Grey's Anatomy (6.01/02) – Good Morning / Goodbye

greys 6.01Depois de um final de temporada soberbo, nesta nova temporada as expectativas são elevadas. Mortes, salvamentos, drama e mais drama é aquilo que se pede a Grey’s Anatomy, e é isso que ela sabe fazer tão bem e que lhe tanto crédito e sucesso. Depois de no final da temporada passada duas personagens terem ficado com a vida em risco, embora não seja já segredo para ninguém o destino das personagens, só mesmo para quem não visita sites relacionados com séries, espera-se sempre que Grey’s nos consiga emocionar e surpreender quer seja pelas representações, diálogos, banda sonora, toda uma envolvente que nos momentos mais dramáticos está presente. Começando agora a debruçar-me sobre o episódio em si, devo dizer desde já que a música de abertura escolhida foi má, e muito distante daquilo que a série nos vem habituando, sempre com óptimas escolhas musicais e musicas chaves para momentos cruciais mas este não foi definitivamente o caso. Começamos o episódio onde terminamos o anterior, Izzie a lutar pela vida e a conseguir abrir os olhos para satisfação de Karev, no bloco operatório O’Malley não teve a mesma sorte acabando por falecer perante o olhar de sofrimento de Callie.

Esperava um pouco mais de drama envolvendo o momento em que a morte de O’Malley foi declarada, a única que mostrou comoção com c maiúsculo foi Callie, esperava ver mais lágrimas e mais carga emotiva, algo ficou a faltar. Mas parece que cada um resolveu sofrer à sua maneira. Christina e Owen colocam mãos ao trabalho, Meredith esconde-se numa sala, Bailey resolve ir apanhar ar fresco, o chefe fica a saber pela boca de Derek que terá mais um problema em mãos, o cargo de chefe de cirurgia está em risco. Mas apesar de tudo Izzie e Callie renderam-nos bons momentos, depois de ser pedido a Callie decidir sobre a doação dos órgãos de O’Malley, esta resolve ir pedir ajuda a Izzie afinal ela era uma das pessoas mais importantes na vida de O’Malley, de melhores amigos passaram a namorados, mas a amizade nunca se perdeu afinal se Meredith é a pessoa de Christina, sem sombra de dúvidas Izzie era a pessoa de O’Malley. Inicialmente Karev recusa-se em contar o sucedido a Izzie mas perante a pressão de Callie não tem outra opção. A despedida desta de O’Malley acaba por ser um dos momentos mais emotivos, assim como aquando da doação dos órgãos, Bailey libertou finalmente algum do sofrimento e emocionou-nos. A morte é inevitável, mas podemos sempre tirar lições dela e tentar salvar a vida de mais alguém.

Chegou o dia do funeral e para minha grande surpresa, os quatro amigos resolvem rir-se, um momento em que se previa emotivo acabou ridiculamente em risota, aqui apetece-me dizer Shonda Rhimes não viu decerto o funeral de Quentin, assim se faz um funeral emotivo. Achei a cena mais do que ridícula. Continuando com o leque de cenas ridículas, desta vez é protagonizado por Sloan, perante uma Lexie lavada em lágrimas este resolve perguntar se O’Malley era um garanhão, momento oportuníssimo. E assim vamos pulando de dia para dia até ao quadragésimo dia, com alguns momentos a referir, Bailey resolve descarregar as frustrações em Christina, o chefe depois de ver o seu emprego em risco ainda discute com Callie e esta muda-se de malas e bagagem para Mercy West. Meredith e Derek estão numa de curtir o casamento de post-it a toda a hora e em todo o lado, expulsando indirectamente Izzie e Karev para o trailer. Esta queixa-se da distância que Karev mantém dela, e isso proporciona-nos mais uma cena ridícula, desta feita a protagonista é Christina que resolve canalizar a raiva para Izzie.Um episódio em que tudo o de mau dava direito a risota, desde a ofensa de Christina em chamar Ceviche à paciente, até ao enforcamento de que Christina foi alvo, tudo serviu para rir.

No meio de tanta risota, e enganem-se aqueles que pensam que estavam vendo uma comédia, ainda tivemos alguns momentos dignos de Grey, como Derek e Bailey, esta resolve finalmente desabafar a dor, ela que trata os seus internos como filhos, ela conhecida com Nazzie mas que tem um coração enorme e de manteiga. Izzie e Karev, esta resolve finalmente confronta-lo com os seus receios e por aquilo que estão a passar. Izzie e Amanda, Izzie toma partido e dá um abanão em Amanda que tinha passado os dias sentado num banco em frente ao hospital. Meredith que ao 39º dia chora. E no final ficamos a saber que Seatlle Grace vai-se fundir com Mercy West e há série risco de despedimentos em breve. Esperava-se muito, esperava-se demais de Grey e para mim não correspondeu, conseguiram ridicularizar o episódio com certas cenas, que eu me pergunto quem as escreveu, será a mesma pessoa que escreveu o último episódio da temporada passada? Claro que o episódio teve momentos bons e emotivos mas não correspondeu às minhas elevadas expectativas, queria começar esta temporada com um excelente mas não posso para mim o episódio não me encheu as medidas e Grey começa a temporada apenas com um bom medíocre. Esperemos que o crescimento da temporada seja tão positivo como o da época passada.

Melhor: Izzie, que em quase todos os momentos que interveio foi comovente, e para mim foi a alma do episódio juntamente com Bailey.

Pior: Risos e mais risos, mas será que mais ninguém se apercebeu que O’Malley morreu foi enterrado, piadas sem sentido, perguntas estúpidas, risos ridículos, num episódio que se esperava de drama e não comédia.

72

Uma resposta a Grey's Anatomy (6.01/02) – Good Morning / Goodbye

  1. DMM diz:

    O que aconteceu ao Portal Séries?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: