CC09: Novidades de Psych, Legend of the Seeker e The Middleman

Julho 24, 2009

Psych-764413O blog Revista TV Séries publicou algumas novidades dos painéis que foram apresentados ontem na Comic-Con: Psych, Legend of the Seeker e The Middleman.

Começando por Psych, o elenco todo estava lá e Dulé Hill, que interpreta Gus, mostrou o seu talento para sapateado, como poderão ver pelo vídeo que está no final do artigo. Também foram exibidos dois vídeos: o primeiro com as cenas mais hilariantes dos três primeiros anos e o segundo era uma trailer da quarta temporada.

A nível de spoilers, apenas foi revelado que o pai de Shaw, Henry, poderá estar relacionado com um dos casos que serão resolvidos pelo filho. Por fim, foi divulgado a possibilidade de um episódio musical (de lembrar que Ugly Betty também planeia fazer o mesmo) e que os actores convidados para esta temporada são Sendhil Ramamurthy, Robert Patrick, David Naughton, James Brolin, Cary Elwes e Ray Wise.

O painel de Legend of the Seeker não foi muito rico em informações mas confirmou que uma actriz bem conhecida pelas séries ‘Buffy the Vampire Slayer’ e ‘Angel’ vai participar na estreia da nova temporada. Charisma Carpenter, a Cordelia das séries do Joss Whedon, vai interpretar Triana, uma guerreira toda vestida de negro.

Já o painel de The Middleman, que deve ser muito divertido, trouxe algumas novidades acerca do décimo terceiro episódio nunca filmado. Como já se sabia, esse episódio será lançado em banda desenhada (quadrinhos no Brasil) e os actores já leram o guião. Por falar no elenco da série cancelada pela ABC Family, todo ele esteve presente no painel. Ainda também falaram do lançamento do DVD. Eu queria estar lá!

Hoje, sexta-feira 24, teremos vários painéis de grande interesse para o público, tais como Stargate Universe, Battlestar Galactica: The Plan, Caprica, 24, The Big Bang Theory, Flash Forward e Bones. Podem ir acompanhando as novidades no Twitter através do @tudoestarodando e @comicconlive.


Legend of the Seeker – Primeira Temporada (2008)

Junho 26, 2009

legend-of-the-seeker-banner

Legend Of The Seeker é a mais recente série de fantasia épica a aparecer na televisão, estreou em Novembro de 2008 e, na minha opinião, é, a par de True Blood, uma das melhores estreias do ano.

Dos criadores de Xena: The Warrior Princess e Hercules: The Legendary Journeys, Robert Tapert e Sam Raimi, Legend Of The Seeker, tal como as outras duas, toma lugar num mundo de fantasia medieval, onde existe magia, criaturas bizarras, reis e guerreiros. É baseada nos livros de Terry Goodkind onde seguimos Richard Cypher, o primeiro Seeker verdadeiro em muitos anos. O seeker é um guerreiro que aparece em determinadas gerações e com a “Sword Of Truth” tem a missão de combater a tirania no mundo. Neste caso Richard Cypher está destinado a derrotar o Lorde das Trevas Darken Rahl.

Dizendo-se que é dos criadores de Xena corre-se o risco que muita gente fuja da série a sete pés. Xena foi uma série de culto dos anos 90 que conseguiu um número elevado em audiências, no entanto, pelo mundo fora, eram muitos aqueles que não suportavam a série. Xena tinha uns visuais, talvez, um bocado deprimentes para a época, apesar dos efeitos especiais serem muito avançados e elogiados. A temática da fantasia medieval em televisão e cinema nasceu praticamente com Xena, antes as tentativas de filmes desse género revelavam-se sempre fracas e sem sucesso. Desde do Feiticeiro de OZ, filme de 1939 que se atravessava um período em que o público de TV e cinema não se interessava grandemente pela temática, apenas a literatura tinha algum sucesso. Sem Xena e Hercules talvez não houvesse produtoras com coragem suficiente para apostar em filmes como O Senhor dos Aneis, que é um dos maiores sucessos de todos os tempos. Assim pode-se considerar Robert Tapert e Sam Raimi dois visionários. Sam Raimi é também um dos cineastas de culto mais admirados nos Estados Unidos e um dos que eu mais admiro. Realizou recentemente para cinema a trilogia Spider-man, sucesso mundial de bilheteira, mas foi com a trilogia Evil dead que se tornou conhecido, essa é considerada uma das melhores sagas de filmes de terror de sempre.

Apresentados que estão os criadores posso dizer que é uma série recomendada para todos aqueles que gostam de fantasia medieval e para todos os outros que gostam de acção e aventura. A primeira temporada teve 22 episódios. É uma série em syndication, ou seja não tem nenhum canal de exibição é produzida pelos estúdios da ABC mas os seus episódios dão em frequências especificas de cada região dos estados unidos não em nenhum canal especifico. As audiências foram boas, o que sendo uma série em syndication é um dado muito relevante. A segunda temporada está já em produção.

Nesta primeira temporada houve episódios muito bons, outros menos bons, momentos verdadeiramente incríveis e uma história que, apesar de não ser nada de muito elaborado, está bastante bem contada, o facto de ser baseada numa série de 7 livros dá muito sobre o que se escrever. Cada episódio tinha o seu próprio caso, mas todos juntos funcionavam para o desenrolar do enredo principal. Acompanhou-se principalmente as peripécias de três companheiros de viagem peculiares. O jovem Seeker, um mago de primeira ordem, Zeddicus Zu’l Zorander, e uma bonita confessora, Kahlan Amnell. Uma confessora tem o poder de submeter qualquer humano ao seu poder com o toque permitindo-lhes saber a verdade que poderá estar escondida em cada um, ao longo da história em qualquer busca de qualquer Seeker este era acompanhado por uma confessora.

O romance foi uma constante ao longo de toda a temporada e foi crescendo ao longo dos episódios, uma relação peculiar é apresentada e mostra-nos momentos sensuais, outros dramáticos e todo um conjunto de peripécias muito próprias e bem construídas. O enredo principal é a viagem dos três personagens já referidos na sua busca para derrotar o Lorde das trevas, Darken Rahl. Este também assume grande destaque ao longo da temporada, acompanhamos a sua visão também, apesar deste ter destaque as suas motivações podiam ter uma maior apresentação, no entanto não é nada de grave.

Existem alguns episódios realmente cativantes, por exemplo o 8, 9 ou 11. Alguns são cativantes pela história que nos é apresentada, outros pela excelente categoria técnica que apresentam. De facto a parte técnica é brilhante e comparando com Merlin, outra estreia do género no ano de 2008, Legender está realmente muito acima. Viram Senhor dos Anéis? Então podem esperar uma categoria técnica muita próxima nesta série. O guarda-roupa está muito bom, que é algo que costuma pecar neste género de produções. As vilas, aldeias e os castelos apresentam-se verosímeis. Os efeitos especiais estão muito acima da média para séries. Todo o mundo é rico e vibrante, as paisagens são lindas e dão vontade de ir passar férias à Austrália, que é onde é filmada a série. Todo o mundo em que se desenrola os episódios é bem construído e tem um efeito imersivo que é muito agradável.

Esta é uma série que recomendo porque junta tudo o que de bom o género pode oferecer. A aventura e acção bem desenvolvida que já eram visíveis em Xena mas junta-se o incrível visual de Senhor dos Anéis. É uma série que vicia, que dá vontade de ver mais e mais. Não percam mais tempo, Legend Of the Seeker é o melhor que a fantasia tem para oferecer desde Senhor dos Anéis. Magia, Aventura, Romance, incríveis seres e um mundo rico e detalhado são coisas que vos esperam em Legend Of the Seeker. Além disso sendo uma série com um desenvolvimento de muitos episódios e temporadas, que poderá ter, podemos ficar desde já agarrados às personagens.

Este review foi escrito por Tiago Duarte, visitante assíduo e participativo do Portal de Séries.