Estreias TVP: Outubro na FOX Next

FOXNEXT

‘John Adams’: Série épica e biográfica estreia no FOX Next

  • ESTREIA ‘John Adams’ (dia 07)
  • ESTREIA de ‘Hung’ (dia 02)
  • 3.ª Temporada de ‘Big Love’ (dia 12)
  • ESTREIA de ‘Depois do Iraque’ (dia 15)
  • 2.ª Temporada de ‘Sete Palmos de Terra’ (dia 16)
  • Especiais Fins-de-Semana: Cinema Americano (todos os Sábados e Domingos)
  • Filmes a destacar – Segundas-feiras Dramáticas

– ‘Rapto em Teerão’ (dia 26)

  • Filmes a destacar – Quartas-feiras Deluxe

– ‘Terrivelmente Incompetentes’ (dia 07)

– ‘Reversal of Fortune’ (dia 14)

– ‘A Casa da Rússia’ (dia 21)

– ‘Just Cause’ (dia 28)

  • Filmes a Destacar – Quintas-feiras de Acção

– ‘Place Vendôme’ (dia 22)

  • Filmes a Destacar – Sextas-feiras de Comédia

– ‘Objecto de Arte’ (dia 09)

1. FOX NEXT ESTREIA ‘JOHN ADAMS’

Título Original: ‘John Adams’

Género: Biográfico / Drama / Histórico

Episódios: 7 episódios de aproximadamente 45 minutos

Realizador: Tom Hooper (adaptação do livro de David McCullough)

Elenco: Paul Giamatti, Laura Linney, Stephen Dillane, John Dossett, Sarah Polley, David Morse, Samuel Barnett, Andrew Scott, Danny Huston, Madeline Taylor, Tom Wilkinson, Mamie Gummer, Kevin Trainor

Produtores Executivos: Tom Hanks e Gary Goetzman

Produção: Home Box Office (HBO)

Prémios: Vencedor de 4 Golden Globes e 13 Emmy Awards. Outras 19 vitórias e 19 nomeações.

ESTREIA: Quarta-feira, dia 07 de Outubro, às 21h30

Emissão: Quartas-feiras, às 21h30

Repetição: Quintas-feiras às 15h05, sextas-feiras às 09h00, Sábados, às 18h55 e Domingos, às 20h25

No próximo dia 07 de Outubro, pelas 21h30, o FOX Next estreia o grande drama histórico ‘John Adams’, uma mini-série composta por sete episódios que resulta da adaptação do livro – com o mesmo nome – vencedor de um Pulitzer e da autoria de David McCullough. Vencedora de quatro Golden Globes incluindo o de Melhor Mini-Série e de 13 Emmy Awards em 2008, esta mega produção conta com as fantásticas performances de actores conhecidos do grande público como Paul Giamatti, Laura Linney e Tom Wilkinson. No entanto, o leque de profissionais da sétima arte não se fica pelo elenco sendo que Tom Hanks é o produtor executivo desta produção cinematográfica da HBO.

‘John Adams’ conta a extraordinária vida de um dos primeiros defensores e criadores da independência dos Estados Unidos da América, cujo legado tem sido eclipsado por personalidades contemporâneas mais vistosas e extravagantes como George Washington, Thomas Jefferson, Alexander Hamilton e Benjamin Franklin.

Fixada no tormentoso nascimento de uma nação, esta arrebatadora mini-série é também uma comovente história de amor, com uma envolvente narrativa e um fascinante estudo sobre a natureza humana. Descrevendo um tempo de polarização política, este épico celebra os valores comuns de liberdade e independência sobre os quais o país se ergueu.

‘John Adams’ usa as experiências da personagem que lhe dá nome para “mergulhar” na incerteza e intensidade que rodeou o nascimento da república americana e dos 50 anos que se seguiram. Através do fervoroso apoio da sua esposa Abigail (Laura Linney), da amizade e posterior rivalidade de Thomas Jefferson (Stephen Dillane), John Adams (Paul Giamatti) converte-se no líder do movimento independente americano, no primeiro embaixador dos Estados Unidos na Holanda e Inglaterra, no primeiro vice-presidente e segundo presidente da nação e pai do sexto presidente – John Quincy Adams (Steven Hinkle e Ebon Moss-Bachrach). Entre os anos de 1770 e 1820, Adams tem um papel essencial para moldar a política americana, ajudou no desenvolvimento da revolução, persuadiu Thomas Jefferson a escrever a Declaração de Independência, navegou por turbulentas relações com os aliados europeus e manteve uma nação acabada de nascer longe de uma desnecessária guerra.

Apesar de toda a carga política e história esta mini-série é também sustentada pelo grande amor de John Adams: Abigail, uma formidável companheira que consegue ultrapassar as longas ausências do marido, trabalha na grande quinta e mantém a família unida. Esta família é perseguida não só pela tragédia (morte de uma das filhas e a desavença com um dos filhos), como pelo triunfo (John Quincy, um dos filhos, torna-se no sexto presidente dos EUA). Mesmo antes da sua morte a 04 de Julho de 1986 – mesmo dia da morte de Thomas Jefferson – Adams murmura as suas últimas palavras: “Thomas Jefferson sobrevive”. Nos dias de hoje, com um estatuto maior do que nunca, também ele sobrevive à história e às épocas.

São sete os episódios (partes distintas) que compõem ‘John Adams’, relatando e dando a conhecer factos históricos não só de uma grande personalidade política dos Estados Unidos da América, como também do início da independência deste país, que se tornou na grande potência económica em todo o mundo:

Primeira Parte – Join Or Die

Boston, 1977. Depois do grande massacre de Boston – um mortífero confronto entre colonos americanos e uma brigada ocupa britânica – John Adams toma uma posição não comum ao aceitar ser advogado de defesa dos soldados britânicos acusados. Com o apoio da sua amada esposa Abigail, Adams consegue vencer o caso mas, surpreende os britânicos ao recusar um cargo bastante lucrativo junto da Coroa. Com o sentimento de independência a fervilhar em Massachusetts, Adams é convidado a juntar-se ao mais recente Congresso Continental. Depois de um vibrante discurso aos constituintes, o líder tem de enfrentar uma despedida emocional da sua família antes de rumar a Filadélfia com futuro incerto.

Segunda Parte – Independence

Depois da produtiva sessão no Congresso Continental, rebenta a notícia de que Lexington e Concord estão cercadas. Adams torna-se numa das testemunhas do resultado sangrento desta batalha levando-o a retornar a Filadélfia. Aqui ele reúne-se com vários delegados para debater os prós e contras da independência. Enquanto a violência é cada vez maior em torno de Boston, Adams nomeia George Washington (David Morse) como líder do exército continental e consegue uma resolução para a proposta de independência, persuadindo Thomas Jefferson a escrever a Declaração de Independência. A 02 de Julho de 19776, um voto final confirma a decisão unânime do Congresso em formar uma nação independente.

Terceira parte – Don’t Tread On Me

Estamos em 1977. Aproxima-se um novo período de separação entre Adams e a sua família quando este é nomeado ministro e tem de, juntamente com Benjamin Franklin (Tom Wilkinson), fazer uma travessia até França. Depois de uma turbulenta viagem onde tiveram de enfrentar uma emboscada britânica, Adams começa uma série de encontros desconfortáveis em Paris: as suas estridentes exigências para que França alargue o seu compromisso naval com a América na guerra vai fazer emergir a cólera de Franklin, cuja crença é que um bom diplomata pode conquistar muito ao aparentar conquistar pouco. Contrariado por saber que Franklin foi nomeado o único ministro americano em França, Adams dirige-se a Holanda para solicitar fundos, mas com pouco sucesso. Depois de enviar o seu filho John Quincy para a Rússia como secretário do ministro americano, Adams é vítima de uma grave doença e febre que o impedem de avançar com a revolução que ajudou a gerar.

Quarta parte – Reunion

Estamos no anos de 1781. Em convalescença na Holanda, Adams toma conhecimento de que os exército britânico se rendeu a Washington e Yorktown. Os holandeses, reticentes em dividir o dinheiro durante a guerra, começam agora generosamente a abrir os “bolsos” a Adams e à América. De volta a França para assegurar comércio com outras nações, Adams consegue reunir-se finalmente com a sua amada Abigail na sua grande mansão em Paris. Também de chegada à capital francesa está Thomas Jefferson, que sofreu uma catastrófica perda com a morte da sua mulher e filha no mesmo ano. Abigail e Thomas rapidamente se habituam ao estilo de vida luxuoso que se vive em Paris, no entanto, uma missiva americana leva Adams a deslocar-se até Londres como primeiro embaixador de Inglaterra. É aqui que Adams tem uma memorável reunião com o rei George III, na qual o monárquico reconhece a amizade dos Estados Unidos como uma nação independente. Com um governo federal prestes a ser escolhido na América, Adams e a sua esposa retornam, finalmente, a Boston, onde o político é recebido como um herói. Já na sua quinta em Braintree, Adams vai ter de lidar com vários problemas familiares nomeadamente, o mau comportamento do seu filho Charles (Kevin Tainor e Michael Hall D’Addario) em Harvard, a corte de John Quincy a uma jovem mulher e as insinuações amorosas do seu colega Coronel William Smith (Andrew Scott)  à sua filha Nabby (Madeline Taylor e Sarah Polley). Apesar de querer estar temporariamente desempregado e afastado, Adams e Abigail rapidamente se apercebem que não estão destinados a ficarem sentados à sombra da vida. A sua eleição como vice-presidente dos Estados Unidos vai fazer com que ponha, mais uma vez, a sua vida privada em segundo plano.

Quinta Parte – Unite Or Die

Eleito o primeiro vice-presidente dos Estados Unidos da América, Adams é repreendido por Abigail por causa da sua vaidade e sente-se frustrado por ter sido excluído do círculo de pessoas que envolve o presidente em Washington. Entretanto, a sua amizade com Jefferson, novo Secretário de Estado, começa a ser posta em causa devido ao conflito existente entre Inglaterra e França. Apesar de alguma impopularidade, Adams acaba por ser eleito presidente dos Estados Unidos em 1796 – por uns meros três votos de diferença contra Jefferson. A caminho da residência presidencial com Abigail, o casal vai encontrar uma casa branca completamente vazia e assaltada pelo staff do precedente presidente. Destemida, Abigail tenta tirar o seu marido da profundo melancolia em que caiu devido aos fardos da presidência e do futuro incerto da nação.

Sexta Parte – Unnecesary War

Abandonado por Jefferson, o Presidente Adams continua firme na sua posição de manter a nação fora da guerra, apesar da agressão francesa e do sentimento de revolta entre os seus conselheiros. É aqui, que Abigail o encoraja a assinar a controversa Lei dos Estrangeiros e Sedição de 1978, que é encarada como uma maneira de preservar a segurança doméstica. Entretanto, Adams enfrenta uma grave crise familiar quando decide deserdar o seu filho alcoólico Charles; quando mais tarde este morre, Abigail pede veemente a Adams que este fique em paz com a memória do filho, mas Adams recusa, levando Abigail a voltar para Braintree sozinha. Agora, o presidente é vindicado na crise francesa depois de o novo Secretário de Estado, John Marshall, quebrar um acordo de paz com Napoleão I. Desgastado pela política e pela tragédia familiar, Adams abandona a nova capital, Washington DC, tendo apenas habitado a vazia Casa Branca por um curto período de tempo.

Sétima Parte – Peacefield

Retirado da sua vida política, Adams começa a escrever as suas memórias, dando início a uma série de tragédias que começa com a morte por cancro da sua filha Nabby e, anos mais tarde, com a morte de Abigail com febre tiróide. Adams reporta as más notícias a Jefferson com as quais, os dois velhos amigos e adversários conseguem arranjar consolo numa correspondência que sara velhas feridas e acaba com as suas vidas. A 04 de Julho de 1826, e depois de ter (sobre)vivido para ver o seu filho John Quincy consagrar-se presidente dos Estados Unidos, o velho Adams de 90 anos morre no 50.º aniversário da ratificação da Declaração de Independência e no mesmo dia da morte do seu amigo Thomas Jefferson. No seu leito de morte, Adams profere: “Thomas Jefferson sobrevive”. (“Thomas Jefferson survives”).

‘John Adams’ tem como produtores executivos Tom Hanks e Gary Goetzman, é uma realização de Tom Hooper e uma adaptação do livro de David McCullough com o mesmo nome. A produção da mini-série está a cargo da Home Box Office (HBO).

2. FOX NEXT ESTREIA  ‘HUNG’

Título Original: ‘Hung’

Género: Drama / Comédia

Episódios: 10 episódios de aproximadamente 45 minutos

Autores: Colette Burson e Dmitry Lipkin

Elenco: Thomas Jane, Jane Adams, Charlie Saxton, Anne Heche, Sianoa Smit-McPhee, Eddie Jemison, Rebecca Creskoff, Steve Hytner, Loren Lester, Kristin Bauer

Produtores Executivos: Noreen Halpern, John Morayniss, Colette Burson, Dmitry Lipkin, Alexander Payne e Michael Rosenberg

Produção: E1 Entertainment em associação com a Home Box Office (HBO)

ESTREIA: Sexta-feira, dia 02 de Outubro, às 21h30

Emissão: Sextas-feiras, às 21h30

Repetição: Sábados, às 19h40, Domingos, às 18h55, segundas-feiras, às 15h05 e terças-feiras, às 09h00

No próximo dia 02 de Outubro, pelas 21h30, o FOX Next estreia ‘Hung’ uma das mais recentes produções da HBO que tem vindo a conquistar excelentes audiências nos Estados Unidos. Esta série dramática apresenta laivos de comédia e pequenos toques de ironia, tornando-a num dos maiores sucessos da HBO desde a série ‘John From Cincinnati’, de 2007, e já exibida no FOX Next. ‘Hung’ conta com a representação de grandes actores conhecidos do cinema como Jane Adams, Thomas Jane e Anne Heche.

O que pode acontecer para um homem começar a prostituir-se? Assim começa a história de Ray Drecker (Thomas Jane), um professor de basquetebol universitário com grandes aspirações na vida. Dois filhos adolescentes, uma ex-mulher, dúvidas, e uma vasta lista de amantes são os ingredientes principais da vida de Ray. Depois das várias adversidades pelas quais teve de passar, a crise que o rodeia leva Ray a descobrir, logo no primeiro episódio, que “o que tem entre as pernas” pode ser a sua grande solução económica.

Toda a série gira à volta da última tentativa de Ray Decker para conseguir dinheiro extra de maneira a enfrentar as “fossas económicas” causadas pelo seu divórcio, pelas necessidades dos seus filhos gémeos, por um repentino incêndio em sua casa e consequente apólice de seguro, e pela teimosa incapacidade de tomar controlo de uma vida que parecia bastante promissora há duas décadas atrás quando era caracterizado pelo miúdo atlético, popular e destinado ao sucesso no basquetebol profissional. Depois de frequentar um seminário de auto-ajuda cujo mantra é encontrar uma ferramenta pessoal de vitória para alcançar o sucesso financeiro e onde se encontra com uma desesperada aspirante a poeta, chamada Tanya (Jane Adams), Ray tem o seu momento “eureka” – a sua ferramenta para o sucesso é tornar-se num gigolô. Com a ajuda de Tanya ao tentar ser o seu “chulo”, Ray começa a navegar pelas águas incertas de ser um acompanhante masculino, tentando balançar as suas necessidades do dia-a-dia com os altos e baixos de uma aventura sobre a qual não tem o menos conhecimento mas que pode tornar-se inexplicavelmente bastante qualificado para a explorar.

‘Hung’ aborda essencialmente temas maturos e tabu, no entanto, o foco principal não é tanto o sexo mas sim a sobrevivência, enquanto Ray é forçado a arranjar uma ideia socialmente inaceitável para conseguir sobreviver os tempos de dificuldade económica. Durante toda a temporada, a carreira de gigolô de Ray começa a produzir dividendos e, ironicamente, ele redescobre uma maneira de auto-respeito que nunca mais tinha sentido desde os seus tempos de secundário.

Dos criadores Colette Burson e Dmitry Lipkin, ‘Hung’ tem como produtores executivos Noreen Halpern, John Morayniss, Colette Burson, Dmitry Lipkin, Alexander Payne e Michael Rosenberg e é uma produção da E1 Entertainment em associação com a Home Box Office (HBO).

3. FOX NEXT ESTREIA  3.ª TEMPORADA DE ‘BIG LOVE’

Título Original: ‘Big Love’

Género: Drama

Episódios: 10 episódios de aproximadamente 45 minutos

Autores: Mark V. Olsen, Will Scheffer

Elenco: Bill Paxton, Jeanne Tripplehorn, Chloe Sevigny, Ginnifer Goodwin, Douglas Smith, Amanda Seyfried, Joel McKinnon Miller, Harry Dean Stanton, Grace Zabriskie, Melora Walters, Keegan Holst, Daveigh Chase, Matt Ross, Garrett Gray

Produtores Executivos: David Knoller, Mark V. Olsen, Will Scheffer, Gary Goetzman, Tom Hanks

Produção: Anima Sola Productions e Playtone Productions em associação com a Home Box Office (HBO)

Prémios: Quatro nomeações para os Golden Globes. Uma vitória e outras 14 nomeações.

ESTREIA: Segunda-feira, dia 12 de Outubro, às 21h30

Emissão: Segundas-feiras, às 21h30

Repetição: Domingos, às 23h30

O FOX Next estreia no dia 12 de Outubro, às 21h30 a terceira temporada da fantástica série dramática ‘Big Love’. Não vivemos num mundo que aceite a poligamia. É por isso que Bill Henrickson (Bill Paxton) quer proteger a sua família, em crescimento, ao diversificar o seu negócio, a construir boa vontade nos seus vizinhos e adquirindo uma nova mulher que lhe possa dar mais filhos. Claro que isto vai causar muitos entraves económicos e intimamente ligados ao tempo, no entanto, são esforços que valem a pena quando se quer construir um amável e feliz lar, tanto aqui como depois de mortos. Repleta de surpresas, a nova temporada de ‘Big Love’ está a chegar ao canal FOX Next.

Os novos 10 episódios desta série vão continuar a seguir a história de Bill Henrickson, um polígamo que vive nos subúrbios de Salt Lake City com as suas três mulheres, Barb (Jeanne Tripplehorn), Nicki (Chloe Sevigny) e Margene (Ginnifer Goodwin) e os seus oito filhos. No início desta nova temporada Bill, que nos últimos episódios exibidos comprou uma máquina de jogos como suplemento das suas lojas Home Plus, está a tentar diversificar e levar ainda mais além o seu negócio mesmo à face de um mercado de “faça você mesmo” e de uma repressão poligâmica por todo o país (uma tendência que se repercute no mundo real com vários casos de violência e vários headlines contra a poligamia que saíram ainda este ano nos jornais americanos).

Como já se sabe, balançar entre a sua vida profissional e a sua vida privada pode ser bastante complicado para Bill e, no decorrer da terceira temporada, esta situação ainda se vai tornar mais exaustiva. Bill vai tentar convencer uma tribo nativo-americana para participar num jogo de casino amigável e mórmon; vai cortejar uma possível quarta mulher (que poderá ser Ana) através de um ritual de encontros não ortodoxo; vai enfrentar inesperadas repercussões por causa da detenção do “profeta” Roman Grant (Harry Dean Stanton) e a ascensão do seu intrigante filho Alby (Matt Ross); vai ter de lidar com hostilidades que envolvem a mãe Lois (Grace Zabriskie), o pai Frank (Bruce Dean), o irmão Joey (Shawn Doyle) e a cunhada Wanda (Melora Walters); e terá de “navegar” através de uma crise que envolve os seus filhos Sarah (Amanda Seyfried), Ben (Douglas Smith) e Tancy (Jolean Wejbe). Todos estes acontecimentos são apenas a ponta do iceberg daquela que promete ser a temporada mais escandalosa de ‘Big Love’ de sempre.

Da autoria de Mark V. Olsen, Will Scheffer, e com David Knoller, Mark V. Olsen, Will Scheffer, Gary Goetzman, Tom Hanks como produtores executivos, ‘Big Love’ é uma produção da Anima Sola Productions e Playtone Productions em associação com a Home Box Office (HBO).

4. FOX NEXT ESTREIA  ‘DEPOIS DO IRAQUE’

Título Original: ‘The Kill Point’

Género: Drama / Crime

Episódios: 8 episódios de aproximadamente 45 minutos

Autores: James DeMonaco e Todd Harthan

Elenco: John Leguizamo, Donnie Wahlberg, Jeremy Davidson, Leo Fitzpatrick, Frank Grillo, JD Williams, Steve Cirbus, Michael Hogan, Adam Cantor, Geoffrey Cantor e Jennifer Ferrin

Produtores Executivos: James DeMonaco, David Hoberman e Todd Lieberman

Produção: Lions Gate Televisions em associação com Mandeville Films

Prémios: 1 nomeação para os Cinema Audio Society Awards

Estreia: Quinta-feira, dia 15 de Outubro, às 21h30

Emissão: Quintas-feiras, às 21h30

Repetição: Sextas-feiras, às 15h05, Sábados, às 21h10, Domingos, às 19h40 e segundas-feiras, às 09h00

‘Depois do Iraque’ estreia no FOX Next quinta-feira, dia 15 de Outubro, às 21h30. Esta mini-série de oito episódios mostra-nos um grupo de militares veteranos – regressados recentemente a casa depois de servir na Guerra do Iraque – que planeia um arriscado assalto a um banco. São feitos doze reféns e, ao longo de oito horas de sequestro, são debatidas algumas temáticas como sejam: a Guerra do Iraque, o regresso dos soldados e os danos psicológicos e sociais deixados por esta vivência. Contando com John Leguizamo como protagonista – vencedor de um Emmy Award e nomeado para um Golden Globe – ‘Depois do Iraque’ traz de volta a eterna questão ética: serão culpados ou inocentes?

Emocionalmente volátil, mas ainda assim lógico e calmo em situação de crise, Jake “Mr. Wolf” Mendez (John Leguizamo, ‘The Groomsmen’) é um veterano de guerra, recentemente retornado da Guerra do Iraque onde serviu, sofreu e sobreviveu. Ao regressar, Wolf e os seus  fiéis colegas de pelotão, planearam meticulosamente um ataque, sem vítimas, a um banco. Entraram numa instituição bancária e saíram com o dinheiro, mas para seu azar, estava um detective do FBI dentro do banco, que os perseguiu para o exterior, de arma em punho. Um dos homens de Wolf abre fogo e acaba por atrair a atenção de mais polícias, iniciando-se um tiroteio. Um agente do FBI é atingido e o carro onde o grupo iria fugir é apanhado pela polícia. A única saída para Wolf é voltar ao banco e barricar-se.

O grupo de homens, cada um com um animal como nome de código, começa a barricar-se no banco juntamente com doze reféns. O Capitão Hort Cali (Donnie Wahlberg, ‘Boomtown’), negociador da polícia, chega à cena do crime e instala o posto de comando num restaurante local. Cali tenta levar Wolf em conversa enquanto que uma equipa SWAT, liderado pelo Tenente Connie Reubens (Michael Hyatt, ‘The Wire’), infiltra-se no edifício tomado pelos assaltantes. Esta tentativa falha: Wolf e a sua equipa apercebem-se da tentativa feita pela polícia e Wolf sai à rua.

Na entrada do edifício, Wolf enfrenta, desprotegido, toda a equipa de polícias preparada para o deter ou, na pior das hipóteses, abater. O veterano explica a quem o queira ouvir o que ele e os seus homens enfrentaram e sofreram no Iraque, ficando mesmo em roupa interior para que todos contemplem as inúmeras cicatrizes e feridas infligidas no seu corpo durante a guerra. O seu discurso provoca aplausos e palavras de conforto por parte da população reunida no terreno, enquanto que o corpo policial começa a balançar nas suas convicções. Serão estes homens culpados ou inocentes?

Dos autores James DeMonaco e Todd Harthan e com James DeMonaco, David Hoberman e Todd Lieberman como produtores executivos, ‘Depois do Iraque’ é uma produção Lions Gate Television em assoociação com a Mandeville Films.

5. FOX NEXT ESTREIA  2.ª TEMPORADA DE ‘SETE PALMOS DE TERRA’

Título Original: ‘Six Feet Under’

Género: Drama

Episódios: 13 episódios de aproximadamente 45 minutos

Autores: Alan Ball

Elenco: Peter Krause, Michael C. Hall, Frances Conroy, Lauren Ambrose, Matthew St. Patrick, Rachel Griffiths, Freddy Rodríguez, Justina Machado, Jeremy Sisto

Produtores Executivos: Alan Ball, Alan Poul, David Janollari, Bob Greenblatt, Bruce Eric Kaplan

Produção: Home Box Office (HBO)

Prémios: Vencedor de 4 Golden Globes. Outras 43 vitórias e 117 nomeações.

ESTREIA: Sexta-feira, dia 16 de Outubro, às 00h20

Emissão: De segundas-feiras a sextas-feiras, às 00h20

Sexta-feira, dia 16 de Outubro, pelas 00h20, com a estreia da segunda temporada, ‘Sete Palmos de Terra’ está de volta ao FOX Next depois da sua estreia no canal no passado mês de Setembro. Esta grande série vencedora de quatro Golden Globes e do mesmo criador do filme ‘Beleza Americana’, Alan Ball, dá uma visão mórbida e cómica de uma família disfuncional de Los Angeles que gere uma casa funerária. Com a morte do patriarca, que agora apenas vive nos corações e nas visões da sua família, cabe aos restantes membros continuarem com o intricado negócio e de olhar para o futuro enquanto são constantemente relembrados do passado.

Esta nova temporada conta com os principais elementos do elenco: Peter Krause como o filho mais velho Nate, cuja nova carreira como dono da Fisher & Sons (agência funerária) é acompanhada por problemas a nível pessoal e médico; Frances Conroy como Ruth, a matriarca da família, que se vira para seminários de auto-ajuda de maneira a encontrar a sua identidade; Michael C. Hall como o filho David, que não consegue libertar-se e admitir que é gay por causa da sua incapacidade de encontrar uma maneira romântica de recolocar na sua vida o ex-namorado Keith (Mathew St. Patrick); Lauren Ambrose como Claire, a agitada filha adolescente com uma perigoso relacionamento com o seu colega de turma Gabe; Rachel Griffiths como Brenda, a namorada de Nate, cuja família acaba por ser ainda mais disfuncional que os Fisher; Freddy Rodriguez como Frederico Diaz, o jovem fúnebre que tem a sua própria família em crescimento com que se preocupar; e Richard Jenkins como Nathaniel, o falecido patriarca que reaparece em flashbacks e em visões servindo de conforto e consciência daqueles que deixou para trás.

O que vai emergir ao longo dos novos 13 episódios são os “olhares” engraçados, esquisitos e emocionais sobre a “iluminação” de uma família americana em constante sofrimento e que ainda tem de lidar, diariamente, com o negócio da morte, dor e mágoa. Nesta segunda temporada podemos contar com as participações especiais de alguns actores conhecidos como Grant Show, Lili Taylor, Ed O’Ross, Joanna Cassidy, Eric Balfour, entre outros.

‘Sete Palmos de Terra’ é uma criação de Alan Ball também ele produtor executivo  em conjunto com Alan Poul, David Janollari, Bob Greenblatt e Bruce Eric Kaplan. É uma produção da Home Box Office (HBO).

Informação enviada pelo grupo FIC

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: