Greek (3.01) – The Day After

snapshot20090905223303Para aqueles que acompanhavam meus reviews de Greek, repararam que eu tive uma intensa relação de amor e ódio durante a segunda temporada. Eis que a terceira temporada retornou mais rápido do que convencionalmente uma série retorna, aproveitando o bom embalo que a série deixou em seu final. Todos fizeram escolhas na noite anterior( At World’s End), que nitidamente terão que viver com suas consequências, porém resta a pergunta: O que fazer e como agir com tais escolhas?  Mais uma tradicional festa ocorre no campus, desta vez com o tema “Gotcha“, inspirado em personagens de filmes como O Procurado(2008), Sr. e Sra Smith(2005), Identidade Bourne(2002)  e o seriado Alias(2001). Ficou um pouco um pouco mal explorado a questão das armas, as pessoas que seriam perseguidas ou não, porém mais uma vez provou-se que a turma da Cyprus Rhode saber dar uma boa festa. Novamente repito: Greek e suas citações e homenagens. Ótimo!

Casey lida mesmo que com dificuldade com o fato de ter terminado com Max, porém pior que isto é a sensação de fossa ao levar um fora d0 Cap. Toda a cena com as garotas da casa consolando-a foi um pouco exagerado, porém senão houvesse alguma canção não seria algo ZBZ. Fico pensando como será a dinâmica da série agora com a saída da Evil Frannie, pois por mais insuportável que ela fosse, ela apimentava as coisas.  Continuando na casa, Becks mantêm um congelante mistério não revelando quem era o rapaz que a deixou “ocupada” durante a festa do fim do mundo. Reparando o tema central sobre escolhas, claramente vemos Rusty e Dale envolvidos diretamente nelas. O primeiro escolhe viver intensamente o “último dia” ao lado de sua amada, deixando para trás sua grande chance de recuperar suas notas na aula de química. O segundo escolhe reaver seus princípios, entregando-se a tentação e ao desejo. Rusty tenta desesperadamente infiltrar-se no prédio, porém este está fechado, fazendo-o encarar a falta que sua única fonte de inspiração acadêmica(Max) faz. Jordan preocupada com seu amoreco, apela para o “Big Sis Talk” , convencendo-a irmã a ajudá-lo. Gosto muito desses momentos Brothers & Sisters entre eles, além da grande química, é sempre muito divertido ver o quanto são diferentes porém se completam de forma única. Ela consegue enganar o segurança para conseguir as chaves, levando horas pra conseguir achar a correta e depois o Cap aparecendo facilmente do lado de dentro vestido de ninja.

Dale mostra ser um dos personagens que mais evoluiu ao longo das temporadas, pois agora podemos ver um lado mais vulnerável dele que cede as tentações, atingindo a “Second Base” com Sheila (tiazona da imobiliária). Interessante como ele avalia e analisa a situação, convicto que deverá assumir um compromisso sério com ela, afinal entregara aquilo que tanto guardava (eu sei, soa brega mas é a realidade dele). Quando a pediu em casamento, senti pena da humilhação que ela o fez passar depois daquilo. De volta ao laboratório, Rusty é obrigado a conviver com a atmosfera tensa entre o casal “Its now or never“. Depois de incidentes e quebras, Casey revela que foi ela que procurou Cap e não o contrário. Apesar de relutante, Cap sempre mostra seu imenso caráter em ajudar os outros, especialmente a ” It Girl” e assim, mais uma vez arranja confusão com os guardas do prédio para poder salvar os irmãos de uma encrenca maior. Frustante foi descobrir que o “It Guy” decidi ir atrás da “It Girl” mas é barrado pelo estúpido e bêbado “No Money Guy“, que coloca besteiras na cabeça dele, dizendo a velha história de que ele não é bom o suficiente e que não deveria apostar novamente em algo que não deu certo antes. Duas coisas que deixaram extremamente chateadas com este episódio: Evan parece realmente não mudar, mesmo sem dinheiro e dependendo de Becks para fazer algumas coisas, ele sempre volta ao mesmo ponto. Becks que provou ser melhor do que uma simples garota mimada que não mede esforços para ter o que quer e quem ela quer, mostra novamente suas garras, quebrando o “Girls Code” com uma pessoa que não deveria, ainda mais considerando o efeito que isso causará em Ash. Afinal como diria a a canção de Mick Jagger (Rolling Stones), “Old Habits Die Hard’‘.

Melhor momento:

– Dale e a gravação filosófica de Q. do Star Trek

Pior momento:

– Revelação do “Misterious Guy” da Becks: Fisher (WTF)

76

0 respostas a Greek (3.01) – The Day After

  1. João diz:

    Eu adorei o episódio, o final foi simplesmente surpreendente :X

  2. an.drew diz:

    Bem eu gostei bastante deste episódio, uma óptima season premiere.
    Adorei a ideia do Gotcha, mas achei a ideia mal explorada também, bem devo dizer que já sabia que era o Fisher, porque para ela tar com aquela segredo todo, ou era ele ou o Cappie, mas o Cappie estava no seu próprio dilema, então só podia ser ele. Apesar de todo vou ter saudados da Frannie, havia sempre cenas muito cómicas entre ela e as ZBZ’s, quem acho que está a precisar de umas férias é o Evan, mas anda quero ver ele a lidar com a pobreza LOOOL.

  3. Sofyzitahh diz:

    Greek voltou com tudo! Muito bom inicio de temporada… Vamos ver como as coisas vao evoluir apartir daqui!

  4. Bya diz:

    Alguém percebeu alguma coisa estranha no Rusty? Ele tá diferente, parece meio doente…. alguém reparou???

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: