… Paris Hilton.

“Se vocês conhecem o estilo com que nós fazemos as coisas, sabem que esta história vai ser muito divertida e irreverente, por isso esperem por isso mesmo. O facto de ela querer fazer esse episódio comprova o seu grande sentido de humor.”

A quinta temporada de Supernatural estreia no dia 10 de Setembro na CW.


Whedon compara 'Angel' e 'Twilight'

Agosto 7, 2009

edward-angel-300x226O criador da série Angel – Joss Whedon – declarou que o vampiro da sua série saia vencedor caso houvesse uma luta com Edward Cullen, de Twilight (Crepúsculo). O produtor sugeriu que a personagem de David Boreanaz venceria graças ao seu passado e às sádicas experiências como Angelus, o seu alter-ego que ficou bem patente na segunda temporada de ‘Buffy the Vampire Slayer’.

Ao falar com o MTV News, Whedon comentou: “Eu acho o Robert Pattinson muito fixe, [mas] o Angel seria aquele que o derrotava. Ok, eu sei que ele é o Angelus e não existe nenhum ‘Edward Cullenus. Ele fica com a pele a brilhar no sol…“, disse Whedon, sem ficar claro se isso foi uma crítica ao facto de Edward brilhar à luz do sol.

Joss, que criou o romance entre Angel e a caçadora de vampiros de Sunnydale (Buffy), acrescestou que é fã da relação entre Edward e Bella na saga adolescente Twilight, comentando: “Existe algo primitivo e essencial nessa história. Não se pode fugir dela, pois o romance ronda-os sempre. Eu adoro isso.

Neste momento, Whedon está em Dollhouse que foi renovada para uma segunda temporada.


Cinco spoilers bombásticos da segunda temporada de Fringe

Agosto 7, 2009

Untitled-1

O site TV Addict fez uma lista com cinco spoilers de nos deixar realmente ansiosos para a estreia da segunda temporada de Fringe. São eles:

  1. Enquanto que no primeiro episódio (a estreia da série) de Fringe abriu com um acidente de avião que matou misteriosamente dezenas de pessoas, a segunda temporada começa também com um acidente, mas desta vez de automóvel. Enquanto que o acidente em si é mais pequeno, o impacto que ele terá no futuro é muito maior, principalmente quando um dos nossos agentes favoritos está em apuros.
  2. Os fãs vão ficar aliviados ao ver que a Olivia voltou do universo alternativo em que foi transportada no final da primeira época. Mas, como é óbvio, primeiro vai haver uma ou duas capturas. Por um lado, ela volta com peças essenciais da sua memória que estão relacionadas com os eventos que acabou de passar, mas por outro, ela não foi a única a entrar por aquela misteriosa ‘porta’.
  3. Não acredites em tudo o que lês acerca do Agente Charlie Francis – mesmo quando o próprio actor que o interpreta, Kirk Acevedo, disse no seu Facebook que fora despedido. Ou melhor… acredita. Quer dizer… mais ou menos. Está claro o suficiente?
  4. Esse episódio também vai apresentar a nova agente Jessup (interpretada por Meghan Markle), cujo diálogo é como um ‘Fringe para Totós’.
  5. Quando o episódio terminar, coloque algumas almofadas no chão para proteger o seu maxilar de tão estupefacto que vai ficar com o cliffhanger final. Nós estamos a falar no já clássico J.J. Abrams ‘vocês estarão a falar sobre isso no dia seguinte’.

Então, gostaram das novidades? Eu estou mortinho que chegue o dia 17 de Setembro!