So You Think You Can Dance (6.01) – Auditions: Los Angeles

so-you-think-you-can-dance-vegas-top-20-performCinco Verões. Cinco Temporadas. Cinco Campeões (Nick, Benji, Sabra, Joshua e Jeanine). Agora… O programa tem sua estréia no fall-season, no qual ficará daqui em diante por definitivo, espero que possamos ver ainda muitas e muitas temporadas desse incrível espetáculo de dança, arte e entertenimento. Desde 2006 acompanho o programa e posso disser que é um imenso prazer agora ganhar essa responsabilidade ao escrever os reviews semanalmente e outro imenso orgulho foi, depois de tanto comentar sobre, o Marco resolveu assistir e acredito que tenha realmente gostado do que viu.  Tradicionalmente tudo começa com as audições, que desta vez estão nas cidades: Los Angeles, Salt Lake City, New Orleans, Atlanta, Boston e Phoenix. A partir dessas, conheceremos os competidores que conseguiram um ticket para a exaustiva “Vegas Week”, local onde os jurados definirão os tão aguardados Top 20.

A Hora do Pesadelo

Essa temporada talvez seja a mais massiva campanha já feita na história de So You Think You Can Dance e propriamente conseguiremos dimensionar até onde o programa consegue chegar, sem dúvida sempre inovando a cada episódio. Los Angeles é o primeiro local escolhido, logicamente por ser a capital do entretenimento e da dança e ali vemos muitos talentos dignos de um “green ticket” e naturalmente outros que demonstraram uma verdadeira show de horrores, a começar pelo primeiro “dançarino” a se apresentar: Cole traz em sua “coreografia” sem música, movimentos perturbadores, além da pseudo-recitação que deixou todos de cabelo em pé. Esse foi o momento mais “No No No’‘ de todos mostrados, porém Christopher, que sonha em produzir seu filme “Drum Song” inspirado em grandes nomes do cinema e da dança, a exemplos de Ginger Rogers e Fred Asteire, que sem dúvida compunham uma das melhores parceiras do cinema, em filmes como Top Hat ( 1935) e Vamos Dançar (1937), porém parecia que a inspiração confundiu sua cabeça quando resolveu escolher “dançar”  a tão feminina e sexy canção “All That Jazz” do musical Chicago.

0102

Lições de vida

Agora vamos para aqueles momentos escolhidos pelo programa como grandes “Histórias de Vida“, na qual o retrata-se as dificuldades vividas pelos competidores e pela família para conseguirem chegar aonde estão no momento. Graciosa, a menina de apenas 18 anos de idade, Molly, mostra belas extensões, firmeza de movimentos e ótimos truques de piruetas, valendo ressaltar que gostei de ver Nigel novamente reforçar o fator personalidade dos dançarinos, pois é esse um dos principais fatores que o programa almeja. Outra competidora que me encantou bastante, apesar de sua pouca expressividade, foi a contemporânea Amber, que possui também um histórico familiar muito difícil, enfrentado bravamente por sua mãe que após uma complicada cirurgia na espinha, tornou-se paralítica da cintura para baixo.

0102

Batalhas das batalhas: “A arte do sapateado”.

Novamente vemos esses dois excelentes sapatiadores tentarem avançar na competição, buscando o desejado Top 20. Ryan é sem dúvida o talento natural, uma espécie de fonte de inspiração para seu irmão mais novo Evan (Top 4 da 5season) que aliás foram deles um dos momentos mais marcantes da história do programa, no qual os jurados os deixam juntos para definir qual dos dois conseguiria a última vaga. Bianca esbanja energia e dedicação naquilo que faz, porém já tentara em todas as edições e fracassara em todos, profetizando na quinta temporada que nunca mais voltaria aos testes. Perseverar e nunca desistir de um sonho foram os fatores que a fizeram voltar, sendo assim escolho apresentar o vídeo destes dois encantadores sapatiadores, que entregam o momento mais fantástico das audições em Los Angeles.

A Hora do Show

Seguindo o mesmo estilo de especialidade, pontos positivos para as jovens contemporâneas Alexie e Paula, que esbanjam essência e expressividade. Mudando totalmente de estilo, Cristina traz o calor para o palco, apresentando a energética salsa, com seu estonteante parceiro, que por espanto de Nigel, deveria estar fazendo teste também. Naturalmente ela não tem o “Hot Flavour” da Janette (Top 8 da 5 season), porém é um nome para ser lembrado, pelo menos a princípio.Voltando para a arte do sapateado, Ryan, que já havia trabalhado com Ryan numa peça, acrescenta algo diferente do já apresentado pelo mesmo e por Bianca, tomado por uma alegria contagiante e sutilidade de movimentos, comprova mais uma vez quão competitiva será esta categoria de dança neste temporada.

temp2

Curiosidade : Os merecidos tickets ao três sapatiadores, que deverão mostrar extrema versatilidade para conquistarem o nunca conquistado lugar no Top 20, admito que seria muito interessante ver um dançarino de estilo tão peculiar entre os demais. Será que o merecimento de Ryan será colocado em questão ou os jurados irão somente se preocupar pelo fato dele ser irmão do finalista da temporada anterior e assim querer repetir a fórmula. Acredito que não, até pensando que Ryan, na minha opinião, pode acrescentar muito mais ao programa do que o próprio Evan acrescentou anteriomente, mas é cedo ainda para prever.

Próxima parada: Salt Lake City

Batalhas das batalhas: “A arte do sapateado”.

Novamente vemos esses dois excelentes sapatiadores tentarem avançar na competição, buscando o desejado Top 20. Ryan é sem dúvida o talento natural, uma espécie de fonte de inspiração para seu irmão mais novo Evan (Top 4 da 5season) que aliás foram deles um dos momentos mais marcantes da história do programa, no qual os jurados os deixam juntos para definir qual dos dois conseguiria a última vaga. Bianca esbanja energia e dedicação naquilo que faz, porém já tentara em todas as edições e fracassara em todos, profetizando na quinta temporada que nunca mais voltaria aos testes. Perseverar e nunca desistir de um sonho foram os fatores que a fizeram voltar, sendo assim escolho apresentar o vídeo destes dois encantadores sapatiadores, que entregam o momento mais fantástico das audições em Los Angeles.

0 respostas a So You Think You Can Dance (6.01) – Auditions: Los Angeles

  1. Calado diz:

    Não sou muito de reality shows. Decidi experimentar pela primeira vez no ano passado em American Idol e até que gostei de acompanhar. Neste inicio de temporada resolvi experimentar este So You Think Can Dance e este primeiro episódio não me puxou muito para já. Acho que só mesmo quando o programa chegar ao Top 20 é que vou realmente gostar. Não sei ainda se hei de continuar a acompanhar.

  2. Excelente review Mary, eu sabia que a série estaria em boas mãos! Eu gostei desta premiere, vi mesmo na quarta quando saiu, MAS… achei a atitude do Ryan um bocado convencida. Tudo bem que o irmão ficou nos final 4 da season 5 e teve aquele momento da escolha do top 20, mas também ele não mostrou mt o que vale nos outros estilos. Todos sabemos que no sapateado ele é 5 estrelas, mas quem garante que nos outros ele não é fraco?! Só esperando para ver!

    • Tks Marquito!
      Realmente é bem oq disse msm, acho q talvez supervalorizem o Ryan, eu msm por veezs fiz isso, pois achei ele melhor que o irmão na outra temporada, fato que me surpreendeu com Evan entrando e mostrando até que bem aquilo que faz, alias admiro mto até onde ele chegou. Agora sinceramente torço pra BIANCA, ela sim ela tem uma personalidade natural e não caricata como a de Ryan, que é um otemo SHOWMAN, mas teremos ver se ele é um dançante versátil em todos os generos. Bem apontado

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: